Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

ROSEMARY DO LULA. MARACUTAIA DE R$ 1,3 BILHÃO!


Destaquei noticiário do jornal Folha, cujo teor está confirmado pelo jornal Estadão antes de fazer comentário sobre o tema.


Um parecer da Advocacia-Geral da União (AGU) que está sendo investigado sob suspeita de ter sido comprado ajudou o empresário Carlos César Floriano a vender a Tecondi, uma empresa de contêineres no porto de Santos, por R$ 1,3 bilhão em junho. Fonte: Folha.

Essa é a interpretação de executivos que acompanharam a negociação e da Polícia Federal na Operação Porto Seguro. A Tecondi --comprada pela EcoRodovias, do grupo CR Almeida-- é uma empresa que arrenda uma área da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) no porto de Santos desde 1998. Fonte: Folha.


Sem outras qualificações exceto a proximidade com o presidente, Rosemary conseguiu nomear Paulo Rodrigues Vieira para a diretoria da Agência Nacional de Águas e seu irmão, Rubens Carlos Vieira, para cargo equivalente na Agência Nacional de Aviação Civil. Fonte: Folha.

Surge, com a ajuda de Paulo Vieira, a aprovação suspeita de um projeto portuário em Santos; surge um parecer favorável ao ex-senador Gilberto Miranda, permitindo que ocupasse uma ilha no litoral paulista; surgem laudos e diplomas falsos obtidos por Rosemary em benefício de seu grupo. Fonte: Folha.

O fato é que toda esta trama de favorecimento ao agente privado foi engendrado pelos irmãos Vieira, nomeados com o loby da Rosemary do Lula, portanto. A Rosemary do Lula, enviou e-mails para diversas pessoas citando a suposta participação de um codinome PR.  O PR pode ser Partido da República ou Presidência da República.  A dúvida que resta se a suposta personagem se refere, caso PR signifique a presidência de República, de agora ou de antes.  Pouco provável que seja PR partido.  E o fio da meada vai levando a outras contravenções.

Uma nova suspeição apareceu por ocasião do depoimento do Eduardo Cardozo na Câmara dos Deputados, ontem.  O deputado Antony Garotinho, afirmou ter informações concretas de que numa das viagens do presidente Lula ao Portugal, ela Rosemary teria levado como bagagem diplomática, no AeroLula, EU$ 20 mihões, em espécie, para depositar no Banco Espírito Santo.  E que tal dinheiro teria sido transportado, de carro forte, do aeroporto de Porto (Portugal) ao Banco.  Em tempo. Bagagem diplomática não estão sujeitos à revista das autoridades policiais ou das autoridades alfandegárias.

Ao que tudo indica a Rosemary tinha ligação afetiva com o presidente Lula, o que não vem ao caso questionar.  Se houve, é questão pessoal do Lula.  O que questiona aqui, são os gastos pessoais da Rosemary nas viagens internacionais como acompanhante do Lula.  Quem pagou a conta?  O contribuinte brasileiro, é claro!  Vá lá que o gasto fosse apenas um charuto cubano, mas 23 viagens internacionais, segundo da Folha, já é abusar da inteligência do povo brasileiro.  O fato é que isto é apenas, café pequeno.  São conversas para jogar fora nos bares da esquina.

O grave é que Rosemary do Lula, comandava ou auxiliava para montar esquema R$ bilionário que beneficiariam os empresários, já citados acima, de dentro do recinto (espaço) público denominado de gabinete da presidência da República.  Pouco importa se tinha conhecimento ou não, a presidente Dilma.  Como o caso mensalão, que o esquema era comandada, também, de dentro do recinto do Palácio do Planalto, o caso tem dimensão igual.  Não é possível que o compartimento, espaço físico, que é sagrado do chefe do poder executivo de um dos maiores PIB do mundo, fossem usado comoo como cozinha de qualquer reles cidadão.  Neste caso, a Dilma é um marionete da quadrilha, ou como o povo diz, um simples poste.  

No meu entender, não basta simplesmente demitir a Rosemary do Lula.  Deveria a paresidente Dilma, mandar instaurar inquérito administrativo, para apurar os fatos, independente da atuação da Polícia Federal.  Não adianta transformar a Rosemary do Lula no "boi de piranha" para esconder os fatos graves de maracutaia explícita.  Querer transfigurar a Rosemary em Monica Lewinski brasileira, como se ela fosse a angelical estagiária que fazia favores sexuais é uma história para boi dormir!  O buraco está mais para baixo!  Rosemary do Lula é uma verdadeira predadora!

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  Twitter: @sakamori12

2 comentários:

  1. O pior é q ao q tudo indica, esta vai ser mais uma, das muitas falcatruas, cometidas ao longo dos últimos 10 anos, e ao final de tudo o povão vai continuar achando q o partido q está no poder é o melhor do mundo!
    Eu estou cansado de ver coisas erradas e nada acontecer!
    Não creio na justiça deste país!

    ResponderExcluir
  2. Eu já perdi o trem que me levaria a ir viver num país em que se estas coisas acontecem, o político envolvido,pago pelo contribuinte, é execrado, condenado e desaparece nas masmorras onde nem sol bate, diferente das nossas míseras cadeias com rede de criminosos ao celular comercializando de tudo nas barbas das otoridades (sim, otoridades mesmo, mais corruptas que quaisquer outros). Que fazer!!!Porque não fui quando tive a oportunidade. Hoje tenho que assistir estas barbaridades. E mais, cadê a reforma fiscal, a reforma previdenciária, a reforma das leis trabalhistas?
    Vocês duvidam que exista país sério? Tem sim...e muitos, alguns com menos de 250 anos que se transformaram em economias sólidas, impostos justos que retornam em serviço ao cidadão que ajuda no crescimento da economia com seu suor, seu sacrifício.
    Os muitos jovens que vão estudar nestes países de 1o. mundo, se trabalharem também pagam seu "tax" e por incrivel que possa parecer, muitos recebem a devolução de parte deste "tax" pela aplicação deste recurso e que o jovem colaborou. Este país existe sim.....

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.