Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Brasil viverá no limbo nos próximos meses.

Crédito da imagem: Estadão

Por 367 votos a favor e 144 votos contra, a Câmara dos Deputados, no final da noite de ontem, confirmou a admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma para ser julgado pelo Senado Federal. Nos próximos meses, o Senado Federal deverá cassar o mandato da Dilma Rousseff. O resultado da votação é apenas o início de um caminho de agonia que o País experimentará. 

Ainda há um longo processo de julgamento da Dilma no Senado Federal, à partir da abertura do processo de julgamento que deverá ocorrer nos próximos dias. Segundo os entendidos em ritos processuais, 11 de maio é o dia limite para o Senado votar pelo prosseguimento do processo impeachment da Dilma. Quando o Senado Federal acatar o processo oriundo da Câmara dos Deputados, a presidente Dilma será afastado automaticamente da função. A legislação prevê o prazo máximo de julgamento em 180 dias pelo Senado. 

A legislação prevê a imposição de licença à Dilma neste interregno de tempo que durar o julgamento no Senado Federal. Preveem os analistas políticos que o processo do julgamento não demore mais que 45 dias. O processo julgado pelo Senado Federal, pela maioria absoluta, por 54 senadores, Dilma Rousseff será afastado do cargo de presidente da República, definitivamente.

No intervalo de tempo em que tramita o processo de impeachment no Senado Federal, assume o cargo de presidente da República o seu vice, Michel Temer. Certamente, haverá mudança nos nomes de ministros, diretores dos órgãos federais e diretores das empresas sob controle do governo federal. No entanto, as mudanças estruturais, tanto administrativo como econômico não deverão acontecer, até a confirmação do afastamento da Dilma do cargo de presidente.

Até que haja a cassação do mandato da presidente Dilma, o ocupante do cargo, Michel Temer, não terá condições políticas e nem éticas para promover mudanças profundas na política econômica, enquanto provisoriamente. O que pode é neste tempo de espera e expectativa do desfecho final, o presidente provisório Michel Temer, propor as reformas administrativas e políticas que depende da aprovação do Congresso Nacional. 

Há muitos problemas a serem resolvidos para colocar o Brasil nos trilhos do desenvolvimento sustentável. Sem um mandato definitivo, o Michel Temer, não terá condições políticas para promover grandes mudanças na política econômica, sobretudo.  Não estou vendo no horizonte, pelas falas do Michel Temer, grandes mudanças na política neoliberal clássica, a origem dos sucessivas crises econômicas. 

Sem Dilma, o Brasil ficará em compasso de espera, até o julgamento do processo de cassação da chapa Dilma/ Temer no TSE. Esta novela, ainda vai longe. O TSE já deu sinal de que o julgamento deverá ocorrer, na melhor das hipóteses, em 6 meses. O País estará no limbo nos próximos meses.

Publicidade: clique > Brasil tem futuro? 

Alerto também que apenas mudança de nomes não tirará o Brasil do atoleiro que se meteu. 

Ossami Sakamori












18 comentários:

  1. Tinhamos que começar,e foi dado o começo finalmente,isso é bom teste,sabemos a que tantas andam o PT
    E essa sigla de um partido comunista,tomara que vejamos somente no baixo clero Não tinhamos nenhuma perspectiva,agora se abre um leque.Que Deus nos ajude.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A ajuda só pode vir de Deus, mesmo.
      Os comunistas não darão trégua e os traidores da pátria, figuras sobejamente conhecidas não vão descansar, dado que não aceitam que seu reinado termine (eterno jogo do poder sem retorno positivo para o povo).

      Excluir
    2. Entre estar no inferno e ir para o limbo já é um avanço, um consolo para quem não tinha futuro nem rumo.

      Excluir
  2. "Vamos por partes!" (By Jack The Ripper)

    ResponderExcluir
  3. Tirar a Dilma do caminho e apenas uma das etapas. Todos sabemos que o estado deplorável de nossas contas internas e externas nos tornam refens das articulações canhestra de Lula&CIA...
    .
    Os espertalhões de plantão usarão esse impasse para ativar as mentes fracas dos seguidores deste partido das trevas a tumultuarem o país em busca de se manterem na mídia e na possibilidade de se fazerem como oposição..
    .
    Ou inundamos a mente do nosso povo com notícias alvissareiras que sejam reais, ou Lula com sua esperteza maligna há de os convencer que ele é a solução...
    .
    Ganhamos uma batalha. A guerra está longe de acabar. Em uma guerra a informação e uma arma letal. Mas a contra informação e tão destruidora quanto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tirar a Dilma do caminho e apenas uma das etapas. Todos sabemos que o estado deplorável de nossas contas internas e externas nos tornam refens das articulações canhestra de Lula&CIA...
      .
      Os espertalhões de plantão usarão esse impasse para ativar as mentes fracas dos seguidores deste partido das trevas a tumultuarem o país em busca de se manterem na mídia e na possibilidade de se fazerem como oposição..
      .
      Ou inundamos a mente do nosso povo com notícias alvissareiras que sejam reais, ou Lula com sua esperteza maligna há de os convencer que ele é a solução...
      .
      Ganhamos uma batalha. A guerra está longe de acabar. Em uma guerra a informação e uma arma letal. Mas a contra informação e tão destruidora quanto...

      Excluir
  4. Esse tal Lula&CIA mencionado é o câncer que acabou com o Brasil e nem o câncer o tira da sede de ser o dono do país. Deve ter feito pacto com o demônio para obter seu intento. Deus fará acerto pessoal com êsse traidor.

    ResponderExcluir
  5. Político é uma bosta mesmo! O Galeão Cumbica largou o Ministério da aviação para votar a favor do poste, mas viu que a asa estava pendendo para o outro lado e modificou o plano de voo.

    ResponderExcluir
  6. Saiba por que Renan Calheiros apoia Lula e Dilma Rousseff

    Presidente do Congresso Nacional é parceiro de Gim Argello, preso hoje em mais uma fase da Operação Lava Jato, e tenta negociar apoio para se proteger e evitar a prisão

    Pupilo do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Congresso Nacional, o ex-senador Gim Argello (PTB-DF) foi preso nesta terça-feira (12) na 28ª fase da Operação Lava Jato.

    O ex-senador é conhecido pela interlocução não só no Palácio do Planalto, mas também pelo acesso a muitas lideranças partidárias.

    Entre os parceiros de Gim Argello está Renan Calheiros, que até agora tem feito o possível para barrar o avanço do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.
    A rede de relacionamentos liga Argello, Calheiros, Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva.

    Além dos amigos Dilma e Lula, Renan e Argello têm outra coisa em comum: as encrencas com a Justiça. O cacique do PMDB, que já apareceu nas investigações da Lava Jato, responde a quase uma dezena de ações no Supremo Tribunal Federal. Entre as acusações estão a de lavagem de dinheiro e peculato. Por isso o presidente do Senado sabe que defender a permanência de Dilma é importante para a sua sobrevivência.
    Muito próximo a Dilma (e graças a uma indicação do amigo Renan), Argello quase abocanhou um posto de ministro no Tribunal de Contas da União (TCU). Agora preso, o pupilo do presidente do Senado terá dificuldades. Segundo o procurador da República Athayde Ribeiro Costa, da força-tarefa da 28ª etapa da Lava Jato, o ex-senador adotou a "corrupção ao quadrado" – estratégia de crime que consistiu na prática de corrupção para encobrir outra corrupção. Acusado de tentar atrapalhar as investigações, foi levado para a carceragem da PF em Curitiba.

    Quando era vice-presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras no Congresso, Argello exigiu propinas para livrar as empreiteiras OAS e UTC Engenharia das investigações. As duas empresas formam o cartel instalado na Petrobras entre 2004 e 2014 para fraudar licitações bilionárias.
    "Estamos diante de um caso de corrupção ao quadrado, corrupção qualificada. O caso revela grave atentado à República. O ex-senador obstruía as investigações das CPIs", disse o procurador.

    A parceria entre Argello e Renan é antiga. Argello era suplente e assumiu em 2007 a vaga deixada pelo ex-governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz, que renunciou após acusação de participação em desvios em um banco de Brasília.Sua trajetória sempre foi ligada ao governo federal e a Renan.

    Protestos da oposição e de funcionários do TCU forçaram Argello a desistir da indicação em abril de 2014. Além de ter se complicado na Lava Jato, o ex-senador é investigado em outra operação da PF, a Zelotes, que apura a suposta compra de medidas provisórias para beneficiar montadoras com incentivos fiscais.

    Fonte:http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2016-04-12/saiba-por-que-

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí vem mais maracutaia.
      Será que o Brasil, já na UTI, resiste a tanta sacanagem e falta de patriotismo desses FDP ?

      Excluir
  7. O Brasil não aguenta ficar em compasso de espera durante tants meses, digam lá o que disserem.
    Nem socilamente nem economicamente e nada garante que ela saia mesmo.
    Essa filha da puta se fosse patriota ou amasse o Brasil como nós amamos, pedia ainda hoje a demissão. Wstá a foder a Nação.
    Mas isso nem ela quer, nem lula, nem o pc do b e muito menos o pt.
    Por acaso alguém companhou toda a votação? Viram coml TODOS do pc do b falavam com um ódio desmedido, sem limites? Nem falavam mas sim, cuspiam as palavras. São assim em todo o lado. Eles vão fazer muita merda ainda.
    Se pudessem nos matar a todos nem hesitavam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o PC do B domina totalmente o ministério da defesa comecando por aldo rebelo.
      Os militares nem podem comprar um parafuso sem pedirem autorização ao PC do B.
      Que confiança nos merecem eles?

      Excluir
  8. Agora o que tem de petista e aliados com o CÚ na mão é uma enormidade. Não passa nem fiapo de cabelo de tão travado.

    Vão roubar seu bando de filhos da pata...

    Duas fábricas de mortadela já irão pedir concordata e os alambiques tão deitando e rolando. Haja cachaça com Lexotan pra essa corja de ladrões.

    O gabinete do sapo para comprar votos melou KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKk

    ResponderExcluir
  9. Ele vai lutar até ao fim no senado. Por que será?
    Quantos R$ bilhões dos R$ 40 bilhões que destinou á Casa Civil para lula gastar como quisesse no caso de ser ministro, vai ela dar ao renan calheiros para não aceitar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Brasil é o país mais corrupto do mundo, governado por uma quadrilha que veio para ser eterna, com as bênçãos (ou maldições) do demônio, composta por vigaristas da pior espécie.

      Excluir
    2. "Amanhã o pau vai começar a cantar no Senado
      Brasil18.04.16 18:37

      De acordo com o senador tucano Cássio Cunha Lima, o pau vai começa a cantar amanhã mesmo no Senado, para evitar que Renan Calheiro procrastine o impeachment.

      Isso porque o artigo 380, inciso 2, do regimento interno prevê que a instalação da comissão especial deve ser feita logo depois da leitura do documento proveniente da Câmara.

      "O prazo de até 48 horas é para a escolha do presidente e relator da comissão", disse Cunha Lima.

      Esperemos que Renan não lance de mão de outro dispositivo qualquer para anular o artigo 380, inciso 2. Esses regimentos costumam estar cheios de contradições."

      http://www.oantagonista.com/posts/amanha-o-pau-vai-comecar-a-cantar-no-senado

      Excluir
  10. O que Eduardo Cunha quis ontem dizer com esta frase:
    "Que Deus tenha misericórdia desta nação"?
    O que ele sabe e nós não sabemos... ainda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente o que disse, IPSIS LITTERIS.
      Como o demônio manda no Brasil, somente Deus para nos livrar dêle e de seus asseclas.

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.