Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Bolsonaro indica Tereza Cristina para Agricultura

Crédito de imagem: Agência Brasil

Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, conhecida apenas como Tereza Cristina na Câmara dos Deputados, foi convidada para a pasta do Ministério da Agricultura pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, na data de ontem.  Ela é primeira mulher a ser convidada para um posto importante no governo Bolsonaro. Ela foi indicada mais por sua competência e merecimento do que apenas pela condição de ser uma mulher.

Tereza Cristina, 64 anos, é engenheira agrônoma, ruralista, deputada federal pelo estado de Mato Grosso do Sul pelo DEM.  Em 2018, foi reeleita como deputada federal com 75.068 votos.  Tereza Cristina foi secretária de Desenvolvimento Agrário da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo de Mato Grosso do Sul no governo André Puccinelli, MDB/MS. 

Tereza Cristina é líder da bancada Ruralista na Câmara dos Deputados. Neste ano, Tereza Cristina foi uma das lideranças que defenderam a aprovação do Projeto de Lei 6.299, que flexibiliza as regras para fiscalização e aplicação de agrotóxicos no país. Foi indicada para o posto por um grupo de 20 membros da pela Frente Parlamentar Agropecuária ao presidente eleito Bolsonaro.  

Ossami Sakamori


2 comentários:

Eli Reis disse...

Competência tem sido o quesito adotado para o convite a fazer parte do Governo de Bolsonaro.

Sem politicagem, sem conchavos, sem maracutaias e sem toma-lá-da-cá.

Esse o motivo do desconforto dos políticos que tomaram Brasília como só deles.

Bom para o Brasil.

Daniel Camilo disse...

Infelizmente vou ter que criticar. Tereza é do meu Estado. eu estranhei Jair Bolsonaro apoiar a reeleição do Reinaldo Azambuza(Governador}. Reinaldo é acusado pelo grupo JBS em receber propinas, pessoalmente em dinheiro vivo. Foi absolvido pelo STF mas as acusações são graves e devem reabrir o caso. Tereza Cristina é um pupilo do Reinaldo, que é agropecuarista e só vê o lado dele. Só para se ter uma ideia, um pecuarista queria devastar uma área protegida do pantanal do tamanho de uma cidade pequena para pasto, e como é amigo do Reinaldo, o próprio Reinaldo interviu pra ser aprovado. A sorte que o Min Público fez valer a Lei. Então, infelizmente, não vejo patriotismo nesse nome mas, sim, trabalho para grupo. Tomara que eu esteja equivocado.