Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 17 de junho de 2013

OGX. Até quando pagamos a conta do Eike Batista?

Deu no noticiário que a agência Fitsch rebaixou o rating da empresa OGX do menino Eike Batista colocando a empresa em situação situação mais difícil do que se encontra.  

Este blog já fez matéria em 27 de março último com o título: "OGX do Eike Batista está falida!".  Aquela análise foi feita baseando no Balanço Patrimonial da Companhia, sintético, disponível na imprensa, referente aos exercícios de 2011 e 2012.  Qualquer analista de mercado, com experiência na contabilidade, chegaria na mesma conclusão deste blogueiro.  É de assustar qualquer um, de que somente agora, quase 3 meses após a matéria divulgada por este blog, o mercado tenha apercebido do furo.

O fato é que a OGX está tecnicamente falida.  A empresa só tem dinheiro para se aguentar até o fim deste ano.  Novos aportes serão necessário para não fechar as portas, literalmente.  Tem ainda o compromisso pendente do Eike Batista, uma opção de venda que lançou no mercado para serem liquidados no próximo ano, num montante de US$ 1 bilhão.  Como está prometido a compra dos papeis da OGX num patamar de preço muito acima do mercado, certamente o Eike Batista não vai honrar.  Já está definido o "dad line" da empresa OGX, não passa do primeiro semestre de 2014. 

A reestruturação prometida pelo André Esteves da BTG, parece não se realizar.  O menino Eike Batista, pretende fechar o capital da OGX.  Com que dinheiro pretende fechar o capital não sabemos.  Seriam necessário grosso modo, prevalecendo a cotação da última sexta feira, em torno de R$ 1,3 bilhões.  Talvez necessite de menos dinheiro, se as cotações continuar caindo.  Para quem amealhou com a venda de 40% na abertura de capital, soma de R$ 14 bilhões, seria ótimo negócio para o Eike Batista.

A operação socorro prometida pelos presidentes Lua e Dilma, via Petrobras, se acontecer, deverá ser feita após o fechamento do capital, onde o beneficiário seria exclusivamente o menino Eike Batista.  A operação de socorro, se vier, seria via compra de direitos de exploração que foi arrematado no último leilão na ANP, pela Petrobras.  O único perdedor seria a já combalida Petrobras e o único beneficiário seria, novamente, o menino Eike Batista. 

À essa altura, quem está com o problema não é propriamente o Eike Batista, mas sim os credores da OGX, entre os quais o BNDES e BNDESpar.  O banco de fomento, novamente, à mando dos presidentes Lula e Dilma, vão ficar com o "mico" na mão.  Operações sempre revestido de legalidade, mas impregnado de imoralidade, utilizando-se do dinheiro público.  O prejuízo, como sempre, seremos nós os contribuintes dos impostos que pagamos.  Pagamos para satisfazer as vaidades do Eike Batista e atender interesse dos presidentes Lula e Dilma.  

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  E-mail: sakamori10@gmail.com

3 comentários:

  1. Eike ganha dinheiro com especulação, abre uma empresa e a lança na bolsa, para lucrar com ações. Ele já lucrou muito com isso, agora, veio o prejuízo, coisa comum em ações como esta. Eike não é o único empresário rico e falido. Lembra-se no Banco Votorantim... Também faliu e foi pedir dinheiro pro Lula... O Ermírio de Moraes, tucano roxo, até deixou de falar mal do governo e de elogiar Serra em suas colunas, tudo isso para não perder a mesada. É uma vaidade típica dos governos brasileiros dar esmola de luxo para empresário falido. Deve fazer bem para o ego, vai saber...

    ResponderExcluir
  2. Hoje, 18/06, OGX com leve surto, com pequena recuperação depois de ter tocado abaixo dos 80 centavos. Adiante, devido aos desastrosos índices de liquidez e incapacidade de gerar caixa, novamente o abismo, e foi-se o capital de quem acreditou nisso.

    Infeliz de quem não percebeu desde o início qual era o objetivo dos "revolucionários empreendimentos que produziriam inexoravelmente o homem mais rico do mundo, que ultrapassaria outros quer pela direita, quer pela esquerda" (ou delírio ególatra similar).

    ResponderExcluir
  3. isso que Eike faz é o verdadeiro golpe contra a economia popular, e quanto mais esse tipo de coisa acontece, mais pobre fica o povo e mais o governo gosta, pois os políticos se alimentam da má situação financeira do povo, é um prato cheio para eles.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.