Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Vamos apostar no Brasil, sem Dilma, vamos?

Folha. O risco no ambiente econômico do próximo ano, segundo assessores presidenciais, está no dólar.  A moeda americana está em alta nas últimas semanas e pode subir ainda mais, a depender do ritmo do fim dos estímulos à economia americana, esperado para o ano que vem.  Além disso, a recuperação dos EUA pode levar para lá investimentos que estavam no Brasil, reduzindo mais a quantidade de moeda e a encarecendo.  Com menos dólares em circulação, a tendência é de alta na cotação.

Comentário.

Sobre os fatos, não tem muito a comentar.  Temos muito a lamentar, pela visão míope da equipe econômica da presidente Dilma.  Este blog já vem alertando isto há mais de 1 ano e meio.  A presidente Dilma e sua equipe, só agora, após constatação dos fatos, mostra preocupação com o aumento do dólar.  Isto é o resultado do erro sistêmico da política econômica.  Tentar segurar a inflação, segurando o dólar, mantendo-o depreciado, com o fim exclusivo de manter o estado de "euforia" do povo brasileiro é erro sistêmico.

Como não tem almoço de graça, chegou a conta.  Tudo que foi dito por mim em mais de 900 matérias sobre o equívoco da política econômica, já não servem mais.  Serviriam, até então.  Agora, que entramos no olho do furacão, as receitas são outras.  A conta do almoço se vai ser alta ou não, ninguém pode prever.  O que devemos é buscar uma "saída" menos traumática para a população.  E digo com toda franqueza, a presidente Dilma e sua equipe econômica não tem competência para formular uma saída para a crise.

A primeira coisa que a Dilma e sua equipe econômica deve fazer é conscientizarem-se de que "já estamos na crise".  Esta conscientização é importante para tomar medidas que não põe o País no ambiente de "caos".  Mesmo eu sendo crítico em relação ao governo Dilma, não quero situação de "caos" para o Brasil.  Sou muito brasileiro, sim senhor ou sim senhora!  

Em não se conscientizando do quadro grave que a economia brasileira apresenta e continuar a fazer as mesmas gambiarras para enganar a população, é inexorável que o País vai atravessar o ano de 2014, muito difícil.  Se eu estivesse no lugar da Dilma, mudaria a equipe econômica, neste momento, para os ortodoxos, para achar uma solução menos traumática para a saída da crise.  É o mínimo que temos que fazer, hoje.  

Chega de improviso, de gambiarras, de amadorismo!  O síndico de plantão, presidente da República, tem o dever de administrar, receita da União de cerca de R$ 1,2 trilhão, mais os orçamento das estatais como a Petrobras e Eletrobras que responde por mais R$ 500 bilhões, grosso modo.  Administrar o País como se fosse uma lojinha de R$ 1,99 é uma irresponsabilidade total ! Já estou com o "saco cheio" da atual situação.  Não aguento mais escrever as mesmas críticas, o tempo todo.  Uma hora tem que mudar isto, meu Deus!

Vamos apostar no Brasil, sem Dilma, vamos?

Ossami Sakamori


2 comentários:

  1. Há alguns anos atrás, fiz um planejamento pra empresa que trabalhei, para que aproveitasse a alta de seu Mercado. Não utilizaram. Depois, 3, 4 anos, já fora desta empresa, me chamaram pra resolver uns assuntos e tal. Fiz um plano de "resgate", mas aí já tinha passado o "momento". Resultado? Não utilizaram de novo, a empresa fechou e não me pagaram! :) hahahaha
    É como veio o caminho do Brasil, mas a merda é muuuito maior

    ResponderExcluir
  2. Loja de 1,99 foi o governo do FHC... em que a gente comprava tudo por 1 real, depois... O governo do PT é uma banca de camelô daqueles que só vendem produtos contrabandeados e com defeito ainda por cima...

    2014 será um ano difícil e, pior, com Dilma no poder... Socorro!!!!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.