Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Bons nomes para presidências no BB e na CEF

Crédito da imagem: Estadão

Ontem, foram nomeados os presidentes das duas mais importantes instituições financeiras de controle do governo federal. Seguindo o mesmo critério da indicação da Maria Sílvia Bastos para o BNDES, prevaleceu o critério técnico. Isto já é uma sinalização. 

Para presidência do Banco do Brasil foi escolhido o nome do economista Paulo Caffarelli que já tinha passagem pela diretoria do Banco. Indicação do Paulo Caffarelli é indicação pessoal do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. No meu entendimento, instituições financeiras não podem tocadas sem que tenha familiaridade com o mundo financeiro.

Para presidência da Caixa Econômica Federal foi escolhido o nome do Gilberto Occhi, funcionário da Instituição. Occhi foi indicação do PP, partido de sustentação do governo Temer. A indicação do Occhi faz parte do compromisso assumido pelo Temer, para garantir a governabilidade. Occhi já ocupou cargo de direção da CEF no governo Dilma.

A Caixa Econômica é executora do programa de financiamento de habitações, quer seja moradias populares ou moradias de classe média. Por outro lado, o Banco do Brasil é o principal executor do financiamento de diversos programas do setor agrícola. Ambas instituições atuam fortemente, também, no segmento de crédito direto ao consumidor.

Ambas instituições financeiras, junto com o BNDES funcionarão como alavanca para retomada de investimentos no País. No governo Dilma, as três instituições funcionaram para alavancar projetos duvidosos dos amigos do Palácio do Planalto. Quero crer que, com as indicações técnicas para os cargos de presidência das instituições financeiras o critério de concessão de financiamento serão de fomento às pequenas e médias empresas. Estaremos atentos. 

Não querendo ser repetitivo, mas no meu entender, a política econômica do governo Temer só terá êxito se praticar política econômica de austeridade pela Fazenda e executar a adequada política monetária pelo Banco Central. Insisto na leitura do e-book Brasil tem futuro? (com mais de 25.000 visitas), que trata de uma nova matriz econômica para desenvolvimento sustentável do País.

Ossami Sakamori











6 comentários:

  1. JOÃO daria um excelente petista. Caso não concorde com ele, escreve um livro tentando intimidar. Arrumou arenga em inúmeros blogs. Manja esses fazendeiros que acham que todo mundo é pião? Grosso feito uma porteira?
    1964 entre tanques, cassetetes, sangue, arame farpado, fiquei no anonimato. Final dos anos 80 tomando porrada em Brasília durante uma greve prolongada, continuei no anonimato. Peladaço, novembrada permaneci no anonimato.

    Portanto, dirijam suas frustrações pessoais contra anônimos ao dono do blog. Basta que ele corte o acesso.
    Sabem pq ele não o faz? Pq só aparecerão os 3 mosqueteiros corajosos para postar mensagens e o blog cairá nos ostracismo como caiu o blog preto. Então, parem de encher o saco.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora ferrou! Ele escreverá uma nova postagem "extensíssima" (e chata) no blog do amigo

      Excluir
    2. Ô pastel, deixa véi se achar o cara

      Excluir
  2. O economista Paulo Caffarelli foi fraca escolha. Ele é unha com carne com o Aldemir Bendine. Ele também participou na estranha compra do Eurobank em Miami, em 2011. Além disso é lulista de coração e vai esconder todos os podres de lula.

    ResponderExcluir
  3. NO BRASIL, NEM TUDO ESTÁ PERDIDO

    Operação Lava-Jato vira filme pornô no Brasil
    Paródia sobre as investigações da Polícia Federal é assinada pela produtora Brasileirinhas

    Em meio ao cenário extremamente conturbado na política brasileira, a indústria de filmes eróticos tenta aproveitar para escapar da crise. A Brasileirinhas, uma das principais produtoras do país no ramo, lançou nesta quinta-feira (12/5), o filme "OPERAÇÃO LEVA JATO", uma espécie de paródia sobre a operação da Polícia Federal que apura os escândalos de corrupção na Petrobras.

    Dirigido por Gil Benzadon e contando com a presença das estrelas pornô Isabella Martins, Britney Bitch, Pamela Pantera, Big Macky e Falcon, o filme traz as cenas de sexo explícito dentro de um contexto de propinas e investigações.

    Os atores e atrizes assumem papeis de agentes, delatores e investigados. O longa de 96 minutos foi filmado em tecnologia 4K, ou seja, em qualidade de imagem acima da "Full HD".

    Fonte:http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2016/05/12/internas_polbraeco,531714/operacao-lava-jato-vira-filme-porno-no-brasil.shtml

    ResponderExcluir
  4. Também estou querendo saber como será a política econômica desse governo transitório !

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.