Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Discurso da Dilma em Davos, vai ser uma piada!

Data Folha, ontem.  A presidente Dilma Rousseff, na sua primeira participação no Fórum de Davos (depois de amanhã), encontrará a estrela do Brasil em nítido processo de perda de brilho, mas ainda não apagada.  De todo modo, não é um resultado tão ruim, se se considera que a média global de otimistas (39%) é inferior à brasileira (42%). Mas a curva dos CEOs do Brasil é a inversa à da média de seus pares: no global, os otimistas subiram de 36% para 39%, ao passo que os brasileiros otimistas tiveram queda de dois pontos percentuais.

Comentário.

A presidente Dilma, desprezou o Fórum Econômico Mundial de Davos nos 3 anos anteriores, fez questão de ignorar a existência do Fórum, que é de inciativa privada.  Este ano é ano de eleições e o marqueteiro João Santana precisa de material importante para seu programa eleitoral gratuito de 2014.  

Dilma Rousseff fará palestra amanhã, dia 23.  Não tem o que mostrar ao Fórum.  Todos os números conspiram contra ela.  Ainda assim, na sua arrogância, dirá exatamente o inverso do que o mercado financeiro internacional já conhece.  Já conhece os números reais de 2013.  

Dirá que o País executa política econômica consistente, que a política fiscal está em equilíbrio, que a inflação está sob controle, que a reserva cambial está alta, que a balança comercial está em equilíbrio, que o país está com pleno emprego, etc., etc., etc.

O governo PT está no poder há 11 anos.  Não tem mais como comparar o desempenho do seu governo comparando com o do governo do PSDB.  Esta comparação Lula já fez.  Agora, a dura realidade é que a presidente Dilma terá que comparar com os governos do seu próprio partido, o PT.

O desempenho do Brasil em 2013, demonstrado pelos indicadores econômicos e sociais, do próprio IBGE, demonstra que o governo de Dilma em 2013, teve o pior desempenho dos últimos 11 anos.  

A começar pela política fiscal, que após gambiarras, fechou com um dos superávit primário, menor dos últimos anos.  A inflação é um dos maiores do governo petista. A balança comercial fechou no taco a taco, com gambiarras de exportação fictícia de plataformas de petróleo.  A balança de conta corrente, fechou em ligeiro equilíbrio, com contabilização da entrada do bônus do Libra.  O número de emprego criado foi a menor dos últimos 11 anos, segundo IBGE.  O crescimento do PIB, está medíocre, comparado com demais países emergentes.

Não sei bem o que a presidente Dilma vai dizer no seu pronunciamento de amanhã.  Certamente, a mesma espuma que ela conta aqui para o público interno.  Aqui tem ouvintes de carteirinha do Bolsa Miséria.  Lá fora, são investidores e especuladores, que estão atrás dos seus lucros fáceis.  

Sim.  Os investidores estrangeiros especulativos, não os investidores estrangeiros diretos (IED), virão apenas atrás da maior taxa de juros reais do mundo.  Sim, já pagamos 4% de juros reais, hoje.  O mercado, espera, ou melhor exige, juros ainda maiores do que 10,5% para que os juros reais sejam cada vez mais atrativos, apesar do risco.  Isto é anomalia.  Os principais países, os motores da economia, EEUU, Alemanha e Japão, pagam juros reais negativos!

Não, não precisa explicar melhor.  Os simples mortais sabem que o País que depende de financiar suas contas, pagando juros cada vez mais altos, para manter-se à tona, só pode ser país pré-falimentar. Ter que pagar, repare bem no digo.  Ter que pagar juros cada vez mais altos, para fechar a balança de conta corrente e rolar a sua dívida interna, é um país doente que está à beira de ir para UTI.  Para UTI foram Portugal, Grécia e Espanha.  

Os investidores internacionais, não são bobos da corte.  Eles sabem exatamente o que se esconde atrás de discursos espumas, bonito.  Quando a nossa presidente está indo com o milho para o moinho, eles já estão voltando com a farinha.  A visão do mundo, mesmo após o pronunciamento da Dilma, não vai alterar em nada.  O discurso, em Fórum privado, só serve mesmo para o marqueteiro João Santana.   E nós, povo, pagamos a conta da sua viagem a Davos, Suíça!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori


3 comentários:

  1. Gostaria que a Dilma discursasse de improviso com seu "Dilmês" ininteligível mas fará uma leitura, já ensaiada à exaustão para não gaguejar, do discurso elaborado pelo seu marqueteiro João Santana.

    ResponderExcluir
  2. Este é o Governo da Mentira!
    Começou com Lulla e continua a todo vapor com seu poste,chamado Dilma!

    ResponderExcluir
  3. piada????? seu artigo né?!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.