Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 22 de junho de 2015

É o começo do fim do Lula e da Dilma.

 Crédito da imagem: Veja

É o começo do fim do Lula e da Dilma.

Principais imprensa do Brasil noticiam que o Ministério Público Federal terá das autoridades dos Estados Unidos auxílio para tentar desmontar a complexa engrenagem que teria usada pela Odebrecht para pagamento de propinas via empresas em paraísos fiscais e contas secretas no exterior. Lembrando que os Estados Unidos tem uma rede eficiente de combate ao tráfico de drogas e corrupção no mundo. Os EEUU conta com o DEA - Drug Enforcement Administration, do Departamento de Justiça e no Brasil tem o braço de informação do DEA que é o COAF, conforme convênio assinado entre o Brasil e os EEUU.


No Brasil, felizmente, contamos com Polícia Federal, eficiente, que faz papel de polícia judiciária. Se não fosse eficiente e corajosa intervenção da Polícia Federal brasileira, a Operação Lava Jato, não teria avançado tanto quando desejaria o juiz Sérgio Moro da Justiça Federal do Paraná. A estrutura do Ministério Público Federal age com inteligência e eficiência. Até aqui, só temos que aplaudir as nossas instituições.



Com relação ao Lula, já fiz várias referências dizendo que as propinas do Lula eram depositados nas contas dos paraísos fiscais, diretamente pelos donos das grandes empreiteiras. Segundo as apurações, reveladas pelo MPF, por ocasião da prisão dos presidentes das Construtora Odebrecht e da Construtura Andrade Gutierrez, está a confirmar as minhas afirmações. As propinas dos grandes eram pagas, sobretudo, em contas dos beneficiários (corruptos), nas contas no exterior. 

Qualquer ser humano com inteligência mediana conclui que a presidente Dilma que esteve à frente do Ministério de Minas e Energia para o qual está subordinado a Petrobras, que foi presidente do Conselho de Administração da Petrobras, que foi chefe da Casa Civil do governo Lula e está presidente da República por 4 anos e 6 meses, é um dos beneficiários (corruptos) da Operação Lava Jato. Se, ela não sabia o que se passava na Petrobras, como diz que não sabia de nada, Dilma não tem condições de estar à frente da presidência onde os problemas são bem mais complexas que a administração da Petrobras. Dilma deveria estar presa ou fora da presidência da República, sem terceira opção.


Como teria dito o pai do investigado Marcelo Odebrecht, presidente da maior empreiteira do Brasil, que com a prisão do filho dele, cai a República. Para quem tem fortuna de mais de R$ 100 bilhões, ter que fazer necessidade fisiológica, na latrina da carceragem da Polícia Federal, sob vista de outros presos e fazer refeição em marmitas como preso comum, eles não irão deixar barato para com os principais beneficiários da propina. O nome dos principais beneficiários é notório, são Lula e Dilma, chefes da facção criminosa.


Operação Lava Jato está perto de pegar os chefões da facção criminosa. 

Ossami Sakamori
@SakaSakamori




11 comentários:

  1. Já caiu! Levanta-te e anda, República!!

    ResponderExcluir
  2. "Para quem tem fortuna de mais de R$ 100 bilhões, ter que fazer necessidade fisiológica, na latrina da carceragem da Polícia Federal, sob vista de outros presos ..."

    Adorei.... e ainda mais se viram as putas de outros presos! Carne fina bem tratada, nunca é deixada de lado!

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda prefiro esperar. Meu avô sempre dizia: -Não conte com o ovo que a galinha ainda não botou. Devemos lembrar de: Tancredo Neves, Celso Daniel, Eduardo Campos.......Sérgio Moro que se cuide, o pessoal do PT ainda está no governo. Não foi atoa que o Ex-Min Joaquim Barbosa aposentou.
    Essa briga(falsa) entre Lula e Dilma é para nos enganar. Há quem diz que Lula prevendo sua prisão(já que não tem foro privilegiado) está tentando uma saída honrosa da Dilma em um acordão político para ele(Lula) voltar ao Planalto, se houver eleições antecipadas para Presidente com a saída da Dilma. Apesar das pesquisas derem Lula atrás de Aécio Neves; com essas urnas falsificadas ou roubo na contagem dos votos, Lula ganha do Aécio como Dilma ganhou na última eleição. É a jogada arriscada do Lula. É isso ou a guerrilha com o MST, Farcs, .......contra o Brasil e aí Lula e Dilma perdem pois o Brasil não estará sozinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lula vai ser eleito com apoio de novo do enrique ricardo lewandowski e do josé antonio dias toffoli como fizeram com dilma e desculpa esfarrapada do Acre.

      Excluir
    2. Infelizmente esse câncer petista só será erradicado à bala.

      Excluir
  4. Só com a ajuda de Deus e das autoridades americanas para podermos sair desse marasmo e essa corja tomar outros rumos.Tomara que morram antes.

    ResponderExcluir
  5. "Marcelo Odebrecht ameaça derrubar a República

    “Terão de construir mais 3 celas: para mim, Lula e Dilma”, dizia Emilio Odebrecht, sobre possível prisão do filho. O presidente da Odebrecht, Marcelo, foi preso nesta sexta.

    Desde que o avançar inexorável das investigações da Lava Jato expôs ao Brasil o desfecho que, cedo ou tarde, certamente viria, o mercurial empresário Emilio Odebrecht, patriarca da família que ergueu a maior empreiteira da América Latina, começou a ter acessos de raiva. Nesses episódios, segundo pessoas próximas do empresário, a raiva – interpretada como ódio por algumas delas – recaía sobre os dois principais líderes do PT: a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A exemplo dos presidentes da Câmara, Eduardo Cunha, e do Senado, Renan Calheiros, outros dois poderosos alvos dos procuradores e delegados da Lava Jato, Emilio Odebrecht acredita, sem evidências, que o governo do PT está por trás das investigações lideradas pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. “Se prenderem o Marcelo (Odebrecht, filho de Emilio e atual presidente da empresa), terão de arrumar mais três celas”, costuma repetir o patriarca, de acordo com esses relatos. “Uma para mim, outra para o Lula e outra ainda para a Dilma.”

    (...)"

    http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2015/06/marcelo-odebrecht-ameaca-derrubar-republica.html

    ResponderExcluir
  6. Na Pizzaria Brasil é somente um novo sabor de pizza na coletânea dos empoleirados de plantão.

    ResponderExcluir
  7. "A prisão do príncipe do capitalismo de Estado e o petismo por um fio.

    A prisão dos chefões das empreiteiras conseguiu sacudir os pilares da República. A Lava Jato finalmente chegou no "príncipe" Marcelo Odebrecht, atingindo o ex-presidente Lula de raspão.

    É bem verdade que a poderosa Construtora Odebrecht mantinha relações estreitas com o governo federal desde os anos de Fernando Henrique Cardoso, mas a sua verdadeira ascensão se deu sob a égide do petismo. Junto com a Camargo Correia, a empreiteira baiana se impôs como um Atlas dominando o mercado brasileiro e expandiu seus tentáculos aos parceiros diplomáticos do governo Lula, como Angola, Moçambique e Venezuela; sempre na esteira do neodesenvolvimentismo.

    O clã Odebrecht se fortaleceu em simbiose com o petismo, devorando os recursos do BNDES. E assim como o capo Luís Inácio, Norberto, Emílio e Marcelo Odebrecht se viam como senhores de tudo o que sua vista alcançava. Eram os senhores dos horizontes. Tanto que Marcelo jamais acreditou que um dua seria preso. Tanto que em diversos momentos, o "príncipe" Marcelo demonstrava ser um dos maiores entusiastas do capitalismo de Estado. Os analistas políticos e econômicos da província, divididos entre ingênuos, caipiras e cúmplices do partidão, teciam loas à gigante que parasitava a República. O plano parecia infalível.

    Para fins de registro, é bom lembrar que os Odebrecht eram o Coringa da esquerda governista. Era trunfo econômico pois a eventual punição às empreiteiras poderia paralisar a economia e a infraestrutura do país. E ao mesmo tempo era trunfo político, pois se podia afirmar que "o Sérgio Moro" pressionava algumas empresas, mas livrava a maior de todas", como fizeram tantas vezes os lacaios do petismo infiltrados na imprensa. Ao mesmo tempo em que os agentes protozoários do Brasil 247, Carta Capital e afins encenavam uma suposta indignação pela gigante baiana não ser investigada, o patriarca Emílio Odebrecht dizia que se o filho fosse preso teriam que providenciar mais três celas. Para ele, Lula e Dilma.

    A roda da fortuna girou, e agora as prostitutas de redação estão divididas mentalmente entre defender o governo e atacar um capitalista. A extrema-esquerda que vende o totalitarismo socialista travestido de democracia se agarrou ao capitalismo de estado, e agora se vê obrigada a defender criminosos do colarinho branco que ela atacaria caso estivesse longe do poder. Ponto para Olavo de Carvalho, que sempre afirmou que essas forças políticas agem em conjunto com grandes capitalistas. É uma relação de troca mútua: enquanto uns conquistam o poder político, os outros ganham o monopólio do mercado. O negócio é que se eventualmente a empreitada falhar, é provável que um lado queira responsabilizar o outro para não se comprometer permanentemente. Neste caso, que morram ambos afogados.

    Não se pode afirmar com certeza se de fato, os Odebrecht irão se vingar do PT nesta semana, ou se irão faze-lo em algum momento. O petismo conseguiu musculatura nos treze anos em que governou o Brasil, e certamente irá recorrer a todos os meios escusos para escapar dessa armadilha. A julgar pela fala de Lula responsabilizando o governo permitir que as investigações prosperem, é possível que o partido opere alguma de suas muitas frentes (imprensa vendida, mídia governista, juristas associados ou mesmo seus fantoches no STF), para melar a Lava Jato. Seja como for, o Castelo de Cartas está por um fio."

    http://blogreaca.blogspot.com.br/2015/06/a-prisao-do-principe-do-capitalismo-de.html

    ResponderExcluir
  8. No país das maracutaias,onde o rei lularápio se acha dono do Estado Brasileiro,tudo está aparelhado por ele para transformar-se em PIZZA,como soi acontecer no país de faz de conta,onde vivemos e somos feitos de estrume,por esses lesa-pátrias,dentro e fora do governo,se é que há governo.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.