Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 8 de novembro de 2014

Brasil está pato manco!


Achei muito interessante o termo usado pelos americanos para retratar a situação do Obama com o Congresso americano, dominados pelo partido da oposição, no caso o Republicano. Os americanos descrevem esta situação inusitada de "pato manco" ou "lame duke".

Num contexto diferente ao do Obama, vou utilizar o termo "pato manco" para a situação do Brasil. Nós descrevemos a situação como aquela que "se corre o bicho pega, se para o bicho come". É como dizer que a própria situação econômica do Brasil coloca a presidente Dilma na parede para dar solução para os problemas econômicos que estão aflorando à superfície. 

O governo do PT, ao longo de 12 anos de mandato, com o objetivo de atender a população carente no primeiro momento, praticou política econômica que priorizou o mercado interno. Para expandir o mercado interno incentivou e liberou mecanismo que facilite o endividamento da população. Quando o PT pegou o governo o índice de endividamento da população estava em 18% do PIB. Hoje, o endividamento da população passa de 60% com cerca de 54 milhões de pessoas inadimplentes.  Isto é apenas o contexto que vou descrever na sequência.

A presidente Dilma, executa a mesma política do seu antecessor, o Lula. Pior, executa a política econômica com grave "erro sistêmico". Isto já disse há 2 anos atrás, mas vou continuar defendendo a mesma tese.  A presidente Dilma pratica política econômica (sic), se é que tem, baseado em "valorização do real" e no "engessamento das tarifas administradas" entre outras distorções. Na campanha eleitoral, a Dilma prometeu não mexer nos eixos da sua política econômica (sic). 

Os dois componentes da política econômica, a do "cambio" e das "tarifas" dão sustentação popular ao governo. Presidente Dilma não governa com o objetivo de promover desenvolvimento sustentável do Brasil. Dilma governa, tão somente, com o objetivo de manter ela própria e o seu partido, o PT, no poder. As distorções praticadas ao longo de 12 anos no poder, os presidentes Lula e Dilma, criaram no Brasil a situação que denomino de "pato manco". 

O povo brasileiro acostumou-se com o "real valorizado" e "tarifas públicas engessadas". Os mais pobres acostumaram com os benefícios do Bolsa Miséria ou receber sem trabalhar. Os mais sortudos empresários acostumaram com os benefícios do Bolsa Empresário, via empréstimos subsidiados. Sim. O pato brasileiro acostumou-se a andar com as pernas mancas, as duas. 

A sensação de poder de compra proporcionado pelo "real valorizado" e "tarifas públicas engessadas", apesar de uma distorção criada pela Dilma, traz "sensação do bem estar" e "sensação do poder de compra".  Isto, dito em outra forma, o Lula e Dilma acostumaram o pato do povo brasileiro andarem com duas pernas mancas, mas sem aperceber de que um dia vem "conta para pagar".  O povo brasileiro virou o pato da Dilma. 

O povo brasileiro, o pato manco, "navega" na situação criada equivocada e propositadamente, podendo "viajar de avião", podendo "fazer viagens ao exterior", comprar veículos com os créditos de longo prazo, queimar gasolina "barata".  O Brasil tem renda "per capita" muito baixa em relação aos países desenvolvidos, no entanto vivemos como se tivéssemos a renda e riqueza daqueles países. Este filme já assistimos no Plano Cruzado do Sarney. 

O que eu digo, a imprensa não tem coragem de dizer. O governo tem medo e a imprensa tem medo de mostrar a verdadeira situação do País. Ninguém diz a verdade para o povo, "pato manco".  Eles, o governo e a imprensa, sabem de que o povo prefere o "bem bom" e andar manco do que encarar a realidade e desenvolver sustentavelmente, com edução, saúde e segurança pública. O "pato manco" prefere viver de "ilusão".  

O "real valorizado" ou o "dólar desvalorizado" já causou desindustrialização do País. O Lula pegou o governo com a participação do setor industrial em 26% na formação do PIB. Hoje, o setor industrial responde por pouco mais de 12% do PIB. Com o "real valorizado" os produtos manufaturados brasileiros perderam competitividade no exterior. No sentido contrário, os produtos importados, sobretudo da China, tomaram conta do mercado brasileiro. Muito fácil culpar os chineses. Por que não fazemos dever de casa, primeiro?

Os principais produtos de exportação estão com preços defasados, não tão somente aos preços dos commodities no mercado internacional, mas sobretudo pelo "real valorizado" ou "dólar desvalorizado". Fazemos exatamente o contrário dos chineses, que trabalham com o "yuan desvalorizado" para conquistar o mercado internacional. Não é tão estranho que além de produtos manufaturados compramos feijão preto dos chineses. Isto é apenas amostra de que somos, também, pato manco dos chineses.


O governo PT tem medo de apresentar a situação real do País para o povo brasileiro, "pato manco". Mas, tem um ditado que diz que não tem almoço grátis, uma hora vem a conta para pagar. A conta será salgada, porque terá que fazer o realinhamento dos preços e tarifas simultaneamente à "desvalorização do real" ou a "valorização do dólar".  Isto é o custo do "erro sistêmico" da política econômica (sic) da Dilma. À essa altura, que é o "pato manco" é a própria Dilma.

A questão não é só trocar de ministro. Não adianta tirar o Mantega e Tombini e colocar outros "notáveis" à frente da Fazenda e do Banco Central. A questão não está circunscrito a troca de nomes. Não temo como Dilma corrigir o "erro sistêmico" da política econômica sem mexer com os pontos fundamentais que a questão do "real valorizado" e das "tarifas públicas engessadas".  Se Dilma não fizer, ela e o povo continuarão como os "patos mancos".  

Sinceramente, creio que a culpa de sermos os "patos mancos" não é da Dilma, mas sim de nós próprios acreditarmos na boa fé da presidente da República.  Nós, incluído a imprensa brasileira, somos responsáveis para o Brasil continuar "pato manco".  A verdade terá que ser dita, com todas as letras. 

Nota: Na última vez que escrevi sobre o "pato manco", fecharam 2 perfis no Twitter e recebi muitas mensagens de baixo nível. Espero que desta vez, não venha acontecer as mesmas coisas. 

Ossami Sakamori








14 comentários:

  1. Excelente comentário, Sakamori!
    Parabéns,

    Eli
    ("pato manco" de Ribeirão Preto)

    ResponderExcluir
  2. Ei Saka, com esse excelente comentário se fecharem seus perfis, realmente pouco nos resta a fazer a não ser mancar, e cada dia mais, mas pela atual situação brasileira de anarquia governamental, penso que quem virou PATO MANCO de si mesma foi a propria presidente como disse vc.Na ânsia de continuar governando, deixa o pobre cada vez mais pobre mas com vontade de ficar rico e é aí que mora o perigo, promete e não consegue cumprir. Não consegue gerir o que gasta e se torna escrava do sonho induzido, não estudado e não cumprido. Acho que mancar agora faz bem para ela e para o Lula

    ResponderExcluir
  3. Achei quase perfeito o texto meu amigo. Faltou só dizer que o povo "pato" é deficiente visual! Ou até deficiente intelectual, que é mais grave. Abraço e novamente parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  4. Excelente texto! Continue expondo seus pensamentos e anseios, mesmo que seja penalizado, o que é lamentável, porém, não nos surpreende em se tratando desse desgoverno corrupto.
    Só discordo de uma coisa:"todos acreditarmos em Dilma".Jamais acreditei nela e no PT. O povo interesseiro e leviano bem como a imprensa são os grandes responsáveis por essa abominável situação.Infelizmente no Brasil falar a verdade é crime e a pessoa se torna alvo de perseguições.

    ResponderExcluir
  5. A única culpa dos brasileiros é deixar a política na mão de aventureiros. Precisamos nos candidatar, nos enfiarmos nos partidos políticos e começar a tomar conta do país. Por enquanto 99% é só aproveitador, não vejo ninguém patriota cuidando da coisa pública. Não da mais para aguentar essa turma.

    ResponderExcluir
  6. Já comentei aqui no ano passado, no início deste ano, logo após as eleições, e agora de novo.

    A situação é essa mesma, mas o Brasil é muito forte. Tanto que aguentou o tranco todo e mesmo manco reelegeu a Dilma, como eu falei que seria reeleita. A ficha ainda não caiu para a maioria.

    Passaremos 2014, seguindo neste ritmo sobrevivemos a 2015, mas a conta chega em 2016, mais tardar 2017. E o rumo que será escolhido é que é o problema.

    E o mais grave, como uma doença sistêmica, quanto mais tempo demora a ser tratada, mais sequelas ela deixa. O prazo para sair sem maiores problemas foi no início do segundo semestre de 2013, mas aí começou a campanha eleitoral, e danou-se.

    Agora a conta só aumenta. Torço que a Dilma troque alguns nomes, e que eles consigam mostrar estes erros e começar a corrigi-los. Mas só estou na torcida, pois nada leva a crer que isso acontecerá.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Os EUA nos definem como o Brasil está pato manco, mas o nigeriano obama mandou arquivar a petição enviada para a Casa Branca para que se investigasse dilma e as eleições.

    Dá para entender?

    ResponderExcluir
  8. De tanto mancar, o pato começa a parar de andar. Daqui a pouco os atiradores chegam e podem dar o tiro de misericórdia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já chegaram e colocaram de novo a vaca bulgara como imperadora e ela acredita que è.

      Nunca tivemos chance de mostrarmos que podiamos ser uma grande Nação séria, respeitável e respeitadora dos Direitos Humanos e sociais.

      atiradores = Oligarquia Financeira Transnacional e NOM

      Excluir
  9. Como sempre seus comentários são excelentes Sakamori! O governo criou uma "bolha de consumo" q agora vai estourar. O povo tá todo endividado em plena crise econômica , desempregos em massa virão, juros subindo.... Caos social se aproximando. O povo fala q com o PT o pobre pode ter carro, andar de avião só q na verdade o q eles tem não é um carro e sim uma dívida e a conta tá chegando....

    ResponderExcluir
  10. Os politicos já devem estar negociando com serviços secretos estrangeiros e com grupos de terroristas internacionais os segredos que por uma questão de profunda e imaculada imbecilidade alguém autorizou que saissem de gabinetes bem guardados e reguardados contra espionagem.

    Patético alguém confiar e ter presumido que qualquer político è sério neste pais.

    Puttssss....

    "Congresso já tem os documentos secretos da Abin e GSI

    Pela primeira vez na História do País, os 12 parlamentares da Comissão de Controle das Atividades de Inteligência (CCAI), composta por senadores e deputados, tiveram acesso aos relatórios ultrassecretos sobre quem foi e é espionado, como, e por que, entre outros assuntos de soberania nacional os quais só a presidente conhece. Os políticos não poderão divulgar as informações. Os documentos chegaram há poucas semanas à CCAI — o prazo era abril — depois de muita negociação com a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), da Presidência.

    (...)"

    http://opiniaoenoticia.com.br/brasil/congresso-ja-tem-os-documentos-secretos-da-abin-e-gsi/

    ResponderExcluir
  11. Comentário publicado no Polibio Braga por um anônimo.

    AGORA A CASA CAIU!
    Os comentários na Praça da República dão contas que, quem tem telhado de vidro não joga pedra em ninguém. Vai ser publicado na VEJA desse final de semana a riqueza do LULINHA. Sócio majoritário dos Frigoríficos JBS, Sócio majoritário da Telefonia OI. Proprietário de 6 fazendas que somadas dão um total de 1.400.000 hectares. Criador de mais de 500.000 cabeças de gado no Estado do Pará. Hoje seu meio de transporte é um Jato Executivo avaliado em 50.000.000,00 milhões de dólares para quem era funcionário público cuidador de zoológico. Essa é parte da distribuição de renda do ex-presidente Lula.
    Repassar esta noticia para mais 10 pessoas de sua agenda!!!!
    A CASA CAIU!!!

    12 senadores, 49 deputados e 03 governadores, todos do PT, já foram INCRIMINADOS na delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Eduardo Costa, preso e apavorado com o risco de pegar mais de 40 anos de cadeia.
    Este governo por meio de seus políticos roubavam mais de 3% de TODOS os contratos sob sua responsabilidade, desde 2003 até os dias de hoje!
    Só a refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, tem preço final de R$ 40 BILHÕES, implicando numa PROPINA de R$ 1 BILHÃO E 200 MILHÕES.
    O MENSALÃO será considerado apenas um troco, comparado ao ROMBO dentro da Petrobras!
    A VERDADE está chegando na HORA CERTA! PT em pânico. Lula convoca reunião de emergência em SP. Rui Falcão está desesperado. Reunião no Planalto.
    "O POVO ESTÁ DORMINDO, NÓS ESTAMOS ACORDADOS. NÓS COMPANHEIROS DA INTERNET SOMOS VERDADEIRAMENTE UNIDOS,
    PARA FAZER O QUE NUNCA ANTES FOI FEITO NESSE PAÍS: "OU A CORRUPÇÃO PARA, OU NÓS PARAMOS O BRASIL!

    ResponderExcluir
  12. Pela legislação brasileira, sou responsável solidário pelos comentários postados neste espaço. Em razão disso, apesar de o autor "anônimo" ter colocado que a notícia corre na Praça da República, coloco aqui, os verdade dos fatos.

    O Lulinha, filho do Lula, não é sócio majoritário do grupo JBS/Friboi, apesar de insistente afirmação nas redes sociais. JBS/Friboi tem ações negociados na Bolsa de Valores de São Paulo, em nada mostra evidência de que os irmãos Joesley e Wesley Batista tenha vendido suas participações no grupo.

    Afirmo, também, que as notícias que correm na Praça da República de que Lulinha é sócio majoritário da Oi, como diz no comentário do "anônimo", também, é infundada. O que se sabe que o Lulinha foi beneficiado com a sociedade na sua empresa de informação denominado Gamecop. Afirmo que os atuais controladores da empresa Oi são Portugal Telecom, BNDES, fundos de pensão e as família Carlos Jereissati e Sérgio Andrade.

    Em respeito ao direito de livre pensamento e de difusão de ideias, o comentário acima, permanece.

    Ossami Sakamori

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Sr. Sakamori.

      De fato fui mesmo buscar esse comentário a uma noticia do Polibio Braga. Desconhecia a verdade.

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.