Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

DILMA FESTEJA ANIVERSÁRIO COM JANTAR DE R$ 830,00 POR PESSOA!



Vamos esclarecer de pronto.  O jantar aludido não foi pago com dinheiro do contribuinte. A viagem oficial, sim.  Enfim, a viagem é plenamente justificada, pois a Rússia é um dos principais parceiros comerciais do País. Nem o jantar foge à regra da probidade administrativa, nem ao protocolo diplomático.  Ela foi ao jantar à convite, da comitiva, no horário destinado aos assuntos pessoais.

Em visita oficial a Moscou, a presidente Dilma Rousseff comemorou seu aniversário de 65 anos na madrugada desta sexta-feira (horário local) em jantar com direito a parabéns acompanhado por um pianista russo. Fonte; Folha.

Segundo o senador Luiz Henrique (PMDB-SC), foram servidos pratos típicos do país e a conta foi repartida igualmente entre os cerca de dez comensais, a US$ 400 (cerca de R$ 830) por pessoa. "Foi muito bom, mas a conta saiu salgada. E cada um pagou o seu", contou. Fonte: Folha.

O grupo foi ao restaurante Bolshoi, um dos mais exclusivos da capital russa. Na lista de convidados, também estavam a filha, Paula, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, e o assessor especial Marco Aurélio Garcia. Fonte: Folha.

O que me chama atenção nem é a lista da comitiva, composta por pessoas de seu círculo de confiança como Aloysio Mercadante e Marco Aurélio Garcia.  A companhia da sua filha Paula, é um gesto carinhoso como mãe e a da Graça Foster a demonstração de fidalguia aos muitos anos de convivência.  Apenas, que isto guarda uma certa semelhança com o jantar regado a vinhos caríssimos em Paris, do governador Sergio Cabral e Fernando Cavendish.  Guarda semelhança, no aspecto do simbolismo.  O cargo de chefe do Estado ou do chefe do estado, mesmo sobre as vidas privadas, tem para com a população um significado muito especial. Positivo ou negativo.

O jantar.  Um jantar de R$ 830,00 por pessoa, é uma tapa  na cara do povo brasileiro!  De certo, Dilma, já pensa que todo o povo, os 194 milhões de pessoas, já fazem parte da classe média alta.  Aceitar um jantar, devidamente, divulgado à imprensa, cujo gasto per capta representa muito acima do salário mínimo mensal é um verdadeiro acinte ! Uma verdadeira provocação! A presidente Dilma, poderia ter aconselhado um outro tipo de comemoração.  Deveria, no meu entender, comportar-se como presidente de um País que abriga 11 milhões de famílias abaixo da linha de pobreza, que são atendidas pelo programa oficial de Bolsa Miséria.  

Eu posso estar errado.  Talvez, por isso é que faço parte dos 23% da população que não apoia atitudes da presidente Dilma. 

Ossami Sakamori, 68, engenheiro civil, foi professor da UFPR, filiado ao PDT.  E-mail: sakamori10@gmail.com

4 comentários:

  1. Terra de bandidos insensíveis. Povo para essa raça é mera escada, na qual pisam para subir!

    ResponderExcluir
  2. Veja bem, Sakamori, não discordo completamente de suas observações, mas a nossa presidente foi convidada e por não faltar com a educação e também aproveitar a festa de seu aniversário (a comilança) aceitou, e gastou. Todos gastaram, afinal, nada é de graça. O importante é que a imprensa fez seu papel, aplicando o princípio da publicidade, com a transparência aplicada a toda população. Abs.

    ResponderExcluir
  3. Acho que aonda os políticos vão ou quanto gastam não nos diz respeito, a não ser que o dinheiro seja nosso, mas que provem isso não fiquem só falando.

    ResponderExcluir
  4. Os presidentes ou reis de países sub-desenvolvidos também são assim: O povo passa fome e eles se apresentam em viagens oficias como verdadeiros marajás,ostentando riquezas.
    Com a corrupção que assola esse partido, quem vai garantir que o dinheiro não foi do contribuinte? E, se foi do próprio bolso, logo mais será reposto, pode acreditar!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.