Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 23 de junho de 2015

Ligação do Lula com Odebrecht Portugal

Ligações de Lula da Silva a Ricardo Salgado e José Sócrates voltam à superfície.

Crédito da Imagem: i . José Sócrates

Remonta a Janeiro a informação de que o procurador Rosário Teixeira e a equipa da Autoridade Tributária estão a investigar as relações de José Sócrates com a Odebrecht no âmbito da Operação Marquês. A notícia, avançada pelo i, explicava o porquê: por exemplo, os brasileiros da Odebrecht são os donos da Bento Pedroso Construções, empreiteira que integrou uma série de consórcios vencedores de obras públicas durante os anos em que José Sócrates foi primeiro-ministro. 

A Bento Pedroso Construções – que só em 2013 passou a chamar-se Odebrecht Portugal, mas já era propriedade dos brasileiros há mais de 20 anos – integrava, por exemplo, o Consórcio Elos, vencedor da construção do troço de TGV entre Poceirão e Caia. Deste consórcio também fazia parte o grupo Lena, no qual foi administrador Carlos Santos Silva – amigo suspeito de ser testa-de-ferro de Sócrates.

Mas a Odebrecht Portugal integrou também o consórcio que venceu a concessão do Baixo Tejo, da via rodoviária da Grande Lisboa e ainda a construção da barragem do Baixo Sabor, avaliada em cerca de 250 milhões de euros. Recorde-se que a empresa tinha também relações próximas com Lula da Silva – como está descrito no texto ao lado – que, por sua vez, era próximo de José Sócrates. Aliás, o antigo presidente do Brasil esteve em Portugal em Outubro de 2013 para apresentar o livro de Sócrates e não lhe poupou elogios.

Quem pagou a viagem do petista? A Odebrecht. A mesma Odebrecht que Lula da Silva elogiou publicamente em Angola, em Maio de 2014, quando aplaudiu a parceria entre empresas brasileiras e angolanas na construção da Companhia de Bioenergia de Angola (Biocom). Da Biocom fazem parte Sonangol e Damer, empresas angolanas e, claro, a brasileira Odebrecht.



BES envolvido O alarme foi dado por Hermes Freitas Magnus, o primeiro delator do Lava Jato, em entrevista ao “Público”, no início do ano. Parte do dinheiro do esquema Lava Jato era lavado através do BES. Segundo Freitas Magnus, José Janene – então líder do Partido Progressista (PP), que foi réu do Mensalão e que entretanto faleceu em 2010 – tinha contas no banco liderado por Salgado. 

Hermes Freitas Magnus

Nota: Atualmente o Hermes Freitas Magnus, vive no exterior, em local ignorado por questão de segurança pessoal. 

Antes de denunciar o caso em que esteve envolvido, em 2008, Freitas Magnus foi contactado para servir de “mula”, disse à mesma publicação: “Queriam que eu levasse para o Brasil dinheiro de contas do BES, no Porto. As contas eram dele [Janene], para lavar dinheiro em Portugal, mas ouvi dizer que estavam associadas a sociedades offshore”.


No ano passado, o presidente da Andrade Gutierrez desmentiu também Ricardo Salgado, que falou do envolvimento do empresário na compra de dívida do GES pela Portugal Telecom. Otávio Azevedo foi o representante da Oi na PT até Julho do ano passado, mas saiu da operadora alegando que o investimento de 897 milhões de euros da PT em papel comercial da Rioforte não tinha sido aprovado pelo conselho de administração. Apenas mais um ponto de ligação a Salgado.

Matéria transcrita integralmente, do jornal ionline , sem edição.

Ossami Sakamori




6 comentários:


  1. O ladãozão é tão sórdido e sem escrúpulos que por um bom dinheiro faz qualquer coisa.

    ResponderExcluir
  2. Ele é o rei da pamonhada e ninguém põe a mão nele.
    Blindado pelo próprio demônio.

    ResponderExcluir
  3. O ex-premier de Portugal continua preso até ao julgamento, tendo recusado ficar em casa com pulseira eletrônica. Razão: está liso! O juiz caçou todo o dinheiro, mais de 20 milhões de euros provenientes da corrupção e na cadeia pelo menos tem comida. Devia acontecer o mesmo com o lula e a dilma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pena que,aqui,a lei é comprada pelos larápios de plantão.
      O Brasil é a ilha da impunidade para os blindados larápios.Compram a lei e mandam fazer leis para imunizá-los.São amigos intimos do demônio.

      Excluir
  4. Infelizmente,nunca...

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.