Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Álvaro Dias, presidente da República.



Senador Álvaro Dias é candidato à presidência da República pelo Podemos, partido que se filiou neste ano. A carreira política do senador é extenso. Criou-se na cidade de Maringá e foi radialista. Formou-se em História pela Universidade Estadual de Londrina e iniciou a carreira política elegendo-se vereador em 1968 pelo MDB.

A carreira política do senador Álvaro Dias é extensa. Foi eleito deputado estadual em 1970, deputado federal em 1974, senador da República em 1982 e governador do Paraná em 1986. Eleito senador da República em 1998, estando no seu terceiro mandato. Nas eleições de 2014 elegeu-se senador com 4,1 milhões de votos correspondente a 77% dos votos válidos de todos paranaenses. 

Como governador no período 1986/1990 em notabilizou-se por ligar o estado de norte ao sul do Paraná com estradas pavimentadas. Até então, o norte do Paraná era ligado umbilicalmente ao estado de São Paulo. Deixou o governo com popularidade que vem se confirmando em sucessivas eleições. 

Recentemente, senador Álvaro Dias filiou-se ao Podemos, deixando sua breve passagem pelo PV. Álvaro Dias tem competência e experiência para governar o País. O senador não tem "guru" em especial pois ele próprio possui experiência como administrador público de um estado importante do País. Álvaro Dias merece minha confiança. 

Ossami Sakamori


Um comentário:

  1. ISSO É QUE É DÉCIMO 13° OU É 13ª?

    Me entristece profundamente essa dicotomia vivida pelo
    amigo de Valdirene. Décimo terceiro ou Décima terceira?
    Um bruto de quase 125 mil conto, mas tem a vara (no bom
    sentido) do capa preta. Décima terceira vara para Valdi-
    rene, sem problemas, mas para seu amigo ...
    Gostaria muito de saber no universo dos colegas do ami-
    go de Valdirene, qual o percentual de beneficiários que
    recebem anualmente o que esse cabra pega de 13°. Será q
    uns 89%? Tá pouco?

    Pau na máquina de cálculos sigilosos

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.