Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Mandato do Temer é efêmero!


Tudo leva a crer que o governo Temer tem vida curta. O TSE acatou o pedido do PSDB de compartilhar dados do Lava Jato no processo de cassação da chapa Dilma/ Temer. A relatora do processo é a ministra Maria Thereza de Assis Moura, amiga da presidente Dilma, a quem deve a sua indicação. Os processos que eram 4, foram unificados pelo ainda presidente Dias Tofolli, só para melhor entendimento.

À partir deste mês, assume a presidência do TSE, o ministro Gilmar Mendes, para o azar do futuro presidente Michel Temer. Gilmar Mendes já deu a entender em sucessivas entrevistas de que o processo caminha para cassação da chapa Dilma/ Temer, pela vasta prova de "abuso de poder político e econômico" na campanha presidencial de 2014. 

O processo de cassação é da chapa Dilma/ Temer. Não há como dissociar a presidente Dilma do vice-presidente Temer no julgamento do processo, hoje, unificado. 

Maria Thereza de Assis Moura vai ser substituída nas suas funções como ministra do TSE em setembro próximo. É de prever que a ministra apresentará o relatório para votação no plenário do TSE, antes de deixar as suas funções. Há consenso de que o processo será votado, tão logo o relatório seja entregue para o ministro Gilmar Mendes, já na condição de presidente do TSE. Gilmar Mendes assume a presidência do TSE ainda este mês.

Há um fato que não está sendo comentado na grande imprensa, a condição da ministra Maria Thereza de Assis Moura, que não só foi indicada pela presidente Dilma para a função de ministra do TSE, mas sobretudo, é amiga pessoal da ainda presidente Dilma. Com grande chance de Dilma ser cassada pelo processo de impeachment, pelo clima que se criou, creio que a ministra Maria Thereza não vai deixar por menos. Imagino que a ministra vai pensar: "Dilma cassada, vai Temer junto". Assim pensando, a ministra Maria Thereza que, com impeachment da Dilma concretizada, produzirá parecer favorável à cassação da chapa, para que o Michel Temer seja cassado, também. 

Vamos lembrar que a presidente Dilma elegeu como inimigo mortal os desafetos Eduardo Cunha e Michel Temer. O Eduardo Cunha foi afastado por linhas tortas das funções de presidente da Câmara e de parlamentar. O STF criou um atalho que, embora legítima, é uma interferência indevida de um poder para outro poder. Interferência assim, só vista antes no regime militar. Não estou aqui a julgar a medida do STF, apenas destacando o ato. 

No caso de afastamento do provável presidente, Michel Temer, assume o cargo de presidente da República, por período de 90 dias, o novo presidente da Câmara dos Deputados para realização eleições presidenciais para o mandato tampão que finaliza no dia 31 de dezembro de 2018. 

Com remoção do Eduardo Cunha da presidência da Câmara dos Deputados pelo STF, a cama para Michel Temer está sendo montada, para não haver problema institucional no período de transição entre cassação da chapa Dilma/ Temer e as novas eleições presidenciais. O novo presidente da Câmara dos Deputados poderá ter como incumbência preparar novas eleições presidenciais.

Conheça uma nova matriz econômica > Brasil tem futuro? 

Se minha opinião agrada ou não para alguns, não me importo. Desde que criei este blog, tenho colocado minhas posições políticas e econômicas com índice de acertos acima da média da grande imprensa, que normalmente se omite, diante da situação de conflito. 

Ossami Sakamori















16 comentários:

  1. Bom dia Mestre.Como sempre nos mostrando os caminhos......e as possibilidades.....Deus te abençoe. Feliz sexta-feira.

    ResponderExcluir
  2. Realmente merecemos a última classificação no concerto entre as nações sérias. Sómos uma republiqueta mequetrefe, sem ordem, sem progresso, sem vergonha e plena de picaretas se degladiando para sugar o resto do sangue dos brasileiros. Não há patriotismo, senão quadrilhas.

    ResponderExcluir
  3. Sim, o Senhor está correto, porém, se o atalho do STF é legítimo não pode ser ilegítimo ao mesmo tempo. No caso não há que se falar em legitimo, pois a indevida interferência do STF em outro Poder da República, onde se está afastando Cunha por supor que o mesmo está usando de meios para prejudicar investigações criminais é ilegítimo fato que torna todo o contesto em ilegal e inconstitucional conforme a Teoria fruits of the poisonous tree, muito usada em Direito Penal e que no meu restrito entendimento cabe no presente caso. O STF só teria esse poder conforme preceitua o art. 92, I, CP tendo uma condenação, que não é o caso. Então é inconstitucional e ilegal o que o STF está fazendo, além de ser uma clara ameaçam a divisão dos três Poderes da República. Rui Barbosa tem um frase célebre que descreve o seguinte: "A pior ditadura é a ditadura do Poder Judiciário. Contra ela, não há a quem recorrer." Dos 11 ministros 8 foram indicados pela legenda do atual Governo corrupto, então pergunto: Que credibilidade teriam esses 8 ministros? Mas lhe felicito Professor e respeito seu ponto de vistas, pois quem seria eu para achar que estou absolutamente certo. Nessa vida vivemos em constante aprendizado e só não assimila e respira o conhecimento quem utiliza da prepotência que acaba por sufocar toda forma de conhecimento e argumentos. Um abraço e belo artigo.

    ResponderExcluir
  4. Eduardo Cunha, inimigo da Dilma/Lula se ferrou.
    Renan Calheiros, amigo da Dilma/Lula não se ferra.
    Lula, amigo do Ricardo Lewandowski não se ferra.
    Ricardo Lewandowski........é Presidente do STF.
    Onde fica Sérgio Moro? Ele é submisso ao STF.
    E o povo? O povo é escravo e escravo só trabalha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E quem julga os desmandos do STF? Eles estão acima de Lei numa Democracia? É possível? Então não vivemos em Democracia digam lá o que disserem!

      Excluir
  5. Descobri o motivo de gostar tanto de Boxe, Judô, Karatê, MMA: O GOLPE

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. ALEMANHA 7 X 1 BRASIL

    BRASIL 15 X 5 PT

    ResponderExcluir
  7. A ZonaBrasil só muda de adminstrador...

    ResponderExcluir
  8. Sei que Eduardo Cunha não é flor que se cheire, mas eu tenho uma enorme admiração aliás ilimitada por ele, por que correu e acabou com o governo do PT.
    E agora jamais o PT vai poder voltar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "EDUARDO CUNHA CUMPRIU SEU PAPEL

      Nossa pátria amada está sendo liberta de uma das mais perigosas organizações criminosas do mundo. Esta organização se reveste de vestimenta democrática, de legalidade aparente, tanto que está sendo muito árduo descobrir os crimes de Lula, Dilma e demais asseclas e operadores. A roubalheira vem desde a prefeitura de Santo André com o assassinato do prefeito Celso Daniel. Os cabeças das maracutaias sempre foram José Dirceu e Luís Inácio da Silva. Passamos pelo chamado mensalão onde houve leves punições, e a coisa só foi realmente desvendada graças ao Juiz Sérgio Moro na Operação Lava Jato. Não aprenderam com o mensalão, fizeram muito pior no chamado petrolão. E ainda não sabemos de tudo. Marcelo Odebrecht não aceitou fazer delação premiada, embora durante a construção do porto de Muriel em Cuba, cuja licitação foi "vencida" (com financiamento do BNDES) pela Construtora Odebrecht, participava de reuniões com a presidente Dilma, por longas horas, obviamente não para falar da saúde do Brasil.

      Na próxima quarta, dia 11, o câncer brasileiro será devidamente extirpado e aquela que ontem se regozijou (ironicamente na Usina Belo Monte, também investigada) com o afastamento de Eduardo Cunha ao dizer "antes tarde do que nunca" e "cara de pau" palavras que lhe caem como uma luva e poderão ser repetidas com toda a ênfase no próximo dia 11.

      No exterior não estão bem informados. Cunha desviou uns 30 milhões, no máximo. E quanto Dilma e Lula fizeram a nossa Petrobras perder??? E quanto o BNDES "emprestou" para os países do Foro de São Paulo? E a Caixa Econômica Federal, que dentre os bancos públicos, está quase falida? Isso os correspondentes internacionais deveriam saber e discernir que os malefícios de Cunha para o Brasil são infinitamente secundários em relação à quadrilha petista e aliados. Aliás, Cunha era um aliado do governo até pouco tempo atrás. Só virou adversário quando resolveu admitir o processo de impeachment. Vale lembrar que tornou-se vítima de uma prática engendrada pelos mentores do PT.

      O PT e seus dirigentes precisam devolver os valores levados da Petrobrás, do BNDES, dos fundos de pensões. A Lava Jato já conseguiu repatriar mais de 30 bilhões aos cofres da Petrobras. E o resto do dinheiro desviado será que retornará?

      É certo que Cunha devia ser afastado como tão certos devam ser o afastamento de Dilma e a prisão de Lula."

      http://ebarross.blogspot.com.br/2016/05/eduardo-cunha-cumpriu-seu-papel.html

      Excluir
  9. Na entrevista em que prometeu "recorrer da decisão" (sem explicar como fará tal milagre), Cunha chamou a atenção para a velocidade e o tamanho dos votos contra ele.
    Por que o Supremo Tribunal Federal não promove o julgamento célere das polêmicas envolvendo Luiz Inácio Lula da Silva com a Lava Jato, empregando a mesma velocidade e a mesma unanimidade suprema usadas Eduardo Cunha?


    ResponderExcluir
  10. "José Paulo Cavalcanti Filho: "54 Votos?"

    Admitido esse processo pelo Senado, virá depois outra votação. Em até seis meses. Mas quantos votos serão necessários para aprovar definitivamente o impeachment da presidente Dilma?, eis a questão. Jornais e TVs dizem que seriam 54. Numa interpretação ligeira da regra do par. único do art. 52 da Constituição, em que a condenação “será proferida por dois terços dos votos do Senado Federal”. Contam 2/3 do total de 81 Senadores = 54 votos. Só que não é assim.

    (...)

    ...“para proposição de emendas bastam unicamente dois terços dos presentes de cada casa do Congresso, e não dois terços da totalidade dos seus membros”.

    (...)"

    http://ebarross.blogspot.com.br/2016/05/jose-paulo-cavalcanti-filho-54-votos.html

    ResponderExcluir
  11. Sou aposentado do BB e fui sacaneado sem nada poder fazer por meus colegas de banco que fazem parte do PT. O Pizzolato já foi! Agora espero ansioso para o resto de vocês fazerem companhia para ele.
    Prometo ir visitar e levar vaselina para vocês kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo das 20:49

      Não leve vaselina não, deixe-os tomar sem lubrificação! Os petistas gostam, são masoquistas.

      Excluir
  12. Que tal munir-se uma areia grossa (kkkkk)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sal grosso para ferir e não sarar mais.

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.