Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 5 de maio de 2012

LULA DOUTOR HONORIS CAUSA?

Foram concedidos 5 títulos de "Doutor Honoris Causa" ao presidente Lula por sua contribuição à história política, econômica e social do Brasil (sic).  Os títulos foram agraciados pelas universidades públicas do Rio de Janeiro, no teatro João Caetano, no centro da capital fluminense.  No total, o presidente Lula já tem quase 10 títulos de Doutor Honoris Causa, que certamente, estarão decorando os recintos do futuro Instituto Lula em São Bernardo dos Campos. Nada contra que as universidades públicas agraciem figuras de destaque no mundo político, como um ex-presidente da República. Apenas citarei alguns aspectos negativos às tais iniciativas.

Primeiro aspecto é que a maioria das nossas universidades, sobretudo, públicas, estão totalmente sucateadas, conforme matéria específica tratada por este bloguista.  São as tais universidades sucateadas, que sob administração do governo Lula, pouco fez para se adequar à demanda de novos tempos de inovação tecnológica que o mundo contemporâneo está a exigir.  


O Segundo aspecto, está sintetizada na sua fala, como de costume, de voz embargada, que destaca a condição dele Lula não ter tido oportunidade de ter um diploma universitário.  Um bordão que presidente Lula, usa repetidamente para angariar simpatia dos não letrados.  Não percebe Lula de que ao destacar esta condição, incentiva os jovens do Brasil a fora, a não dar importância aos estudos e à capacitação.


Mentira deslavada do presidente Lula. Ele como retirante nordestino, morando em grande São Paulo, teve oportunidade sim, de estudar se assim quisesse.  No primeiro momento da sua vida como metalúrgico era possível fazer um supletivo e posteriormente uma faculdade, qualquer que fosse, noturno.  Diferentes condição tem os sertanejos que vivem nos rincões do sertão.

No segundo momento, foi quando ele virou sindicalista, teve tempo e condições dele fazer um supletivo e uma faculdade noturna.  Mas desprezou a segunda oportunidade, presumo, dando prioridade à roda de cachaça com os companheiros do sindicato.  


No terceiro momento, como deputado federal pelo estado de São Paulo, teve 4 anos de mandatos, que poderia ter, em querendo, ter aproveitado para fazer supletivo e ter feito uma faculdade em Brasilia.  Mas nada fez. Preferiu fazer a politicagem nos corredores do Congresso.


No quarto momento, com mandato de 8 anos na presidência de República, teve tempo suficiente para fazer o supletivo e frequentar uma faculdade qualquer, até poderia ter sido uma por ensino à distância.  Professores, para lhe assistir não faltariam.  Mas nada fez.  Preferiu ficar, inculto, para poder usar o mesmo bordão de sempre, a de que não ter tido oportunidade de estudar.  


Presidente Lula, você é um brasileiro privilegiado.  Poucos brasileiros tem condições que você teve.  Desculpe-me usar da franqueza meridiana.  Eu como milhares de pessoas se formaram em universidades, com muito sacrifício.  Nada diferente dos meninos da minha época, precisei trabalhar aos 10 anos para ajudar a me sustentar, com o objetivo de estudar.  Participei da militância da política estudantil, trabalhando para custear os meus estudos, nada diferente dos meus colegas de faculdades.  Tempos duros, aqueles.  Formei-me em engenharia civil, pela Universidade Federal do Paraná, com muito orgulho.  O meu diploma de verdade, feito em pergaminho, está guardado numa gaveta do arquivo.  Diploma que me traz muitas lembranças e de muitos sacrifícios. Ela está guardado, cuidadosamente, porque sei que o diploma universitário que conquistei, a maior parte devo ao contribuinte brasileiro, que me permitiu estudar em universidade pública gratuita.  A história da maioria é assim. Diplomas são conquistados com muitas noites mal dormidas e de renúncia de muitas horas de laser. 


Presidente Lula, pare de usar bordão que nada é construtivo para o povo brasileiro!  Pelo contrário, toda vez que você cita o bordão, o povo se conscientiza o contrário, de que não precisa ter educação nem estudo para ser um cidadão ser completo.  A noção que você Lula, passa ao povo é de que o estudo é secundário e que basta ter esperteza para conseguir o objetivo, não importa como.  E abomino de igual forma os coadjuvantes para consolidar esta forma de pensar.  E o resultado desta cultura está estampado na midia sob títulos de Mensalão e de CPMI do Cachoeira.  É a cultura Lula.  Mal exemplo, presidente! 

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof. da UFPR.
Twitter: @sakamori10
 

Um comentário:

  1. Muito bom amigo! Parabens pela sua matéria. Tenha um ótimo fim de semana, fique com DEUS.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.