Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 20 de abril de 2012

PARA DILMA, ABUSO SEXUAL DO IRANIANO PODE!

Infelizmente, o governo Dilma não dá importância aos valores morais da sociedade.  Desde o período da campanha eleitoral de 2010, o comportamento da presidente da República tem sido o de abandono aos valores cristãos. A condução do fato ocorrido no último fim de semana em clube de Brasília, do abuso sexual para com quatro meninas entre 9 e 15 anos, pelo diplomata iraniano, vem a demonstrar claramente a afirmativa anterior. Vejam abaixo, trechos extraídos do jornal Folha.com de 19/4.  E continuo o meu comentário após as matérias.

O ministro Antonio Patriota (Relações Exteriores) afirmou nesta quinta-feira (19) que os relatos de que um diplomata iraniano abusou de menores num clube em Brasília são "muito preocupantes" e disse que a pasta vai pedir esclarecimentos à representação sobre o incidente. 

O diplomata do Irã é suspeito de ter abusado de quatro meninas, entre 9 e 15 anos, no último fim de semana. Segundo relato de testemunhas, ele tocava as partes íntimas das garotas enquanto mergulhava na piscina do clube. Com imunidade diplomática, ele foi liberado após comprovação de que pertence à embaixada iraniana.  

Em nota divulgada na noite de ontem (18), a embaixada do Irã defendeu o diplomata, e alegou que houve "incompreensão" sobre o episódio diante de "virtudes e valores relativos", específicos de cada sociedade. 
"A acusação levantada contra o diplomata iraniano é exclusivamente um mau entendimento decorrente das diferenças nos comportamentos culturais", afirma trecho do texto. 

Segundo Patriota, o Itamaraty deve enviar ainda hoje à representação uma nota cobrando esclarecimentos sobre o episódio. "A partir da reação da embaixada iraniana examinaremos que decisão tomar." 

Enquanto diplomacia do top top Garcia titubéia, o diplomata iraniano que pode ser um simples 2º secretário da embaixada, já se mandou do Brasil.  Este cara jamais será julgado, nem aqui, nem lá, enquanto o governo iraniano não abrir mão da imunidade diplomática dada ao funcionário.  E a nota da embaixada iraniana já diz claramente que não o fará, uma vez que o país do Ahmadinejad considera abuso sexual como comportamentos culturais aceitáveis, segundo dá a entender pela nota.

Vocês devem me perguntar, o que deviam ter feito então, se o cara tem imunidade diplomática?  Se a presidente Dilma tivesse coragem, deixava o iraniano trancafiado no Papuda até que o governo do Ahmadinejad abrisse mão da imunidade do criminoso.  Claro, isto causaria um mal estar com o Ahmadinejad porque se criaria um "incidente diplomático".  Isto talvez, não interessaria à Dilma e nem 
ao top top Garcia, que adotam política de alinhamento automático ao Irã.  Uai, Obama em circunstância diversa, porém, em crime semelhante, o de abuso sexual a uma americana adulta, não ficou trancafiado literalmente
um cidadão francês, diretor do FMI? 

Ok. Talvez tenhamos mesmo o que eles iranianos disseram, comportamentos culturais (sic) diferente do resto do mundo. Aqui se permite "mensalão", "cachoeira", relação "incestuosa" do agente público com a iniciativa privada. 
Até roubar podem, desde que sejam "bemfeitos", "malfeitos" não podem! Até kit gay pode. 

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi professor da UFPR, cidadão brasileiro.  Twitter: @sakamori10 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.