Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Opção para Dilma é renúncia ou impeachment !





Eu já estava com 17 anos completos quando Jânio Quadros renunciou ao cargo de presidente da República. Lembro-me que ele foi eleito ao cargo com votação expressiva, que marcou história à época. Jânio renunciou porque não conseguiu maioria no Congresso Nacional. Diziam que ele tentou dar golpe, de permanecer no poder com mais força, com o apoio da população. O gesto da renúncia não deu certo para, eventual, recondução ao cargo através das mãos do povo. Jânio Quadros renunciou no dia 25 de agosto de 1961.


Lembrei-me da história contada do outro presidente, o Getúlio Vargas. Getúlio assumiu o poder em 1930, através do golpe de Estado contra o presidente Washington Luís. Fechou Congresso Nacional em 1937 e governou o Brasil até 1945. Em 1950 voltou ao poder através de eleições democráticas.  O que se sabe que os seus últimos dias do governo foram marcados por forte pressão política por parte da imprensa e dos militares. A situação econômica do País não era positiva o que gerava muito descontamento entre a população. Getúlio Vargas suicidou-se no dia 24 de agosto de 1954.


Outro presidente que guarda semelhança com a presidente Dilma foi o Fernando Collor, eleito pelo voto popular e tomou posse em 15 de março de 1990. Promoveu o confisco da poupança e depósitos à vista. Ele foi arrogante e prepotente. Denunciado pelo irmão Pedro Collor pela corrupção no seu governo, mediante achaque aos empreiteiros de obras públicas e teve seu impeachment aprovado pelo Congresso Nacional e teve seu mandato cassado em 29 de dezembro de 1992. Não houve convocação de novas eleições porque já havia transcorrido havia 2 anos da sua posse. Assumiu o seu vice Itamar Franco.


Dilma Rousseff guarda, de certa forma, semelhança com os três presidentes citados. Os três foram arrogantes, individualistas e com personalidades doentias.  Dilma é arrogante, individualista e tem personalidade doentia, semelhante aos presidentes que não terminaram seus mandatos. O quadro que se apresenta no momento político é muito semelhante às situações vividas pelos presidentes nominados. 

Aos que não acreditam na renúncia ou no impeachment é bom saber que a história brasileira já viveu situações semelhantes.  Não é primeira vez que acontece!

Não há escolha para Dilma: renúncia ou impeachment !

Ossami Sakamori



18 comentários:


  1. Pois é...
    ...renúncia ou impeachment !
    E de quebra, o ladrãozão e sua cria começam a ter ameaças reais de cadeia...

    ResponderExcluir
  2. Está louca!

    "Dilma diz não temer impeachment

    Segundo a presidente, a Petrobras ‘é a pátria com as mãos sujas de óleo’

    Em entrevista ao jornal mexicano “La Jornada”, publicada no último domingo, 24, a presidente Dilma Rousseff falou sobre as manifestações recentes contra o seu governo e pelo impeachment. Na véspera de sua primeira visita de chefe de estado ao México, ela disse não temer um processo de impeachment, que, para ela, não tem base real.

    (...)"

    http://opiniaoenoticia.com.br/brasil/dilma-diz-nao-temer-impeachment/

    ResponderExcluir
  3. De fato não há novidade debaixo do sol. O que é, já foi bem antes de nós.

    ResponderExcluir
  4. Sakamori-sam,
    Suicidio tambem é opção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yes, yes, yes!
      Deus lhe ouça. A cadela vagabunda já deveria ter se matado há tempos, se tivesse vergonha no focinho de vagabunda.

      Excluir
  5. Eu também vivi essas épocas . Sou pela renúncia dela já e que ela junto o Luladrão e o P)T.

    ResponderExcluir
  6. Deus lhe ouça Professor Sakamori! alguma coisa há de acontecer q afaste esta mulher do governo de nosso amado Brasil e de quebra leve o Lula junto para sempre, adeus Dilma, adeus Lula, adeus PT! Amém!

    ResponderExcluir
  7. Dilma não renunciará. Ela não é tão boba como parece. Tanto é que cometeu vários crimes quando era guerrilheira e está aí sem ser punida por causa da Anistia. E não mudou pois como Presidente está atrapalhando o desenvolvimento do Brasil. Enquanto a oposição bate cabeça sem decidir o que fazer, Dilma viaja tranquila como se nada de ruim estivesse acontecendo no Brasil. Enquanto isso, a nossa dívida interna (eles gastam e nós pagamos) já ultrapassa a casa dos 2 trilhões. Concluindo, Dilma não renunciará, e um impeachment será difícil com as Instituições aparelhadas pelo PT e a fome dos parlamentares por dinheiro e cargos; haja visto as ditas "pedaladas fiscais da Dilma". Dilma errou e o Congresso também pois foi ele quem aprovou a lambança a trovo de verbas.

    ResponderExcluir
  8. Acredito que a renúncia ou impeachment seja mais um desejo, hoje, da maioria da população. O que veremos? Veremos um governo fraco por quase 4 anos que estão por vir. Enfim, haverá muito desgaste e aborrecimentos mas não vejo renúncia ou condições políticas para o impeachment.

    ResponderExcluir
  9. Acredito que a renúncia ou impeachment seja mais um desejo, hoje, da maioria da população. O que veremos? Veremos um governo fraco por quase 4 anos que estão por vir. Enfim, haverá muito desgaste e aborrecimentos mas não vejo renúncia ou condições políticas para o impeachment.

    ResponderExcluir
  10. Essa guerrilheira e sua troupe estão empoleirados no poder e ninguém os tirará de lá.Mentem para mostrar à comunidade internacional que tudo está bem.Só uma denúncia para a ONU ou alguma organização interplanetária,para que o mundo saiba o que se passa aqui.O mais é mera conversa mole para boi dormir.

    ResponderExcluir
  11. Com o País aparelhado e um saco de gatos chamado congresso, impeachment precisa ser votado por 354 deputados. Oposicionistas mesmo, 1/5 disto. O Senado conta com +- 10. Por esta via não acontecerá. Renúncia para quem tem senso crítico distorcido e um Partido que é fiel, vai sangrar até o fim do mandato.

    ResponderExcluir
  12. Antonio Ribeiro Pimenta26 de maio de 2015 15:43

    Esperamos, nós brasileiros, anciosos por este dia. Que não esteja muito longe. Deus tem a sua hora. Não vivi no tempo do Getúlio, mas para mim, esta mulher é pior do que os três juntos.

    ResponderExcluir
  13. A Dilma é laranja do Lula. É uma situação diferente, mas vamos aguardar até 2017/2018.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até 2017/2018 o Brasil terá outro nome,não existirá mais...

      Excluir
  14. Desde que saia, a cadela vagabunda pode ir para a puta que a pariu!

    ResponderExcluir
  15. Fabi bsb : quem defende essa guadrilia de petralia so pode ser doido ou recebe algum beneficio do governo. Povo traira deveria se envergonhar de ter votado nessas desgracas.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.