Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Dilma, Lula e Cardozo deverão ser presos.

Crédito da imagem: Estadão

Notícia relevante que deu na grande imprensa, ontem, foi que o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, pediu a abertura de inquérito no STF contra presidente Dilma Rousseff, ex-presidente Lula da Silva e o ministro José Eduardo Cardozo. A notícia dá conta de que os três serão investigados sob acusação de tentativa de "obstrução nas investigações" da Operação Lava Jato, se for acatada o pedido do Procurador Geral.  

O Procurador Geral da República pediu a investigação da presidente Dilma, do Lula da Silva e do Eduardo Cardozo, com base na delação premiada do senador Delcídio do Amaral e pela tentativa de Dilma de indicar Lula da Silva para o ministro chefe da Casa Civil. Para o Janot, a nomeação do Lula da Silva para a chefia da Casa Civil pela presidente Dilma foi tentativa de tumultuar e atrapalhar as investigações criminais da Lava Jato dando ao Lula da Silva o foro privilegiado.

No meu entendimento, o de leigo na área jurídica, a tentativa de "obstrução da justiça" é crime grave e merece prisão dos envolvidos. Penso eu que, se um senador da República, no caso o senador Delcídio, foi preso pelo mesmo crime, o de tentativa de "obstrução de justiça", os três envolvidos, a Dilma, Lula da Silva e Eduardo Cardozo deveriam merecer o mesmo tratamento pelo STF.  Estou convicto de que o ministro Teori Zavascki não tomara decisões seletivas. 

Vamos lembrar ainda´que o senador Delcídio do Amaral saiu da cadeia improvisado nas instalações da Polícia Militar de Brasília, mas continua em prisão domiciliar sob alegação de estar doente. A medida, a prisão, é justificada para não continuar "obstruindo a justiça". Teori Zavascki ao mandar prender um senador da República, inaugurou o procedimento para demais autoridades com foro privilegiado.

Se o ministro do STF, Teori Zavascki, acatar a denúncia do MPF como está formulada, a medida certa seria, mantendo a isonomia de tratamento para com o caso semelhante, mandar para prisão a presidente Dilma, ex-presidente Lula da Silva e ministro da Justiça Eduardo Cardoso. Isto vamos ver nos próximos dias.

As medidas que deverão ser tomadas pelo ministro Teori Zavascki, responsável pela Operação Lava Jato, independe da situação funcional da presidente Dilma e do Eduardo Cardoso. Ministro responsável pela Operação Lava Jato, no âmbito do STF, tem autonomia funcional para prender os três envolvidos que tentaram a "obstrução da justiça". 

Dilma, Lula da Silva e Eduardo Cardozo deverão ser presos, nos próximos dias.  

Ossami Sakamori






16 comentários:

  1. Será que um dia essa maldição sairá de um país tão massacrado por ela?

    ResponderExcluir
  2. Eu só acredito vendo. Janot é um petista e além disso o STF não iria endossar um pedido desses. A não ser que estão fazendo uma encenação para enrolar a população dando um ar de Democracia e depois entram com uma liminar tirando Lula da cadeia.
    Enfim, quero ver Lula devolvendo todo dinheiro que ele nos roubou e depois mofando na cadeia sem comunicação com os amigos políticos.

    ResponderExcluir
  3. Sakamori, estamos todos torcendo para isso acontecer.
    E pensar que este cachaceiro comunista governou nosso país por 8 anos. Vai ser a nossa redenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior que tudo não passa de teatro.
      Esses mafiosos (todos)não sairão nunca.

      Excluir
    2. Esse traidor da pátria deveria ser fuzilado.

      Excluir
  4. Se esse falso sorriso não for de cinismo é de deboche para com o povo brasileiro. É uma vergonha. Não há lei nem ordem por aqui?

    ResponderExcluir
  5. Dá asco olhar e ouvir êsse cidadão. PQP .

    ResponderExcluir
  6. E o ladrãozinho se acha o cara... A História do país é antes e depois dele, é mole? Um meliante apedeuta cachaceiro querer dominar uma população?

    Isso é um Lixo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Triste realidade.
      Só bala tira esse patife de cena.

      Excluir
  7. Deverão... mas serão de imediatos libertados e feitos mártires do Brasil.
    dilma e lula, se tornaram especialistas em destruirem sonhos do povo brasileiro.

    ResponderExcluir
  8. Cheirar pum e arrotos pode fazer você viver mais, dizem especialistas
    Publicado em 04/05/2016 - 19:59 Ataide de Almeida Jr.


    Por mais estranho que possa parecer, estudiosos da Exeter University, na Inglaterra, chegaram à conclusão de que cheirar os gases emitidos por outras pessoas pode prolongar a sua vida. E mais: quanto mais fedidos, melhor. Segundo o professor Matt Whiteman, quando as células ficam estressadas por uma doença, elas fazem um enzima que gera pequenas quantidades de sulfeto de hidrogênio.

    “Isso mantém as mitocôndrias alheias ao crescimento e permite que as células vivam. Se isso não acontece, as células morrem e perdem a habilidade de regular e controlar uma inflamação. Nós temos estudado esse processo fazendo um composto, chamado AP39, que vagarosamente solta gases para a mitocôndria. Nossos resultados mostram que as células permanecem vivas”, explicou Matt.

    O doutor Mark Wood, que auxilou na pesquisa, disse ainda que, “embora o sulfeto de hidrogênio tenha um cheio ruim, ele é naturalmente produzido pelo corpo e pode ser um herói em vários tratamentos de doenças”.

    Fonte:http://blogs.correiobraziliense.com.br/nqv/cheirar-pum-e-arrotos-pode-fazer-voce-viver-mais-dizem-especialistas/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso explica a longevidade dos mendigos que vivem em grupos mal cheirosos.
      Nesse caso, eu prefiro morrer cedo.

      Excluir
    2. Acho que os petistas entenderam cagar ao invés peidar. Cagaram tudo...

      Excluir
    3. Também prefiro não viver muito tempo. Porcaria!

      Excluir
    4. Andar por aí cheirando a punzada dos outros... calma aí!!!
      Antes viver menos!

      Excluir
  9. VEJAM O QUE ELEIÇÃO NA PREVI É CAPAZ DE FAZER

    CPI reconhece seriedade nas decisões da Previ
    Num relatório com 833 páginas, a CPI da Câmara dos Deputados, que levantou informações de 2003 a 2015 sobre os negócios nos fundos de pensão, dedicou 7 páginas para falar da Previ.

    No documento a CPI concluiu que na Previ a governança é séria, que os técnicos avaliam estratégia e riscos e têm liberdade para opinar sobre as decisões de investimentos.
    Veja a conclusão que está no relatório final daquela comissão:
    3.1. PREVI
    " A PREVI possuía participação de 9,879% na composição do FIP Sondas. Portanto, quando chamada a se manifestar em outro de 2011, ela possuía a preferência em subscrever novas quotas 485 no FIP Sondas até o valor de R$ 282 milhões 211. A PREVI, já naquele momento, decidiu não exercer seu direito de preferência e não investiu mais no FIP Sondas.... (página 484)
    .... Portanto, fica evidente, a DIRIN/GERIN não se restringiu a observar o limite estabelecido pela política de investimento da PREVI. Em que pese essa política ser um importante escudo contra a elevada exposição a riscos, ela não é e não pode
    ser a única defesa. Para alívio de seus beneficiários, a área técnica da PREVI foi além e identificou, com facilidade, outros
    fatores que elevavam o risco do negócio e decidiu por não recomendar qualquer nova subscrição de quotas no FIP Sondas.(página 492)"
    A conclusão não deixa dúvidas sobre a forma acertada das áreas da Previ ao avaliar uma decisão de investimento e também da diretoria da Previ, à época, ao acatar a sugestão das áreas técnicas.
    Fui diretor de administração eleito na Previ, de março de 2003 a maio de 2011, e sei que um dos pontos forte da Previ são seus funcionários, reconhecidos pelo mercado e entre os fundos de pensão.
    Durante a CPI pessoas que deveriam se juntar para defender o legado da Previ como o maior fundo de pensão, como pioneira na história de previdência no país e como exemplo de governança reconhecido para além de nossas fronteiras, se juntam aqueles que queriam enlamear a nossa entidade.
    A decisão da CPI que findou é igual ao relatório da CPI de 2005 que também buscou irregularidade na Previ. Naquela época, a Previ foi inocentada, como foi agora.
    Os que se juntaram para denunciar sem provas deviam, no mínimo, emitir nota, se não para pedir desculpas aos atuais dirigentes da entidade, mas para se desculpar com a própria Previ enquanto instituição.
    O relatório também revela que a tentativa de catalogar todos como desonestos sem demonstrar o menor indício é um erro que precisa ser reavaliado e repensado.
    Francisco Alexandre
    Ex-diretor de administração eleito da Previ
    2003-2011


    QUAL SUA MOTIVAÇÃO? A CPI DO ALCOÓLICO TAMBÉM NÃO PREVENIU O ROMBO NA PETROBRÁS

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.