Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Deu início ao impeachment da Dilma!


A Câmara dos Deputados deu início hoje, o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O deputado Mendonça Filho, DEM/PE, intempestivamente, no final da votação da Medida Provisória que aumenta o comprometimento dos empréstimos consignados de 30% para 35%, apresentou como questão de ordem a iniciativa que abre o caminho para o processo de impeachment da Presidente Dilma. 

A iniciativa pegou a liderança do PT, de calças curtas. Ocuparam a tribuna as principais lideranças do PT e do PC do B, acusando a iniciativa do deputado Mendonça Filho de "golpe". O PT apresentou o velho discurso de "golpe contra a democracia", o fato de pedir o impeachment antes do final do mandato da Dilma, que está previsto para 31 de dezembro de 2018. Os deputados do PT, baseiam a "legitimidade" do mandato, a conquistado do poder pelo voto popular.

 A oposição composto sobretudo pelo PSDB, DEM, PPS, SD e PP apresentaram argumentação da legitimidade do pedido de impeachment baseado no "crime de responsabilidade" que teria cometido pela presidente Dilma. Segundo a oposição está previsto a possibilidade de impeachment na própria Constituição. Reagiu a oposição sobre o "golpe" argumentado que o pedido de impeachment já tinha sido formulado pelo próprio PT contra o presidente Fernando Henrique no segundo mandato. Lembraram também a oposição o pedido de impeachment contra presidente Collor, apoiado pelo próprio PT.

O presidente da Câmara dos Deputados, anunciou que encaminhará o pedido de questão de ordem do deputado Mendonça Filho à Comissão de Constituição de Justiça, para analisar a legalidade do pedido. Deu para perceber que isto tudo aconteceu no final da votação da Medida Provisória sobre o aumento de comprometimento dos empréstimos consignados, numa clara "jogada ensaiada" (previamente combinada) entre os partidos da oposição e o próprio Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados. 

A partir de amanhã, começa o longo e penoso processo de impeachment da presidente Dilma, oficialmente, iniciativa que parte da Câmara dos Deputados. A votação final do pedido de impeachment deverá ser colocado em apreciação nas duas casas do Congresso Nacional, sendo necessário voto de maioria absoluta dos parlamentares, em votação aberta. O processo é longo e penoso. Demandará no mínimo 60 dias até a votação no plenário do Congresso Nacional.

Diante do início efetivo do pedido de impeachment da presidente Dilma, creio muito pouco provável a aprovação do PEC da CPMF.  Sendo assim, o Orçamento Fiscal de 2016, vai embolar no meio do campo. Em consequência a apreciação do Orçamento Fiscal de 2016 deverá avançar para o próximo ano. Nestas circunstâncias, fica difícil reverter a classificação de risco Brasil pela Agência Standard Poor's e impedir que as outras agências, também, reclassifiquem o risco Brasil para o "grau de especulação".

Vamos marcar, dia 15 de setembro de 2015, deu início ao pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, formalmente.

Ossami Sakamori














18 comentários:

  1. Sakamori:

    Hoje estamos começando a passar o Brasil a limpo.

    Esta iniciativa do deputado Mendonça Filho, DEM/PE, precisa ser o marco mais importante da história política de nosso país nos últimos tempos.

    Assim como o período de governo dos militares marcou nosso passado, o nosso futuro começou a ser diferente com esta intempestiva iniciativa.

    Bem vindos novos tempos !!!

    ResponderExcluir
  2. Então. Até ontem a ideia era Eduardo Cunha rejeitar o pedido de impeachment da Dilma feito pelo jurista e um dos fundadores do PT, Hélio Bicudo. Em seguida, um dos Parlamentares pediria para reabrir o processo e este iria para votação simples na Câmara que seria então aprovado. Dessa forma, o ônus não ficaria só com Eduardo Cunha.
    Agora, mudou tudo. Vamos acompanhar. O importante é que a Dilma saia do Planalto.
    Em tempo, há um pedido de cassação do registro do PT. Eu já assinei. Ver no Link abaixo:
    http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR80923

    Outra novidade é que a filha de Roberto Jeferson, deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) é autora de uma PEC. Ver abaixo um trecho:

    "O Presidente da República, os Governadores de Estado e do Distrito Federal, os Prefeitos e quem os houver sucedido, ou substituído no curso dos mandatos poderão ser reeleitos para um único período subsequente, sendo proibida, a reeleição por períodos descontínuos"
    Link da notícia:
    http://coturnonoturno.blogspot.com.br/2015/09/vem-ai-pec-lula-nunca-mais.html
    Isso significa que se a Pec for aprovada Lula, por ex:, não poderá se candidatar em 2018.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assinei e estou divulgando.
      Que dia 15 de novembro nos traga boas novas!

      Excluir
  3. Ossami ,Helio Bicudo também esta formalizando a pedido de Eduardo Cunha entendo que o objetivo é ter em mãos um pedido que não de margens a nenhum dos poderes de "contra-argumentação" evitando assim os que procuram na lei e entrelinhas motivos que faça com que o pedido não sofra impedimento algum. Nesse sentido , Cunha é inteligente. Vamos aguardar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pedido de impeachment do Mendonça Filho está baseado no pedido do Hélio Bicudo. Mendonça cuida da parte formal da tramitação nos meandros da Câmara dos Deputados.

      Excluir
    2. O problema é que se o PT sair, o PMDB assume!!! :(

      Excluir
    3. Alguém há de encontrar um meio legal para impedir essa mulher de botar o Brasil debaixo do braço e coloca-lo à venda para a Bolívia ou Venezuela. Ela é louca!

      Excluir
  4. e como dizia minha mae a justica tarda mais nao falha nos cidadaos brasileiros vamos ficar na esperanca de nos livrar destes bandidos e ladroes chefiados pelo senhor lula que foi o mentor de tudo isso esta na hora de passar o brasil a limpo que deus nos abencoe a todos

    ResponderExcluir
  5. Formidável!
    Aguardemos o 15 de novembro/15.

    ResponderExcluir
  6. Manobra,após manobra,os corruptos instalados no poder,vão postergando sua saída,que nunca ocorre,para tristeza do povo brasileiro.

    ResponderExcluir
  7. Finalmente o dia tão esperado chegou !. Agora é torcer para que o !impeachment"seja aprovado e o Brasil se liberte do jugo opressivo e poder do PT.

    ResponderExcluir
  8. Espero que tenhamos mais sorte e que possamos mudar o nosso Brasil!! VAMOS MANDAR PRA RUA ESTES ABUTRES DO NOSSO USADO LABOR!!!

    ResponderExcluir
  9. Espero que tenhamos mais sorte e que possamos mudar o nosso Brasil!! VAMOS MANDAR PRA RUA ESTES ABUTRES DO NOSSO USADO LABOR!!!

    ResponderExcluir
  10. Huruuuuuu!!!!!!!!!!
    ...........................................................................................................
    @diariodopoder
    Faltam só 22 deputados para iniciar impeachment
    Câmara já contabiliza 286 dos 308 votos para afastar de Dilma

    Link:http://www.diariodopoder.com.br/noticia.php?i=40055745538

    ResponderExcluir
  11. O PT apresentou o velho discurso de "golpe contra a democracia", o fato de pedir o impeachment antes do final do mandato da Dilma, que está previsto para 31 de dezembro de 2018. Os deputados do PT, baseiam a "legitimidade" do mandato, a conquistado do poder pelo voto popular.

    DISCURSO COMPLETAMENTE CADUCO DO PT, PQ O BRASIL E O MUNDO SABE QUE AS ELEIÇÕES VIA URNAS ELETRÔNICA FOI FRAUDADA.
    Mesmo tendo me decewpcionada com os Pernambucanos nas últimas eleições por votarem erroneamente, não me surpreendeu o Deputado Mendonça Filho, que substituiu Jarbas Vasconcelos quando era Vice Governador, portanto, foi meu Governador, por sua vida digna, compromisso com a coisa pública, e a não aceitação nem ter compactuado jamais com o PT.
    Ficou feliz pelo ato deste Pernambuco que me representa, esperando sinceramente que nos livremos destas ervas daninhas, destruidoras que hoje acabam com nosso país.
    Você Mestre Saka cantou essa pedra, e de novo, fez um gol de placa.
    Vamos juntos em direção ao país que desejamos.
    Boa tarde!

    ResponderExcluir
  12. Petista, Comunistas e Psolistas defendendo democracia já seria motivo para dar cabo destes partidos. Agora, elles querem que se peça impeachment depois de findado o mandato? kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  13. Essa dissimulada comprou a camarilha toda de Brasília,para blindá-la e deixá-la sossegada,como rainha da mulamba,que alguns chamam de Brasil.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.