Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Caso OGX. Dilma, onde foi parar os R$ 10,6 BI do BNDES?

Em 27 de março deste ano, eu já tinha noticiado de que o Eike Batista estava vendendo almoço já começado para poder jantar.  A situação era de insolvência há 7 meses atrás.  A matéria foi postada como o título: OGX do Eike Batista está falida!

Ontem, o estelionatário Eike Batista, deu entrada no fórum da Comarca de Rio Janeiro, pedido de recuperação judicial da empresa OGX.  Segundo imprensa o passivo total é de R$ 11,2 bilhões e ativo líquido de US$ 2,7 bilhões representado pelo campo de Tubarão Martelo e campo Atlanta.  À rigor, como os campos em exploração são apenas concessões, em caso de insolvência da concessionária, os direitos deveriam ser cassados automaticamente.  Neste caso o ativo líquido indicado na recuperação judicial virariam pó.  

Até recentemente o estelionatário Eike Batista era considerada como empresário modelo para a presidente da ANP, Magda Chambriard.  A presidente da agência que cuida da concessão e de exploração do petróleo chegou a afirmar que o Brasil precisa de muitos Eikes Batista. O estelionatário Eike Batista tinha acesso direto ao Palácio do Planalto, nos governos Lula & Dilma.  Presumo que devem ter corrido muito dinheiro nessa maracutaia!

A OGX arrematou concessão de exploração do petróleo da ANP, sem ter perfurado um poço sequer.  A outra empresa do mesmo estelionatário Eike Batista, tomou montanha de dinheiro do sistema BNDES, sem ter construido uma plataforma sequer.  Eike Batista é o homem que tomou emprestado R$ 10,6 bilhões do BNDES para alavancar suas empresas, castelos de papel.  Há indícios claros de que houve intervenção do Palácio do Planalto, no governo Lula e da Dilma, para que operações esdrúxulas como estas fossem feitas.

O que eu quero saber mesmo é o destino dos empréstimos de R$ 10,6 bilhões do BNDES.  De repente, estão sumindo no meio das gambiarras contábeis.  A OGX já apresentou à justiça os passivos em que não consta os empréstimos do BNDES.  Daqui a pouco some a dívida da OSX junto ao BNDES.  Alguns destes empréstimos estão sendo assumidos pelos novos donos da empresa de energia e de mineração.  Não sabemos quanto dos R$ 11,6 bilhões.  Outros empréstimos, parecem estar sendo absorvidos pelo Bando Votorantim, uma parceria entre Banco do Brasil e da família Ermínio de Moraes.  

O fato é que o BNDES aquietou-se sobre o empréstimo de R$ 11,6 bilhões ao grupo do estelionatário Eike Batista.  E como ficou a situação do BTG Pactual que tinha um crédito de R$ 2 bilhões com as empresas do Eike Batista?  Esses empréstimos da OGX junto a BTG foram "compensados" na negociação do 50% do Petrobras Oil & Gas?   Quando muitas dessas maracutaias forem esclarecidos poderá a recuperação judicial se tornar "fraudulentos".  Vamos ver o que vai acontecer, com mais esse caso mal esclarecido.   Repeteco do caso Varig, à vista!

Ossami Sakamori 

3 comentários:

  1. O triste e revoltante dessa história é que as autoridades que deveriam fiscalizar e os partidos ditos de direita que deveriam denunciar sabiam que ía dar água mas deixaram rolar, e Lula e sua turma ganharam o deles "por fora", Eike Batista também e quem vai pagar a conta somos nós, os contribuintes.
    Depois de tudo perdido , agora as autoridades vão tomar providências e os partidos de direita vão denunciar.
    Nós, também, deveríamos "por a boca no trombone" fazendo alguma coisa de concreto.
    Precisamos urgentemente de alguma cabeça pensante(do lado do bem) para nos tirar da direção do buraco em que estamos preste a cair.

    ResponderExcluir
  2. Caro Saka,...

    Assim como vc,...muito antes, e os registros estão aí para qualquer um pesquisar e ver, seja no Twitter ou no Facebook, onde comumente escrevo, vaticinava que isso terminaria desta lastimável forma. No dia do lançamento das ações, escrevi um longo artigo onde dizia que vendeu-se "fumaça" a r$ 23,70 cada papel, fazendo daquele pregão, o "dia nacional do engodo" - Sempre referi-me a esse aventureiro, como "Eike Prejuízos Batista" - Um homem cujo ego, cegou toda e qualquer consideração racional/empresarial. Isso nada mais era, do que um desastre anunciado.
    Aguardem inúmeros outros desdobramentos e novos prejuízos, seja aos cofres da nação, ou aos acionistas e credores. Essa história vai longe,...

    Quanto ao BNDES,...ora,...isso é PT! Vai pra conta do Abreu, se ele não pagar,...nem eu,...(Mentira né! Afinal a conta esta espetada em cada brasileiro decente,..)

    ResponderExcluir
  3. A má gerência do BNDES é antiga, mas, no Brasil, a má gestão da coisa pública não é fruto da incompetência, mas da corrupção. O BNDES é, na verdade, uma zona de tráfico de influência, de interesses. O BNDES privilegia aqueles que bancam campanhas de partidos políticos. O cidadão comum não entra no BNDES.

    Deveríamos criar o "Dia do Prego", colocar na cruz da amargura o Eike Batista e jogar num poço bem fundo, sem petróleo, enfim, algum buraco da empresa fantasma do proxeneta financeiro da OGX, toda a escumalha do PT. Hoje é Dia de Finados, então, vamos enterrar de vez o PT, de preferência a partir de agora.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.