Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 5 de outubro de 2013

Dilma, ramalhete de flores para você!

Num fim de semana como hoje, pediram para não falar de coisa ruim.  Vou obedecer a vontade dos que seguem este blog.  Vou falar de flores, hoje.

Presidente Dilma, já faz 1 ano, sete meses e 18 dias, que estou metendo pau na sua maneira de governar o Brasil.  Sim, sou súdito, um reles cidadão brasileiro.  Diga-se de passagem, com muito orgulho em ser cidadão brasileiro.  Hoje, vou dar trégua para você, presidente.  Vou oferecer flores para amansar o seu coração.

Dilma, estou lhe mandando ramalhete de flores do campo.  Experimente sentir o orvalho que cobre as flores.  Isto deixa até coração duro se derreter, presidente.  Aprecie as flores com atenção, Dilma.  O mundo é assim, presidente, como as flores do campo.  Na essência são lindas.  Nós homens e mulheres que pisamos e repisamos com sapatos sujos e deixamo-as feias e fedorentas.  

Como nas relvas, se as deixarem crescer no ar puro e deixarem tomar os ventos frescos e não poluídos, nascem as mais belas flores do campo.  Singelas e bonitas.  Com orvalho de manhã, nem se fala, exala perfumes que faz esquecer a maldade dos homens e mulheres e crueldade do sociedade desigual. 

Dilma, presidente, dá um tempo para a vida cruel e tacanha dos Palácios.  De Palácios feitos de mármores e muitas luzes e ares artificiais.  Isto deixa você fria e cruel.  O próprio ambiente dos Palácios, a enchem de sensação de poder.  Mas isto tudo, Dilma, é ilusão.  É coisa passageira, assim como a vida terrena do ser humano é.  Ser lembado na eternidade é pura ilusão, presidente.  Deus nos deu esta janelinha de vida, para usufruir dela, com o nosso próprio arbítrio, Dilma.  Esta história de deixar o nome para eternidade é pura ilusão, Dilma.  Ganhar dinheiro, também, presidente.  

Para que tanta brabeza e bravata, presidente? Para que tanta mentira, Dilma?  Para que tanto apego ao cargo público, presidente?  O cargo de presidente pertence ao povo, Dilma.  Não será você que vai dizer que se merece permanecer no cargo, mas sim o povo.  Mas, a escolha do povo deve ser do próprio arbítrio.  Nada de escolha feita através de construção de figura através de marqueteiro, Dilma.  

Presidente Dilma, receba de coração, o ramalhete que estou lhe enviando, em palavras e de forma figurativa.  Receba-o com coração de mulher, de mãe, de avó, presidente.  Deixe o frescor do orvalho tomar conta do seu coração, Dilma.  Deixe de ser, por um instante, mulher macho no sentido figurado ou a gerentona!  Você, presidente, definitivamente não é nem mulher macho paraibana, nem tampouco a gerentona.  Você é simplesmente, mulher, Dilma.  Você é como todo ser humano, cheio de virtudes, mas também, cheio de defeitos e fraquezas.  

Hoje é dia que comemoramos a promulgação da Constituição de 1988.  Hoje é dia de comemoração, Dilma.  Estamos de trégua, hoje, presidente!  Seja bem vinda ao meu mundo de relva, do ares e de orvalhos frescos.  Meu mundo é assim, Dilma!

Ossami Sakamori

8 comentários:

  1. Prefiro quando você desce o porrete!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom meu querido amigo Saka!!!
    Parabéns pelo belo texto que agracia à todos nós.
    Mas como foi dito anteriormente, gosto mais do Saka MMA a tratorá-la do que o Saka ternurinha de hoje. Rs...
    De qualquer sorte, sempre mandando bem os seus recados.

    ResponderExcluir
  3. Acho que você, Sakamori, no seu texto, foi sutil, suas flores representam o luto do Brasil, que está se afundando numa cova bem funda com políticas "suicidárias" que, depois do estrago, não farão este país se levantar nem na base do milagre da ressurreição.

    O Brasil é um zumbi ambulante e os, brasileiros, sonâmbulos que vivem dormindo achando que estão de olhos abertos. Mas as flores do Brasil são de plástico, falsas como nós, brasileiros. Por isso, o luto do Brasil será permanente ou pelo menos, enquanto nossas flores de plástico não murcharem... E flores de plástico não morrem.

    ResponderExcluir
  4. Caro Sr. Ossami, pela primeira vez li seu Blog, e me fiz completamente sua leitora de ora em diante. Vou ler os art. anteriores, com certeza, mas por este já lhe dou Parabéns por ser tão sutil...grande abraço.

    ResponderExcluir
  5. Presidenta, é assim? Aproveita bem às flores Hj. Porque amanhã Saka vai lhe encher de Dirceus...

    ResponderExcluir
  6. Bonito o seu gesto sobre a Constituição de 88, mas será que ela entenderá a mensagem? Estou muito desolada, perplexa, desanimada com tudo, mas espero em Deus que apareça um grupo de boas almas que possam traçar um novo caminho para este Pais, como tambem em Deus, porque Ele e maior do que tudo e tudo vê. um bom fim de semana e sucesso para voce!

    ResponderExcluir
  7. Boa índole ... ! Mas na prática, é como jogar pérolas aos porcos ... Os animais que me perdoem ... !

    ResponderExcluir
  8. Sakamori!!!

    Pode até ser que a Dilma mulher se emocione com suas palavras, e pense até em mudar.

    Ser a mulher que, parece, ela não quer ser.

    Ela quer ser essa mulher "brutalhona" que forjaram para ela.
    É.., é assim..., os idiotas donos do partido acharam que para ela fazer sucesso teria que ser assim meio sapatão meio mulher, e está aí o que estamos vendo.

    Uma bruta-montes que vive brigando com os EUA, com a Ângela Merkel, e com qualquer coisinha que na visão dos marketeiros dê pontos na escala de preferencia dos votos do povão.

    Se gostar de flores der votos, ela vai aceitar seu oferecimento.
    Se aumentar os percentuais, ela poderá até comer as flores...

    Mas, talvez não faça isso, pois, comer flores, assim como comer capim, ainda que dê votos e seja coisa de "brutos", também pode, sendo coisa de animais, mostrar tendencias que ela quer esconder.

    Boa semana...


    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.