Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 5 de dezembro de 2015

Com Dilma, 2016 será pior possível !


A imprensa vem dando destaque aos pronunciamentos da presidente Dilma após a aceitação do prosseguimento do processo de impeachment formula do pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior. As informações transmitidas pela imprensa são contraditórias. Cabe, então, a este blog fazer breve análise da economia, se o impeachment não for aprovado pelo Congresso Nacional. 

A presidente Dilma insiste em vincular o pedido de impeachment ao presidente da Câmara dos Deputados, dando estocadas como: "eu não tenho conta na Suíça". Vamos colocar as coisas no devido lugar, o pedido de impeachment não é de autoria do deputado Eduardo Cunha. O eventual rompimento do acordão comentado aqui com o título Dilma & Cunha, a separação litigiosa. pode até ter dado motivo para romper a inércia do presidente da Câmara dos Deputados, que vinha segurando o pedido dos juristas, mas certamente, não foi o principal motivo da decisão do Eduardo Cunha.

Presidente Dilma usa a malandragem para inverter e colocar a responsabilidade do fracasso na política econômica deste início do segundo mandato ao presidente da Câmara. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa!

Tal qual na campanha eleitoral de 2014, a presidente Dilma mente descaradamente. Coloca a questão do impeachment como se fosse "golpe", o que não é verdadeiro. O impedimento de mandato está previsto no Artigo 15º da Constituição da República. Lembrando que o pedido de impeachment foi respaldado pelo PT para cassar mandato do presidente Collor em 1992. Os marqueteiros se esforçam para colocar a Dilma como "vítima" da oposição, o que não é verdadeiro. 

A presidente Dilma utiliza a frase marota: "quanto pior, melhor" para tentar culpar a oposição da atual situação do País. Vamos aos fatos concretos. O atual quadro da economia apresenta índices alarmantes: Recessão próximo de 4% para o ano de 2015, inflação acima de 10%, juros do cartão de crédito acima de 400%, número oficial de desempregado próximo de 9 milhões, taxa Selic em 14,25% e 57 milhões de brasileiros inadimplentes.

A dúvida dos leitores deste blog é sobre o que ocorrerá com a economia, na hipótese da permanência da Dilma na presidência, caso não seja aprovado o impeachment pelo Congresso Nacional. A permanência da Dilma melhoraria os índices econômicos, como faz supor com a frase : "quanto pior, melhor" imputado à oposição?  Pela vivência no mundo econômico, podemos afirmar que a permanência da Dilma na presidência, os índices econômicos vão piorar. 

Com permanência da Dilma, os índices do ano de 2016 deverá romper os seguintes indicadores: Recessão próximo de 4%, inflação entre 10% a 15%, juros do cartão de crédito ultrapassando os 500%, índice de desemprego rompendo 10 milhões, a taxa Selic, em algum momento, batendo acima de 15% e número de pessoas inadimplentes passarão dos 60 milhões de brasileiros. A novidade, com a permanência da Dilma, será a recriação da CPMF. Haverá aumento de impostos por conta dos "ajustes na economia", como o ministro Joaquim Levy já adiantou em entrevistas. 

O mais grave de tudo é que o governo Dilma, do segundo mandato, não tem um plano de crescimento sustentável. Nestas condições, com a Dilma, o ano de 2016 será o pior possível. Não há condições políticas e econômicas que garanta à Dilma, mudar o discurso para: "quanto melhor, melhor". 

Não haverá melhoria no quadro da economia, com a Dilma, em 2016. Com permanência da Dilma no governo, o ano de 2016 será pior possível.

Dilma mente, novamente!

Ossami Sakamori










@SakaSakamori



12 comentários:

  1. Para um povo idiota que ñ lê, ñ analisa, ñ entende nada, desculpe-me Saka, aproveitadores como essa presidente imbecil usam a linguagem correta. Deixam quem ñ entende com medo. Essa porcalhona merecia ser afastada imediatamente para que o nosso Brasil pudesse respirar e julgar com tranquilidade.

    ResponderExcluir
  2. Para um povo idiota que ñ lê, ñ analisa, ñ entende nada, desculpe-me Saka, aproveitadores como essa presidente imbecil usam a linguagem correta. Deixam quem ñ entende com medo. Essa porcalhona merecia ser afastada imediatamente para que o nosso Brasil pudesse respirar e julgar com tranquilidade.

    ResponderExcluir
  3. Se ela permaneçer no poder, vai-se vingar através do PT, PC do B, do MST e suas crias e ainda terá do seu lado o exército brasileiro. Estamos mesmo ferrados pois ela nem dá a minima para o que pode acontecer numa guerra civi.

    ResponderExcluir
  4. Pois é Sr Sakamori, um jornal de grande circulação nacional publicou que a Dilma está sofrendo por estar isolada, sem marido e conviver no palácio apenas com a sua mãe de 92 anos de idade que está doente e por isso sua filha(da Dilma) a está visitando todo dia com medo que ela (Dilma) entre em depressão. Vejam só: esse discurso é para tirar o impeachment do foco de discussão e colocar a Dilma como vítima. Lembram do câncer dela e do Lula? todos se comoveram e eles se beneficiaram da doença. Dilma tem que ser impedida e pronto! o problema da mãe dela não tem nada a ver com o impeachment. Desse jeito Dilma continuará no Planalto/ Temos que reagir enquanto é tempo e desmenti--la perante a Nação brasileira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coitadinha da vaca terrorista!

      Excluir

  5. Para DILMA, para LULA que sempre está por trás de tudo e para o marqueteiro do governo, em tudo que a presidente faz e fala, tem sempre que citar um culpado.

    Nos tempos de LULA o problema era FHC e a elite branca.

    Já na "era Dilma" o problema a ser combatido, era inicialmente, Aécio e a crise mundial, passando agora a ser Cunha e a oposição.

    Quem nada faz para o país andar, preocupa-se tão somente em arrumar um culpado para a desgraça dos brasileiros.

    Aliás, essa é a marca registrada dos incompetentes corruptos.
    Lembremo-nos de Chaves e de Maduro: a grande façanha deles é e será sempre arrumar o culpado da vez para levar a culpa das desgraças da Venezuela.

    Simples assim ...

    ResponderExcluir
  6. O problema do Brasil é que não há comprometimento, nem patriotismo, por parte dos políticos, em relação ao povo.

    ResponderExcluir
  7. Quando lula for preso e dilma cair fora, acho que tudo vai mudar no Brasil.

    ResponderExcluir
  8. "Não se deixe enganar: saiba quais os crimes de que é acusada Dilma Roussef




    O pedido de impeachment apresentado pelos juristas Miguel Reale Júnior, Hélio Bicudo, Janaína Paschoal e Flávio Henrique Costa contra a presidente Dilma está fundamentado em quatro denúncias que implicam, segundo eles, crime de responsabilidade:




    1) A publicação de decretos sem número que aumentaram despesas sem autorização do Congresso Nacional.

    2) A prática das chamadas pedaladas fiscais

    3) O não reconhecimento das dívidas do governo com os bancos oficiais

    4) A possível omissão da petista no esquema de corrupção da Petrobras."

    http://polibiobraga.blogspot.com.br/2015/12/nao-se-deixe-enganar-saiba-quais-os.html

    ResponderExcluir
  9. Ela tanto procurou que achou " Que minta, esperneie, durma mal , mas que o "impeachment' saia e o Temer não assuma !

    ResponderExcluir
  10. Acabou o pesadelo...
    Caiu a ficha...
    O Brasil está falido e o povo irá à miséria em 2016...
    Socorram-se no Foro de São Paulo...

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.