Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 16 de abril de 2016

Dilma, impeachment não é golpe e nem conspiração!

Crédito da imagem: Veja
Presidente Dilma,

O povo brasileiro vai votar o processo de impeachment do cargo de presidente da República através dos deputados federais aos quais delegou o poder para decidir em seu nome. Dilma, assim será feito no dia de amanhã.

Presidente Dilma, o processo de impeachment está previsto na Constituição da República em situações especiais. Situações que a Câmara dos Deputados entendeu ser admissível. A mais alta corte da justiça também entendeu que é legítimo o processo de impeachment.

Dilma, você se refere aos 54 milhões de votos recebidos nas eleições de outubro de 2014 como que direito legítimo fosse permanecer no poder até o final do mandato. Quero lembrá-la, Dilma, que o mando de presidente não lhe pertence. O mandato de presidente da República não é mercadoria, Dilma, mas apenas delegação de mandato. O mandato de presidente foi dado pelo povo "em confiança", portanto o cargo lhe pertence a você, enquanto o povo manter confiança na sua conduta como presidente. 

Dilma, o povo brasileiro saiu nas ruas inúmeras vezes, demonstrando insatisfação pela sua permanência no cargo de presidente da República. Dilma, a sua popularidade despencou e não passa de 10% de aprovação do seu nome. Isto demonstra, Dilma, de que apesar de ter recebido 54 milhões de votos em outubro de 2014, seguramente, não mais lhe pertence. 

Dilma, não vem que não tem. O processo impeachment não atenta ao "estado democrático de direito", como você insinua seguidamente. O processo de impeachment, Dilma, está previsto na Constituição brasileira, portanto atende todos requisitos do "estado democrático de direito". Dilma, não tente confundir a mente do povo brasileiro. Dilma, o povo acordou. Dilma, o povo não é mais otário, para cair em mais uma mentira sua. 

Dilma, diante da situação de irreversibilidade, você acusa o seu vice Michel Temer e o presidente da Câmara Eduardo Cunha, como sendo os autores do processo de impeachment. Dilma, o deputado Educado Cunha é apenas presidente da Câmara baixa. Dilma, o vice Michel Temer foi seu companheiro de chapa do primeiro mandato e é vice do seu segundo mandato, portanto até que revogue a Constituição, Michel Temer é seu substituto natural e legítimo como presidente da República. 

Dilma, o processo de impeachment não é "conspiração" das duas personagens que você os acusa, mas não quer pronunciar os nomes. Dilma, o processo impeachment é dos 90% da população que não aprovam o seu governo. Dilma, o processo de impeachment não é do Eduardo ou do Michel e nem dos autores das denúncias orginárias. Dilma o processo impeachment é do povo brasileiro. 

Dilma, não use "conspiração" como desculpa para numa eventualidade da perda de mandato. Dilma, se você se sente injustiçada, se defenda com dignidade nas duas casas do Congresso Nacional, onde é o foro próprio. O Congresso Nacional sempre representou o povo brasileiro. O Congresso Nacional é a casa do povo, Dilma. O Congresso Nacional decidirá pelo povo brasileiro.

Dilma, você não é "coitadinha" objeto da "conspiração" de seus dois desafetos políticos. Dilma, você é e será cassada por ser desonesta, ao contrário de tentar mostrar que não é. Não queira, Dilma, se transformar em "coitadinha" da República. Dilma você não é nenhuma honesta, porque você praticou diversos atos de prevaricações, no exercício de diversos cargos públicos nos sucessivos governo do PT. 

Dilma, amanhã será votado o processo de impeachment pelo plenário da Câmara dos Deputados. Se vai ser favorável ou desfavorável não saberia eu afirmar, mas sugiro que acate o resultado, humilde e serenamente. Apenas isto que o povo brasileiro pede e espera de uma presidente da República.

Por último, Dilma, não mande seus seguidores ameaçar este blogueiro, apenas pela posição que adota em relação ao seu comportamento, nada exemplar. Que culpa tenho eu de você não merecer popularidade para governar para todos brasileiros. 


Publicidade: clique > Brasil tem futuro? 

Presidente Dilma, impeachment não é golpe e nem conspiração!

Ossami Sakamori












5 comentários:

  1. Se essa senhora tivesse um aparelhinho chamado DESCONFIÔMETRO (países de primeiro mundo têm; para adquirir basta falar com políticos japoneses, americanos, alemães et.) ela pediria desculpas ao povo brasileiro e renunciaria. Simples assim.

    ResponderExcluir
  2. SEN-SA-CIO-NAL!!!! QUERIA PODER FAZER UM BANNER COM SEU TEXTO E JOGAR EM CIMA DELA....

    ResponderExcluir
  3. Acho que está pedindo demasiado a essa velha e louca drogaria ambulante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa senhora, com essas qualidades, assessorada pelo pudim de cachaça dá no que deu...

      Excluir
    2. Paisinho mequetrefe como o nosso merece um governo à altura. PQP.

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.