Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

domingo, 28 de junho de 2015

O PIB desce ladeira abaixo!


Segundo agência de classificação Austin Rating, o Brasil ficou em 31ª posição entre 33 países com economias mais expressivas do mundo. A queda do PIB do Brasil no primeiro trimestre de referência foi de 1,6% negativo em relação ao mesmo período de 2014. Isto nos coloca na posição vexatória perante o mundo. A divulgação foi feita no momento em que Dilma faz visita oficial ao presidente Obama dos EEUU. Desta feita, a soberba da Dilma não vai funcionar. 

O Brasil, entre 33 países listadas, só superou o desempenho da economia da Rússia e da Ucrânia. A Rússia sofre a queda do preço do petróleo, elevada taxa de juros e fortes sanções ocidentais devido ao conflito com a Ucrânia. A Ucrânia, o último lugar na classificação do crescimento do PIB, sofre os efeitos negativos, em guerra com os separatistas apoiados pela Rússia. E o Brasil sofre o efeito de uma administração incompetente do governo PT e o efeito da Operação Lava Jato, em curso.

No topo da lista está a Índia, país emergente como o Brasil, porém, cresceu 7,5% no primeiro trimestre de 2015, comparado com o ano anterior. Na sequência vem a China, com crescimento ligeiramente abaixo da Índia, 7% anualizado. 

Os tão criticados países da União Européia pela presidente Dilma, sobretudo os problemáticos, Portugal e Itália, cresceram no primeiro trimestre, respectivamente 0,4% e 0,1% comparado com o primeiro trimestre do ano anterior. Nem preciso fazer referência de outros países como Alemanha, Reino Unido e França, que estão decolando depois longo tempo de baixo crescimento.

As três maiores potências do mundo, EEUU, China e Japão, tiveram, respectivamente, desempenho de 0,2% negativo, 7% positivo e 2,4% positivo. Há poucos dias, assisti um alto membro do governo federal brasileiro que citava como exemplo de recessão, o Japão. Dilma sempre quer comparar o desempenho do Brasil em relação aos países desenvolvidos, mas faz erroneamente.  Japão não está mais em recessão!  O povo brasileiro, infelizmente, em grande parte, analfabetos funcionais, compram a história como verdadeiro fosse, desde que a notícia venha da presidência da República ou dos seus "capachos".

Em linhas gerais, podemos dizer que, enquanto o mundo todo cresce, o Brasil disputa o crescimento negativo do PIB com os países com problemas de toda ordem como a Rússia e a Ucrânia. Perante comunidade financeira internacional, o Brasil é patinho feio junto com a Rússia e Ucrânia. Os "anos dourados" vividos pelo povo brasileiro não passou de sonho de contos de fada. Hoje, o Brasil é motivo de piada no mundo desenvolvido. 

Coincidência ou não, o Brasil adota a mesma política da combalida Rússia, praticando taxa de juros as mais altas do mundo. Isto confirma a minha afirmação de que a taxa de juros não é remédio, mas termômetro da economia do País. Para reforçar a minha tese, os EEUU e Japão praticam, respectivamente, 0,25% ao ano e 0,1% ao ano para rolagem de suas dívidas de curto prazo, mas cresce acima de 2% ao ano. O Brasil paga 13,75% ao ano ou 5% ao ano de juros reais, descontado inflação, mas decresce 1,6%. 

Todos indicadores mostram que não haverá melhora, pelo menos, no próximo semestre. O quadro da economia vai deteriorar ainda mais com a administração equivocada e incompetente da equipe da Dilma, comandada por hora pelo Joaquim Levy Bradesco


De agosto não pode passar, o governo Dilma!

Ossami Sakamori



3 comentários:

  1. Não entendo como o ramo imobiliário está tão aquecido no norte-paranaense,com tanta dificuldade,ao menos aparente,na economia.

    ResponderExcluir
  2. Enquanto incompetentes e deslumbrados estiverem no comando , só esses disparates é que poderemos ter.

    ResponderExcluir
  3. Pelo escorregador da incompetência o povo sentou ...

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.