Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Dilma recria CPMF


O governo Dilma, anunciou no final desta segunda-feira, dia 14, o Orçamento Fiscal de 2016, já ajustado com "superávit primário" de  0,55%, correspondente a parte do governo federal, de R$ 34,4 bilhões, para pagar parte dos juros que recaem sobre o montante da dívida pública federal. Isto se todas medias anunciadas forem aprovados pelo Congresso Nacional.

O "superávit primário" é o que o ministro Joaquim Levy vinha prometendo aos interlocutores, no périplo pelas principais praças financeiras do mundo. Assim, pretende o governo Dilma tentar estancar o rebaixamento das outras agências de classificação de risco para o "grau de especulação", após rebaixamento de classificação pela Standard Poor's após desastrada apresentação da peça orçamentária ao Congresso Nacional com "déficit primário" de R$ 30,5 bilhões.

Na proposta apresentada, no lado de cortes, o maior impacto virá do adiamento dos reajustes dos servidores públicos, de janeiro para agosto do ano que vem, que, se aprovado trará economia de R$ 7 bilhões. Em segundo lugar o corte de R$ 4,8 bilhões no Minha Casa Minha Vida. O governo Dilma prevê ainda cortes no PAC no montante de R$ 3,8 bilhões.

No lado de receitas, o governo conta com o DRU (contingenciamento) sobre arrecadação sobre receitas do sistema S e Sebrae em 30%, que corresponde a R$ 6 bilhões. Lembrando que a receita do sistema S e Sebrae são destinados para formação dos trabalhadores do comércio e da indústria. O governo Dilma, equivocadamente, está considerando o DRU como receita da União, o que não é. Governo Dilma pretende utilizar a já famosa "pedalada fiscal" oficializando o "empréstimo".

Do lado dos impostos, a CPMF terá o maior peso, representando arrecadação de R$ 32 bilhões. A recriação da CPMF extinto em 2007, deverá ser feita via Medida Provisória para entrar em vigor na data da edição, no menor prazo possível. Para justificar a recriação da CPMF, disse o ministro da Fazenda Joaquim Levy que "Vivemos um momento difícil em que o governo tem de ajustas muitas coisas e quer a participação de todos para a recuperação do País".

Há visível discordância sobre medidas tomadas pela Dilma por parte dos membros do PMDB. De coisa pensada, os 4 ministros do PMDB que participam do governo Dilma estão em viagem com o vice Michel Temer à Rússia, com desculpas de assinar acordos comerciais com aquele país. Até o fechamento desta matéria, nem o presidente do Senado Renan Calheiros e tão pouco o presidente da Câmara Eduardo Cunha, ambos do PMDB, tinham manifestado sobre a recriação do CPMF. 


Politicamente, a recriação do CPMF será como que o pá de cal na sepultura do governo Dilma. Governo Dilma já não existe mais!

Pró impeachment  <~~~ Acesse e assine a petição.

Ossami Sakamori












9 comentários:


  1. Só quero ver a recriação da CPMF, o maior deslize do governo Dilma, ser minimizada por Lula, assim como ele fez com o rebaixamento.

    Se bem que com Lula, Dilma e o PT, nada tem nexo, o que era excelente ontem, hoje não tem valor algum.

    Tão sem valor assim como todos do partido deste governo.

    ResponderExcluir
  2. Relato perfeito! Espero que seja o último ato desta presidente incompetente e corrupta ! Pá de cal já !!!!

    ResponderExcluir
  3. Colocação perfeita. Fazem alguns dias que neste blog fomos preparados para estes acontecimentos que culminou ontem com mais este estelionato eleitoreiro da Pres Dilma. Um assalto aos nossos bolsos, onde na verdade só nós seremos sacrificados, porque nos bolsos dos parlamentares, Ministros, funcionários do executivo, nada Goiás mexido. É como digo sempre: O Congresso e a Câmara Federal foram criados para legislar em causa própria, e o povo brasileiro, trabalhador, decente que se busquem. Cada o Deputado Eduardo Cunha marrento que ia colocar pra dentro o impeachment da Dilma? Documento engavetado e ele calado. Quando for trancando pela Java jato, também deve dizer que não sabia de nada. Bom dia!


    ResponderExcluir
  4. Viva a CPMF! Vamos todos ajudar a construir um Brasil novo

    Maycom Géquiçom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com toda a compreensão e amizade, vai para tua PQP. Vai, mêzêfio, vai indo e quando chegar nem é preciso bater na porta, vai entrando e fica aguardando.

      Excluir
    2. Para que palavrões? Calma! Paga o cineminha e vai cobrar só um cadim, segundo o Levyzinho

      Rilari Quelinton

      Excluir
  5. “É muito fácil governar aumentando impostos para compensar a má gestão pública.”

    Sebastião Wanderley

    ResponderExcluir
  6. Eu sempre escrevo a mesma coisa. O PT aproveita da bonança e quando esta acaba, deleita-se no caos financeiro deixando que outros paguem a conta dele(PT). É o mesmo que um grupo chegar em um restaurante, e com todo respeito e sem levantar suspeitas, pede o cardápio, come, bebe à vontade e na hora de pagar, promove uma briga generalizada e enquanto chamam a policia esse grupo sai de fininho sem pagar a conta. Se for identificado e for chamado à delegacia, dará uma desculpa qualquer.e entrará em acordo com o dono do restaurante que para não sair no prejuízo aceitará qualquer coisa. É assim, o PT. Por isso, com 7% de aprovação, sem moral e sem apoio político, Dilma ainda arrocha o povo. Se passar no Congresso, estaremos ferrados e se não, ela tenta outra coisa e se for impedida de governar, não devolverá nenhum centavo à Nação e voltará para a Bulgária com a "bruaca" cheia.

    ResponderExcluir
  7. A Pizzaria Brasil nunca fecha as portas,com atendimento 24 horas.
    Aos amigos da rainha,as benesses da Lei,aos inimigos,os rigores dela.
    Desde sempre foi assim...

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.