Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Impeachment da Dilma, já!


A presidente Dilma manda para o Congresso Nacional Medida Provisória propondo nova fórmula para cálculo do superávit primário. A Dilma determinou à equipe econômica e os parlamentares da base do governo para aprovação da MP. Dizem, até os parlamentares mais ortodoxos, que a geração do superávit primário não é "dogma". Mas, para mim e para o conjunto da população é!

Diante da evidência de não poder gerar o superávit primário, isto é receita menos despesas positivo, cria-se uma nova fórmula para que os números apresentem positivos.  Na minha opinião, o governo poderia ter apresentado ao povo brasileiro a verdadeira situação da caixa do Tesouro, ao invés de superávit primário poderia sim ter apresentado o deficit primário, contrariando a previsão orçamentária. Ficava mais bonito.

Para leitor leigo entender, o superávit primário é o dinheiro que o Tesouro faz sobrar para pagar pelo menos parte dos juros da dívida pública, no caso, da União.  Se não sobrou dinheiro para pagar parte dos juros, paciência.  Se precisou tomar dinheiro emprestado do mercado para cobrir o déficit orçamentário, paciência também. 

A Dilma, poderia ter pedido ao Congresso Nacional para ajustar o Orçamento da União de 2014, fazendo correção substituindo o superávit primário pelo déficit primário.  Esta medida seria mais coerente e transparente.  A Lei da Responsabilidade Fiscal criado pelo FHC, impõe que o Executivo cumpra o Orçamento Fiscal aprovado no ano anterior. Diante do fato consumado, de não poder gerar o superávit primário, seria mais coerente retificar o Orçamento da União para 2014 do que criar uma gambiarra que foge a "dogma" da Lei da Responsabilidade Fiscal.

A Lei da Responsabilidade Fiscal impõe que o Executivo não pode gastar mais do que arrecada para não provocar a inflação com emissão de moeda ou emissão de títulos do governo para cobertura de gastos não cobertos pela arrecadação.  Isto é dogma, sim. Isto é que, em tese, mantém a inflação sob controle.  Quebrar esta dogma é como colocar uma mulher na vida fácil.

O que a Dilma propõe é que não considere como gastos do governo, pela Medida Provisória, os investimentos em obras do PAC e desonerações fiscais.  

Vá lá que os investimentos em  obras de infraestrutura possa m ser excluídos dos gastos do governo, mas colocar as desonerações de impostos, fictícios, é um golpe, um verdadeiro 171.  As desonerações das folhas de pagamento foram substituídos pela oneração de PIS sobre o faturamento.  O que deixou de arrecadar com uma mão, arrecadou com outra mão.

O problema maior de tudo isto é que a Dilma, na prática, está colocando a "dogma" da Lei de Responsabilidade Fiscal na a lata de lixo.  A Lei de Responsabilidade Fiscal é "dogma" para qualquer governo responsável. Todos os governos do primeiro mundo, obedecem a "dogma" da Lei da Responsabilidade Fiscal, sob uma forma ou outra.

Curiosamente, todos os governos que entraram em "default", como Irlanda, Portugal, Grécia e Espanha, ousaram fugir da "dogma" da Lei da Responsabilidade Fiscal. O Brasil entrará neste rol, após a aprovação da Medida Provisória.

O maior perigo, não está propriamente em detalhe de considerar ou não os investimentos do PAC e desonerações dos cálculos do superávit fiscal.  Na prática, a Medida Provisória autoriza o governo a "emitir" moeda ou títulos de dívidas para realizar os gastos, por enquanto dos investimentos do PAC.  A "emissão" desenfreada de moeda ou títulos é que marcaram as "hiper-inflações" do passado. O Brasil caminha celeremente para o inflação desenfreada, se não tomar urgente medidas que contrapõe à MP.

A continuar deste jeito, o melhor mesmo é pegar o "boné" e se mandar para um País mais sério.  O Brasil, infelizmente, já foi. O Brasil vai experimentar novamente, a hiper-inflação. O Brasil no médio prazo vai entrar em "default".  O Brasil, não aguenta os 4 anos do governo incompetente e irresponsável da Dilma. 

Dilma ficou louca! Impeachment já!

Ossami Sakamori


9 comentários:

  1. É Mestre, maquiar os números para contarem com o apoio da mídia comprada, pq só enganam a eles, a mais ninguém. Também acho que o país não suporta 4 anos de PT, caminhamos para a inflação igual a dos nossos vizinhos venezuelanos.Quem puder reconstruir a vida em outro país, vá, não é o meu caso.

    ResponderExcluir
  2. Paparicada, Dilma está hospedada em hotel com diária de mais de US$ 30 mil no Qatar - InfoMoney
    Veja mais em: http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/3689383/paparicada-dilma-esta-hospedada-hotel-com-diaria-mais-mil-qatar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Despesa que pagará com cartão corporativo, com sigilo do Estado.
      Assim, até eu quero!

      Excluir
  3. Q eu saiba foi convida!!! E na comitiva...a filha!

    ResponderExcluir
  4. Presidente da República, por questão ética e moral, não deve aceitar que alguém pague a conta. A não ser convites oficiais com despesas pagas pelo País que formulou o convite.

    Questão ética e moral.

    Ossami Sakamori

    ResponderExcluir
  5. Impeachment?
    Acompanho as postagens do admirável prof. Sakamori e comentários. Hoje OBSERVO, como num Jogo de Xadrez as peças começam a se mover.

    O rei-astuto Lula, a rainha-presidente mentirosa, apesar de fraca é respeitada, Mantega, Tofolli (STJ) e demais integrantes (da corja) e peões da facção, estão com o jogo completamente dominado... .
    E o adversário? a Oposição. Ainda é incógnita, não está formada. O cargo real está vago.
    O Aécio surge forte, como o Cavaleiro da Esperança da oposição.
    A Marina, fora do jogo, porem é uma peça importantíssima "no futuro" para a oposição, pois tem abrangência nos jovens e adolecestes, nos bastidores e na mídia.
    Surge tambem um Bispo ferrenho: Henrique Alves, pres. da Câmara, "mordido" porque foi retirado do jogo sorrateiramente pelo próprio Lula, mas ainda estará no tabuleiro até dez/2014 e ainda pode surpreender, porque está com "as cartas na mão".
    E tambem está se posicionando uma Torre (Eduardo Cunha, líder do PMDB e oposicionista, articulador, que está despontando e é muito mais forte do que aparenta) porem ainda não pode entrar em cena, para evitar o ataque e aniquilação prematura.

    Se os três SE UNIREM (o lider "Cavaleiro", o Bispo "com o jogo na mão" e a Torre articuladora de bastidores) podem sim, PREPARAR o jogo já para o início de 2015.
    O FernandoHenrique é estrategista, poderia se posicionar como Rei-mentor junto "ao povo" (infelizmente bastante idiotizado) se usar a "linguagem do povo" para ser compreendido.
    E a Rainha, guerreira, é a própria "SOCIEDADE" que começa à se articular, e fortalecida, à pressionar, conscientizar e chamar seus peões: é quem dará o TOM da batalha pela frente. (Por isso querem calar a imprensa, meios de comunicação e a internet).
    O Aécio como "Cavaleiro de Honra", representante da oposição, carregando a bandeira, para preparar e mover as peças no tabuleiro. Juntamente com a Rainha, poderão atuar poderosamente nos bastidores e na mídia.
    E tambem assume o novo Bispo, ferrenho, necessário dentro tabuleiro, o líder do PMDB, Eduardo Cunha. Este, figura decisiva, merece atenção pois, à revelia, independente "do chefe" já está articulando unir a oposição e ser presidente da Câmara (que o colocaria como 3º na linha sucessória). Pode surgir daí uma dobradinha: o Cavaleiro comandante-líder e o Bispo estrategista-articulador (como foi Sarney-FHC) e democraticamente se fortalecerem ambos como sucessores...
    Isso porque ainda falta a Torre, líder forte, de conhecimento, articulador e aglutinador da oposição. (Não consigo perceber "quem" poderia ser aTorre oposicionista)
    MAS... tem muita gente boa, apesar de regionalistas, começam a ter visão do todo... E esse "fenômeno" começa tomar forma e força, e está sendo definido como "blocão dos rebeldes" pelo próprio "preocupado" planalto que tenta desarticulá-los. Isso sinaliza que que o "blocão dos rebeldes" pode ser o elemento aglutinador e a tão esperada Fortaleza (Torre) da Oposição no congresso.
    (continua)

    ResponderExcluir
  6. (Continuação)
    - Um complicador é o Vice Michel Temer: uma INCÓGNITA!
    Considerado o mais influente nos bastidores do congresso. Poderia ocupar o cargo de Rei-articulador ou de Torre, mas não se posiciona!
    Aliás, prefere ser Peão do governo do PT do que agir como articulador da oposição (rabo-preso?, cúmplice?, traidor?)
    É a "pedra no caminho", pois esse lugar seria dele, mas teria que se DESVINCULAR totalmente do governo PT, inclusive ser líder oposicionista (o que não acredito!). E se não o fizer, deverá ser considerado como adversário.
    Se for comprovada a fraude nas urnas ou uso de dinheiro público nas campanhas, pode ser caso de impeachment imediatamente.
    Então o VICE Temer assume... E, em que posição: apoiador e integrante do PT ?! Favorecido e continuísta do PT?! - é trocar 6 por meia dúzia! e LUTAR pra tirar lixo e colocar lama-suja.
    Assim, como "cargo" do Rei está vago; a Rainha ainda não tem o objetivos definidos nem visão clara do conjunto; e, ainda a Torre "articuladora" está começando a se formar, fica difícil se expor AGORA!
    Principalmente num cenário com adversário bem posicionado, articulado, muito perigoso e com dominio total do tabuleiro, pois o quadro que se "avizinha" para 2015 é terrível.
    Então... É loucura ir para luta já e ainda desfalcados.
    Agora é hora de definir objetivos e metas claras. É hora de posicionar URGENTE as peças...
    Como? Mobilizando-se como puder, mandando e-mails, redes socias, não se conformando, não esquecendo, esclarecendo, pegando no pé e denunciando toda e qualquer falcatrua, denunciar desvios, conscientizando os mais simples e sem acesso a informação, cobrando posicionamento de líderes e se unir com objetivo claro e determinado...
    E, partir daí abalar esse vergonhoso e perigoso regime autoritário, acabar com a "compra" cargos políticos, colocação dos comparsas políticos no poder e estatais, acabar com pagamentos milionário governamentais a sindicatos, MSTs e MTST, UNES e UJS, seus militantes desocupados. Evitar a"manipulação de gente simples" em troca de cesta-basica, passando essa função para entidades civis, religiosas ou educacionais...
    ...
    Enfim, tabuleiro Brasil deverá estar composto no inicio de 2015 e com TODAS as peças colocadas para iniciar o mover das peças, se quisermos VIRAR e GANHAR esse jogo...

    ResponderExcluir
  7. Diabólica!

    O nosso PIB sinda no reinado do lula, foi artificialmente aumentado em 2% para as contas ficassem fabulosas e seu calculo foi profundamente remodelado.

    A Historia repete-se.

    ResponderExcluir
  8. Evolução gradativa e bem tranquila para o nosso total descalabro econômico.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.