Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Dilma mente igual Lula!

Folha. Em discurso lido diante do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a presidente Dilma Rousseff, que disputará a reeleição no ano que vem, fez ontem duras críticas ao governo do tucano. Dilma fez as críticas em seminário promovido pela fundação do ex-presidente americano Bill Clinton, em um hotel da zona sul do Rio.

Comentário.  A presidente Dilma, como o seu antecessor, cria artifícios para mentir, descaradamente.  O Bill Clinton, ex-presidente dos EEUU deve ter ficado ruborizado com tanta mentira, ainda mais em discurso escrito.  Só pode ser texto do marqueteiro João Santana para colocar no programa eleitoral gratuito em agosto do ano que vem, no auge da campanha presidencial.  

Folha. "Por muitos e muitos anos, o Brasil foi pensado como um país pequeno, voltado apenas para os países desenvolvidos e dedicado apenas a uma parcela privilegiada de sua população", disse Dilma.

Comentário.  O Brasil que eu saiba nunca foi pensado como país pequeno como diz a presidente Dilma.  O País continua dependente dos países desenvolvidos em quase todos setores, os números não mentem.  O Brasil é dependendo do capital estrangeiro direto (IED) para alavancar o desenvolvimento, bem como para rolar as dívidas do Tesouro Nacional.  O País se comporta como época da colônia portuguesa, vende commodities para comprar produtos manufaturados.   E o Brasil apequenou por conta da exacerbação da corrupção, infelizmente. 

Folha. Sem nominar o ex-presidente, ela comparou números de hoje com os de 2002, último ano do tucano no poder. Afirmou que a inflação caiu de 12,5% para 5,8% e que a dívida líquida recuou de 60,4% para 35% do PIB.

Comentário.  Só para lembrar a presidente Dilma, que tem memória curta, a inflação de 12,5% no ano de 2002, foi justamente por conta do "efeito Lula".  Foi necessário, antes mesmo da posse, o presidente Lula nomear banqueiro Henrique Meirelles para presidente do Banco Central, para acalmar o mercado e acomodar  também a situação da inflação.  O povo pode ter esquecido, mas eu não esqueci.  Quanto aos números da dívida líquida, a Dilma mentiu.  Os números do Banco Central aponta dívida líquida cerca de 50% do PIB.  E quanto a dívida bruta do setor público brasileiro, segundo FMI, saltou para 68% do PIB.  Estes últimos números representa a realidade brasileira, sem maquiagem. 


Folha. "De país devedor, nós passamos à condição de país credor", disse a presidente, repetindo uma expressão muito usada por Lula na campanha de 2010. 

Comentário.   Não sei de onde tirou a presidente Dilma sobre situação do Brasil sobre a dívida do País.  O último relatório do Banco Central, datada de 22/11/2013, o Brasil possui dívida externa no montante de US$ 311 bilhões, incluindo o setor público e privado.  As reservas internacionais somavam na mesma data US$ 376,9 bilhões, o que indica reserva líquida de US$ 65,9 bilhões, conseguido graças ao investimento estrangeiro especulativo que aplicam em títulos da dívida do Tesouro Brasileiro.   É verdade, apenas que o governo Lula pagou a dívida perante o FMI de US$ 15,5 bilhões em dezembro de 2005, mas isto não quer dizer que o Brasil pagou a dívida externa total.  Brasil tem dívida externa, sim senhora!  

Resumo. Quando é que vamos ter presidente sério, não saberia afirmar, mas a safra de presidentes do Brasil, pós ditadura, não foi boa.  Na Folha de ontem, traz a imagem dos últimos presidentes, embarcando no avião presidencial destino à África do Sul.  Deu-me tristeza enorme!  Dentre eles, com raras exceções ou com rara exceção, os presidentes, tem mais estampa de chefe de quadrilha do que de estadista.  Senão vejamos, os nomes que aparecem na foto, na ordem de antiguidade:  José Sarney, Fernando Collor, Fernando Henrique, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.  Você escolhe quem faz parte das exceções ou da exceção.

Ossami Sakamori 


4 comentários:

  1. O único não-chefe-de-quadrilha é o Fernando Henrique.

    E tratar Collor como ex-presidente normal é muito tosco! Só no Brasilzinho mesmo!!

    ResponderExcluir
  2. Nobre Sakamori:
    Como sempre na sua guerrilha contra os desmandos de nossos governantes, e nós, que também sofremos essas mazelas, no conforto de nossa casa!
    Indignamo-nos, mas, somos incapazes de tomarmos uma posição em defesa dos nossos interesses, que seriam a melhoria da gestão administrativa de nosso país!
    Ontem, com a foto dos nossos Presidentes embarcando para a África do Sul, para as exéquias de um exemplo de dignidade e honra que foi o saudoso e inesquecível NELSON MANDELA, como muitos, senti vergonha dos nossos representantes na cerimônia!
    Mais, comprovaram a máxima de que estão mudando só o cachorro, pois a coleira é a mesma, ou seja, mudam os mandatários mas os procedimentos são os mesmos, daí a pergunta:
    Vamos de Aécio ?
    Desculpe o pessoal do PSDB, mas, enquanto a ditadura de São Paulo existir, serão iguaizinhos ao PT, e outras excressências que por aí existem para seduzir-nos e depois, deixar-nos nessa camisa de sete varas!
    Estou enojado, e, ao ler suas matérias, dá-me um desânimo tão grande, pois, você, além de ser muito inteligente, tem uma memória de elefante, e domina os números como ninguém!
    Sinto que meus 44 anos de serviço prestado a nação, acompanhando Ulisses, Tancredo, e Marco Maciel por último por não admitir conviver no mesmo partido de Sarney que tivemos que trazer para ganhar do Maluf no Colégio Eleitoral, não serviram para nada!
    Os valores que convivi, de ética, respeito, decência, probidade, espírito público, deram lugar aos interesses menores dos substitutos do que vocês chamam de Ditadura!
    Saiba que sinto muita saudade dessa época, e mais, tínhamos no Congresso homens sérios como José Richa, Miguel Arraes, isso só para falar nos seus decendentes que aí estão prestando um belo serviço aos seus Estados e sua gente!
    É triste mas verdadeira sua matéria, e nós, cabe-nos tomarmos posição e no próximo ano, renovarmos nossas esperanças com uma mudança total dos nossos representantes no Congresso que legitima as ações dos nossos Governantes!
    Abraçando-o com carinho e respeito,
    MARKITO DE SOUZA


    ResponderExcluir
  3. "Uma mentira contada várias vezes se torna uma verdade". Acho que a técnica utilizada pelos PTralhas é essa.... ou Dilma, Lulla e seus seguidores criaram um mundo em "mente coletiva" e saem propalando essas besteiras mundo afora!

    ResponderExcluir
  4. Fico tão enojada quando vejo a propaganda do Governo, onde aparecem a Presidente e, em seguida, o ex-presidente Lula falando da Bolsa Família, a indecência do século, e ainda debochando das opiniões contrárias a essa vergonha descarada. Nos, brasileiros, vivemos de esperança, ate quando?

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.