Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 24 de novembro de 2012

AS MARACUTAIAS DOS SOBRINHOS DO LULA E DA DILMA



A Polícia Federal fez nesta sexta-feira (23) busca e apreensão no escritório da Presidência da República em São Paulo por conta da Operação Porto Seguro, com o fim de desarticular organização criminosa que se infiltrou em diversos órgãos federais para a obtenção de pareceres técnicos fraudulentos para beneficiar interesses privados. Além do gabinete da Presidência em São Paulo, os policiais federais também estiveram na sede da AGU (Advocacia Geral da União) em Brasília. Fonte: Folha. 

A  Folha apurou que a investigação no gabinete da Presidência da República em São Paulo não tem relação com nenhum esquema de corrupção envolvendo a própria Presidência, mas com a atuação de Rosemary Novoa de Noronha, chefe de gabinete na capital paulista. Ela é uma das indiciadas na operação. Rosemary secretariava o então presidente Lula em viagens internacionais e foi responsável pela nomeação dos diretores Paulo Vieira (Agência Nacional de Águas) e Rubens Vieira (Agência Nacional de Aviação Civil).  Fonte: Folha.

Como em tudo que acontece na república do Lula e Dilma, a roubalheira do dinheiro público acontece com articulação e comando das agentes públicos lotados em escalões imediatamente inferiores aos poderes máximos da república.  No caso em notícia, um dos indiciados pela PF venha a ser o imediato do cogitado chefe da Casa Civil da presidência da República, em substituição ao Gleisi Hoffmann.  A outra indiciada venha ser a própria chefe de representação da presidência da República em São Paulo.  Isto são os fatos.

Numa matéria anterior sobre o enterro da CPMI do Cachoeira, fiz referência sobre a grande maracutaia e desvio de dinheiro público que houvera no financiamento das campanhas eleitorais de 2010, em nível federal.  Maracutaias promovidas pelos escalões imediatamente inferiores ao do presidente Lula e do seu então chefe da Casa Civil Dilma.  Enfim, o que houve em 2010, é um capítulo à parte.  A base de atuação da quadrilha que começou com o mensalão, foi bastante ampliado.  E aí que mora o perigo, para a quadrilha.  Começa a vazar informações e acontecer denúncias dos "caseiros" ou dos "motoristas".  

Fiquei mais otimista em relação à administração pública, com a atuação da Polícia Federal neste episódio.  Muito mais do que isto, a atuação do judiciário e do MPF, porque sem a iniciativa destes não teria sido possível a atuação da Polícia Federal.  Este episódio, mostra que, embora a PF esteja vinculado ao ministro da Justiça, a instituição cumpre a sua função delegada pela Constituição da República e e submete às boas normas de conduta e de moralidade da própria da instituição judiciária. 

Tomara que estejam soprando os novos ventos, os mais pueris e saudáveis no planalto central, não propriamente, ainda no Palácio do Planalto.  Estaria completa a chegada da primavera, se a presidente Dilma, mandasse investigar à fundo, as maracutaias praticadas pelos seus 9 ministros demitidos, além de mandar investigar o destino dos R$ 450 milhões de Caixa 2, do esquema Delta/Carlinhos Cachoeira. Estou para ver se a presidente Dilma tem coragem para fazê-los.

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori12

Um comentário:

  1. Sr Sakamori, eu sei que, no seu blog, não vai fazer denúncias vazias, sem provas, já que os petistas não lhe dão trégua mas, EU digo que em todos os episódios de roubalheira tem sim os dedos de: ou Lula ou Dilma, indiretamente ou diretamente; haja visto que defendem ardentemente os culpados do mensalão e outros malfeitores, desde que sejam do pt.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.