Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 6 de junho de 2016

O Plano Real corre o risco!


O seu dinheiro, o real, não vale mais nada! O Plano Real já foi para o lixo, há algum tempo. A moeda criada pelo presidente Itamar Franco, há 22 anos, perdeu o poder de compra. Qualquer produto que custava R$ 1, hoje custa R$ 5. Isto é o resultado da inflação do período. Foi-se o tempo de produtos R$ 1,99. A inflação pegou pesado, mais no bolso dos trabalhadores. 

Para os que fazem parte da classe A, na classificação do IBGE, a inflação tanto faz como tanto fez. Para esta classe, não há crise no País. Pelo contrário, para o estrato social mais abastada, a situação financeira nunca esteve tão confortável como agora. Explico. O próprio governo paga aos que compram títulos do Tesouro, a taxa de juros reais Selic, a mais alta dentre 40 maiores economia do mundo, ficando somente atrás da Turquia.

A política econômica neoliberal adotada pelos governos, dos últimos 22 anos (período do Plano Real), para atender os interesses dos agiotas internacionais, sempre pagou a taxa básica de juros Selic altíssima. Para os investidores estrangeiros diretos (IED), a alta taxa de juros básicos está na contra mão dos seus propósitos de produção. A alta taxa de juros é inimiga para qualquer investidor produtivo. A alta taxa de juros Selic só interessa ao "establishment" e aos agiotas internacionais. 

No quadro de grave crise econômica, tal qual passa o Brasil, não há saída viável senão praticar "política monetária" com ajustes com medidas na "política de juros" e na "política de câmbio". A saída apontada pelo ministro da Fazenda Henrique Meirelles, de "ajuste fiscal" como solução para todos os males, é um equívoco. Ajuste fiscal não é medida de política econômica de saída para crise econômica grave e aguda como que vivemos. Ajuste fiscal deveria ser encarada apenas como "dever de casa" para a própria sobrevivência do Estado brasileiro. 

Para quem se interessa na saída para a grave crise econômica do País, faz-se necessário a leitura do e-book sobre a matriz econômica liberal (clique aqui). Há sugestão de um roteiro a ser seguido para saída da crise e que levará o Brasil a um desenvolvimento sustentável para próximas décadas. O País merece mudanças estruturantes, do que simples medidas de "ajustes fiscais". Espero que as medidas propostas pelo formulador da política econômica do governo Temer, o banqueiro Henrique Meirelles, não seja como "voo de galinha". O País espera um "voo de águia".

Mais de 28.000 acessos ~> Matriz econômica liberal <~ clique aqui

Enfim, o Plano Real corre o risco!

Ossami Sakamori











7 comentários:

  1. O Plano Real esta na UTI mas os médicos estão aplicando Dipirona e anestésicos de baixa intensidade.
    .
    Lula e o PT sempre foram contra o Plano Real. Tanto fizeram que o descaracterizou como um instrumento viável ao controle da inflação.
    .
    Lula implodiu no segundo mandato as diretrizes básicas do Plano Real ao abrir as portas para os gastos desenfreados e principalmente para eleger sua cria dos infernos.
    .
    A Lei de Responsabilidade fiscal no governo lula foi asfixiada e nos desgovernos Dilma assassinada e pisoteada.
    .
    FHC sofreu em seus governos crises internacionais memoráveis que o Plano Real sustentou. Lula em 2008 avisado que a crise americana tinha precedentes em 1929 fez de rogado e deu de ombros afirmando ser apenas uma marolinha pois o país estaria com seus princípios financeiros blindados.
    .
    Pois o que vemos hoje é que se Lula tivesse ousado ser um estadista não estaríamos nessa situação calamitosa e exposto ao mundo como uma nação arriscada para investimentos.
    .
    Não sentimos mais os pulsos deste Plano Real. A pergunta que FAÇO É SE EXISTEM MEIOS DE SALVA-LO E NOS SALVARMOS?

    ResponderExcluir
  2. Além de todo este caos,que sempre acomete os mais pobres,o rico,(quase sempre empresário)repassa os seus gastos para o consumidor,ex:supermercados,além de cobrar de forma embutida nos preços dos produtos,os impostos que ele deveria pagar,ex:icms,iss,só para citar alguns.
    Então caro cidadão das classes mais baixas,saiba que nós pagamos o nosso imposto,e o dos empresários,ou seja,eles ainda pagam o imposto deles,mas com o nosso suado dinheiro.
    MUITO INJUSTO!!!

    ResponderExcluir
  3. O Plano Real estava precisando de algum reajuste já na 2ª gestão de FHC. Mesmo assim ainda era ótimo frente aos Planos anteriores. Depois o Brasil descambou nos gastos supérfluos. Para mim, o Plano Real só será recuperado se forem tomadas medidas drásticas como o Sr Sakamori já discorre no seu Ebook.

    ResponderExcluir
  4. País caminha rumo à Coreia do Norte...

    ResponderExcluir
  5. "Vejam bem o que pode acontecer se os senadores recusarem o impeachment

    Se o impeachment da presidente Dilma Rousseff não passar, o país pegará fogo. E isso não será originado apenas pela ala anti-PT. É uma situação tão maluca, descabida e insólita que, embora os petistas/carreiristas tentem continuar acreditando, só é possível na cabeça de idiotas ou de antipatriotas.

    Imaginemos, só pra gastar o tempo que não temos, as seguintes situações:.
    1.Dilma volta;
    2.Restaura os 39 ministérios;
    3.Chama antigos e/ou novos ministros
    4.Retoma todos os cargos e recoloca os antigos ocupantes
    5.Reassume o Planalto e reinicia a “compra” de apoio parlamentar para o governo de coalizão.
    6.Cria uma “força tarefa”, sob o comando do “exército vermelho” e parte, definitivamente, para o desmonte da Polícia Federal, do Ministério Público e das provas da corrupção nas estatais e em tudo mais.

    SOCIEDADE DESORGANIZADA

    Enquanto isso ocorre, a sociedade desorganizada, que é maioria em nosso país, fala aqui, fala ali e as coisas vão se recolocando no lugar. Chegamos a 2018, Dilma completa o mandato e o devolve a Lula.

    O pior é que tudo isso pode ocorrer. Basta que alguns senadores que não querem Dilma mas também não querem Temer, votem contra o impeachment ou “adoeçam” no dia da votação.

    (...)"

    http://www.tribunadainternet.com.br/vejam-bem-o-que-pode-acontecer-se-os-senadores-recusarem-o-impeachment/

    ResponderExcluir
  6. Por qur razão o ministro do Supremo Teori Zavascki não envia o processo de lula para o Juiz Sergio Moro? Por que o defende? Recebeu propina de lula? Quanto?

    ResponderExcluir
  7. Onde pode ser SEGURO investir para não perder dinheiro?

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.