Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Brasil da Dilma. Caloteiro contumaz!

Estadão, ontem. Em uma década, o governo federal multiplicou por dez os gastos que são registrados no Orçamento, mas não são pagos até 31 de dezembro. Do total desse "orçamento paralelo", R$ 33,6 bilhões foram retidos na boca do caixa e ajudaram a contabilizar o superávit primário do governo - economia para o pagamento da dívida. Essa parcela é destinada às despesas nas quais o serviço que deu origem ao gasto já foi executado, faltando, apenas, o pagamento - os chamados restos a pagar processados.

Estadão, ontem. Além de elevar o valor de restos a pagar processados que deveriam ser pagos em 2013, a equipe econômica deixou para emitir as ordens de pagamento de R$ 4,1 bilhões somente entre 28 e 31 de dezembro, para que os saques efetivos só ocorressem neste ano e não causassem impacto no resultado primário do ano passado.  

Comentário.

Presidente Dilma, antes de tirar as férias do final do ano, reuniu-se com o ministro da Fazenda Guido Mantega e secretário do Tesouro Arno Ausgustin, para fechar o Orçamento Fiscal do ano de 2013, com vistas ao pronunciamento que fará na Fórum Econômico Mundial de Davos, Suíça.

Diante da meta de superávit primário, leia-se dinheiro para pagamento da parte de juros, de R$ 73 bilhões.  Após todas gambiarras feitas, a presidente Dilma, mandou dar prioridade ao pagamento de parte dos juros, postergando o pagamento de despesas efetivamente feitas, num montante de R$ 33,6 bilhões.  Além de postergar o pagamento das contas que venceu nos últimos dias do mês de dezembro de 2013, num montante de R$ 4,1 bilhões.  Somados isto tudo dá R$ 37,7 bilhões.

A prática é comum, sobretudo pelo governo petista, o superávit primário anunciado pelo ministro Mantega, no último dia 3, é uma tremenda mentira.   O suposto superávit primário de R$ 75 bilhões, anunciado, se descontado o valor das contas que não foram pagas no exercício de 2013, cairia para R$ 37,3 bilhões.  Portanto, na realidade o superávit primário do Brasil em 2013 teria sido de R$ 37,3 bilhões, não aquele anunciado pelo ministro Mantega de R$ 75 bilhões.

Para leigo o que interessa?  O Tesouro, diante da pressão internacional, deu calote nos fornecedores, postergando pagamento para os próximos meses, as contas vencidas em 2013, num montante de R$ 37,7 bilhões. Toda manobra para pagar pelo menos uma parte dos juros vencidos em 2013, no montante de R$ 75 bilhões.  Isto está parecendo mais como uma empresa falida do Eike Batista do que como o Tesouro americano que vem resgatando, antecipadamente, os títulos da dívida vincendos.  

Na vida privada de qualquer um de nós, se a pessoa posterga pagamento de contas vencidas para pagamento da parte de juros dos empréstimos feitos em bancos, a situação financeira do cidadão está mais que feia.  Diz-se em ditado popular sobre situação de um cidadão como este, como caloteiro contumaz!  Pois o Brasil é País com situação de contumaz caloteiro, esforçando-se para ficar bem na foto com inúmeras gambiarras.  

Brasil da Dilma é caloteiro contumaz!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori


2 comentários:

  1. Brasil perde US$ 12,261 bilhões com fluxo cambial em 2013, o pior resultado em mais de uma década... -

    http://goo.gl/news/5UAH

    Restos a pagar R$ 218,4 bi. O Tesouro Nacional nega que tenha sido uma estratégia para elevar o superavit primário.

    http://www.diariodeguarapuava.com.br/noticias/economia/20,46045,08,01,despesas-de-2013-do-governo-que-serao-pagas-em-2014-somam-r$-336-bi.shtml#.Us32JVO-cbQ.twitter …

    Despesas de 2013 do governo que serão pagas em 2014 somam R$ 33,6 bilhões :: Diário Agora :: Economia:

    http://www.diariodeguarapuava.com.br/noticias/economia/20,46045,08,01,despesas-de-2013-do-governo-que-serao-pagas-em-2014-somam-r$-336-bi.shtml#.Us32JVO-cbQ.twitter …

    ResponderExcluir
  2. Aqui, no Brasil, é pratica comum o rolamento de dívidas. E o PT é governo que mais pratica este tipo de chicana. Em ano de eleição, o atual governo vai empurrar as dívidas com a barriga até a Dona Dilma ser eleita. Já vi isto no último mandato de FHC, mas, no PT, os resultados serão bem mais nefastos. A dívida pública do Brasil nunca foi tão alta. Mas o Brasil é isto, um grande iate que tem o Eike Batista como comandante. Quer dizer, o barco vai afundar - e não tem bote salva-vidas pra todo mundo...

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.