Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 30 de abril de 2012

DILMA NOMEIA BRIZOLA NETO PARA TRABALHO

A notícia principal para o Dia do Trabalhador é a nomeação do Brizola Neto (PDT-RJ) para o ministro do Trabalho.  
 
O Palácio do Planalto confirmou oficialmente nesta segunda-feira (30) a indicação do deputado Brizola Neto (PDT-RJ) para comandar o Ministério do Trabalho. Ele deve tomar posse na quinta-feira (3), dando fim a um impasse que já durava cinco meses. fonte: Folha

Apesar de contar com apoio das centrais sindicais, a indicação de Brizola Neto para o cargo ainda enfrentava resistências internas. Questionado sobre a escolha do colega, o líder do PDT na Câmara, Andre Figueiredo (CE), evitou comentar. "É uma escolha pessoal da presidente."  fonte: Folha

Apesar da resistência de parte da bancada do PDT, o deputado, de 33 anos, conquistou nos últimos meses o aval da Força Sindical e da CUT (Central Única dos Trabalhadores). fonte: Folha.

Brizola Neto apresenta curriculum compatível com o cargo que irá exercer à partir do dia 3 próximo. Vejam abaixo.
 
Brizola Neto assumirá o posto de ministro mais novo da Esplanada. Neto de Leonel Brizola, fundador do PDT e ex-governador do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul, o deputado exerce o segundo mandato na Câmara dos Deputados. fonte: Folha.

Dilma está cansada com os últimos acontecimentos sobre CPMI do Cachoeira, que diz respeito diretamente à sua campanha de 2010, relacionado à Construtora Delta. Vai mandar o seu secretário Gilberto de Carvalho para representá-la na comemoração do Dia do Trabalhador, contrariando expectativa dos trabalhadores.  
 
A presidente não deve participar das comemorações do Primeiro de Maio em São Paulo, onde as centrais sindicais realizam grandes eventos. Enviará Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral) em seu lugar e fará pronunciamento em rede nacional de rádio e TV. fonte: Folha.

Distancia-se cada vez mais, a luta entre classes Capitalistas e Trabalhadores.  Hoje há interação da classe trabalhadora nas decisões sobre modernização do setor industrial. A classe trabalhadora, também, virou um importante consumidor dos próprios produtos das indústrias.  Muitas vezes, as instituições dos trabalhadores como a Força Sindical e Central Única dos Trabalhadores, são as que levantam bandeira contra desindutrialização do país.  Estão deixando os empresários no chinelo, em termo de reinvidicações pela classe patronal.  Os tempos mudaram.  

Parabéns, classe trabalhadora, pela comemoração do Dia do Trabalhador!  

Também, a classe trabalhadora nada lembra dos tempos do movimento sindical do presidente Lula, à época como dirigente sindical.  O Partido dos Trabalhadores (PT) liderado pelos últimos presidentes, não guarda nenhum traço das combativas classes que teoricamente a representa.  Hoje, a exploração do povo é feito pelos dignos representantes, que em nome dos trabalhadores estão no poder, usurpando-o, como nunca dantes. 

Ossami Sakamori, 67, engenheiro civil, foi prof. UFPR.
Twitter: @sakamori10

2 comentários:

  1. Para mim, nenhum de cargo eletivo e com mandato deveria sair do seu posto para qualquer outro cargo/função: Para isso foram eleitos!

    Virarem presidentes, diretores, ministros etc... Não corresponde aos anseios da sociedade! Cada cargo/função deverá ser ocupado por pessoas técnicas em cada área!

    Os Partidos comandam o Brasil em todos as atividades que apenas deveriam fiscalizar e legislar! Não me parece ser Justiça Social!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.