Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

MAFRIG. Outro buraco no BNDES!

Folha, hoje.  Em meio às celebrações da virada do ano, o BNDES selou um acordo para, mais uma vez, favorecer o grupo Marfrig, um dos "campeões nacionais" do governo Lula. Com uma dívida de quase R$ 6,7 bilhões e valendo R$ 2,1 bilhões na Bolsa, o Marfrig está numa situação financeira muito delicada. O banco estatal aceitou adiar em um ano e meio o vencimento de uma debênture (título de dívida) de R$ 2,15 bilhões do Marfrig - de junho de 2015 para janeiro de 2017. 

Comentário.

O grupo Mafrig é freguês de caderno do BNDES.  A situação do grupo continua delicada mesmo após transferência da empresa Seara do grupo para JBS dos outros Batistas em meados de 2013, repassando a dívida de R$ 5,85 bilhões para o novo controlador.

Conforme notícias, a dívida do grupo, após a repasse da dívida para o grupo JBS, continua em R$ 6,7 bilhões, maior parte com o BNDES.  A situação é muito semelhante ao grupo OGX, a empresa vale na Bolsa, cerca de R$ 2,1 bilhões com dívidas astronômicas junto ao BNDES.  

Este é mais um grupo daquele que o presidente Lula pegou como novos players do mercado, juntamente com o JBS dos Batistas e OGX do Eike Batista.  A Mafrig só está esperando tempo para ir para recuperação judicial como aconteceu com empresas OGX e OSX do Eike Batista.

Nem vou me alongar nos comentários. Não está mais valendo a pena.  Ninguém mais quer saber dos rombos do BNDES.  Só não sabem que a conta quem vai pagar serão os contribuintes.  Lembrando que contribuintes somos nós.  Eu, você e nós todos!

Vamos virar este jogo ou vamos ficar calados com eunucos!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.