Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Lava Jato por Luiz P Carlos Degrecco

Por: Luiz P. Calor Degrecco


Essa crise de desempregos e quebra de contratos que vem acontecendo a partir da operação Lava-Jato não passa de um golpe de chantagem perpetuada pelos envolvidos no escândalo, tanto empreiteiras, como os demais coadjuvantes políticos na defesa de interesses próprios transformaram a economia nacional e o povo Brasileiro em boi de piranha.

Teria sido tudo mais fácil se a presidenta tivesse tomado posição desde o inicio e apartado imediatamente dos interesses públicos os investigados que na verdade todos sabemos são culpados e cúmplices do maior assalto ao erário que um país já tenha tido.

Mas a ganancia superou o medo ou o comprometimento frustrou a ação, seja lá qual for a razão, fato é que se a Presidenta tivesse imediatamente substituído as empreiteiras e encampado os projetos de forma própria ou contratando novos parceiros mundo a fora, não precisaríamos paralisar projetos e muito menos criar essa onda de desemprego.

Na verdade essa marolinha tissunâmica que estamos vivendo, foi e é um artificio de proteção as PROPINAS que estão recebendo das empreiteiras da Lava Jato e das futuras propinas agendadas, combinadas e programadas. Esse é o real motivo da resistência politica em favor das empreiteiras.

Sabemos perfeitamente que quem produz e trabalha são os operários e não os empreiteiros, meros repassadores de propinas de ágeis negociatas, portanto poderiam ter substituído essas empresas por novas contratadas e com renegociações de contratos de toda ordem e arrisco afirmar que não só teríamos solucionado essa questão de emprego como teríamos conseguido sair no lucro uma vez que esses contratos combinados estão todos superfaturados prevendo o desenrolo das propinas etc.

O que esta acontecendo na verdade é uma guerra feroz entre quadrilhas do Poder Publico e empreiteiros na disputa pelo quinhão dos furtos pretéritos e futuros, e ai estão vários tipos de bandidos, das mais variadas espécimes da sociedade, as ienas estão se engalfinhado numa luta feroz e mortal.

Na verdade o que esta havendo é uma crise de partilha entre criminosos, onde estão paralisando projetos propositadamente, escancaradamente, inclusive com ameaças publicas de paralisar a republica, e o vão fazer, e assim feito não será nem de perto o povo beneficiado, pois quem deve assumir é o bando que todos nós conhecemos ha anos, e que tem laços estreitos de negociatas com esses grupos mafiosos e muito mais fortes do que o grupo atual.

Na verdade, e como sempre o cidadão continua coagido, enganado, espoliado, roubado, furtado, indefeso e obrigado a fazer cara de imbecil e sorrir pra não se desesperar...


Luiz P. Carlos Pgrecco













Um comentário:

  1. Caro Dr.Degrecco,
    Num país onde temos que chamar ladrão e estelionatário (lesa-pátria),de excelência,esperar-se o que?

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.