Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Dívida pública bruta do Brasil é de R$ 4,3 trilhões!


Segundo Tesouro Nacional a dívida pública federal líquida no mês de julho subiu para R$ 2,6 trilhões. Ainda segundo Tesouro Nacional, a parcela da dívida pública federal a vencer nos 12 meses seguinte ao mês de julho passou para 22,4%, sendo o prazo médio da dívida em julho registrava 4,63 anos. O custo médio dos juros pagos nos últimos 12 meses foi para 14,99% ao ano.

Agora vamos fazer a conta da dívida pública federal bruta porque os juros incidem sobre o total da dívida. No conceito do Tesouro Nacional, é descontado da dívida pública federal a reserva cambial brasileira que soma hoje cerca de US$ 370 bilhões, calculado para hoje, grosso modo representa cerca de R$ 1,3 trilhão. Uma parte desta reserva está aplicada em títulos do Tesouro americano à taxa de 0,75% ao ano. É importante fazer esta referência porque sobre o montante de R$ 1,3 trilhão, o Tesouro Nacional paga juros médios de 14,99% ao ano. 

Ainda no conceito do Tesouro Nacional, o empréstimo feito ao BNDES dentro do PSI - Programa Sustentável de Investimentos, no montante de R$ 461 bilhões, é descontado também da dívida pública federal bruta, no meu entender erroneamente. Enquanto o BNDES emprestou aos empresários privilegiados do esquema Lula, receberam financiamento a juros subsidiados de 3,5% ao ano e empresas pequenas e médias receberam empréstimos ao custo de TJLP de 5,5% ao ano. A diferença de juros entre o que o Tesouro Nacional paga no mercado financeiro, 14,99%, e o que cobra do empresário entre 3,5% a 5,5%, quem banca a diferença de juros é o Tesouro Nacional.

Portanto, o estoque da dívida pública federal bruta é somatória de números acima que correspondia a cerca de R$ 4,3 trilhões, no final do mês de julho.

Por outro lado, o Banco Central do Brasil, tem estoque da dívida do próprio Banco, denominado de "swap cambial tradicional" em volume não divulgado, mas não inferior a US$ 60 bilhões que correspondia no mês de julho a cerca de R$ 200 bilhões. Explico. O título do Banco Central denominado "swap cambial tradicional" é empréstimo do Banco ao mercado, com liquidação no final do contrato com valor corrigido em dólar. Insisto, o "swap cambial tradicional não é liquidado em dólar, mas em real equivalente à cotação do dólar no dia do vencimento. As empresas utilizam este mecanismo para "hedge" ou "proteção" contra eventual variação cambial exagerado no período contratado. Vale lembrar que a dívida não é do Tesouro Nacional, mas é do governo do Brasil. O mercado financeiro ignora este fato e não considera como dívida pública federal bruta.

Então, a dívida bruta do Tesouro Nacional é de R$ 4,3 trilhões e a dívida bruta do Estado brasileiro é de R$ 4,5 bilhões. No entanto, para não criar polêmica, vamos dizer que a dívida pública bruta do Brasil é de R$ 4,3 trilhões. Vale dizer também que cada cidadão brasileiro carrega cerca de R$ 21.200,00.  Seja adulto ou criança recém nascida, já carrega a dívida acumulada por anos de administração financeira perdulária dos sucessivos governos.

Para quem acreditou que o presidente Lula ia pagar todas dívidas do País, se enganou.  Pagou o empréstimo FMI mas fez dívida interna bruta de R$ 4,3 trilhões! 

Ossami Sakamori










9 comentários:

  1. Já estou ficando com medo.Nasci em 1984 e pra lá estou voltando?!Acho que o brasileiro não aguenta mais inflação e a bagunça generalizada que foram aqueles tempos.Estou preocupado, pois o que se fez nessa terra nos últimos 30 anos, só se salvam alguma coisa do governo Itamar-FHC. É muito tempo pra nada.A mentalidade do brasileiro não evolui nunca. É lei de Gerson, corrupção, assistencialismo, populismo, socialismo até a tampa. Aí vem uma crise e vai detonar com tudo e não...não vejo horizonte com perspectivas de melhora, pois o país está cheio de "brasileiros".

    ResponderExcluir
  2. Em suma, se já estávamos em dificuldades, com o Lula piorou.

    ResponderExcluir
  3. É mais ou menos o que roubaram da Petrobras

    ResponderExcluir
  4. BD! Brasileiro(a) já nasce com dívida de R$ 21.200,00 goo.gl/j6qjBf .

    ResponderExcluir
  5. Sr Sakamori, só com o lucro do minério Nióbio, poderíamos pagar toda essa dívida pública. Leiam abaixo essa notícia deste ano sobre o tema:

    "O metal ainda não é pauta do Estado brasileiro, que ainda não o incluiu em nenhuma regulamentação sobre mineração vigente no país. O comércio e extração, por sua vez não é de domínio público, estando concentrado nas mãos de 2 companhias privadas que operam no país, gerando segundo os mais críticos, uma enorme evasão de divisas geradas pelas riquezas naturais brasileiras. E para aumentar as especulações, em 2011, um grupo de companhias chinesas, japonesas e sul coreanas adquiriram por US$ 4 bilhões 30% do capital da brasileira CBMM, Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), maior produtora mundial de nióbio (a CBMM é controlada pelo grupo Moreira Salles, mesmos fundadores do Unibanco. A 2ª empresa é a Mineração Catalão de Goiás, controlada pela britânica Anglo American).

    Adendo: A família Moreira Salles é hoje a família mais rica do Brasil, com fortuna combinada de quase 30 bilhões de dólares.

    O restante da matéria que é longa está nesse link:

    http://www.oficinadanet.com.br/post/13705-o-que-e-niobio-e-como-ele-pode-enriquecer-o-brasil

    ResponderExcluir
  6. E a Previdência com défict de 3,7 tri, Saka?

    ResponderExcluir
  7. "Motivos para a Intervenção Constitucional

    Por Antônio José Ribas Paiva

    Combatentes, o Brasil é um país AGRÍCOLA e MINERAL. O potencial agrícola está relativamente equacionado, porque a segurança alimentar da Europa e da Ásia depende da nossa produção. O potencial mineral está sufocado pelo poder mundial para que o Brasil não se torne potência econômica e militar, como já foi no Império.

    Também por isso, foi proclamada a república , que até hoje não foi implantada. O poder político dos nossos governantes está alicerçado na TRAIÇÃO MINERAL. Nesses 30 anos de Nova República, TODOS OS PRESIDENTES PERMITIRAM O CONTRABANDO E O SUBFATURAMENTO DE EXPORTAÇÕES DE MINÉRIOS ESTRATÉGICOS, como: NIÓBIO, TÂNTALO, ZIRCÔNIO E TERRAS RARAS, URÂNIO E outros.

    Por baixo, o Brasil perde nessa TRAIÇÃO 1 BILHÁO DE DÓLARES , POR DIA. Essa traição do Brasil, sujeita todos os ex presidentes vivos à pena de fuzilamento, por estarem incursos nos artigos 142 e 357 do Código Penal Militar.

    Os comandantes das Forças Armadas já têm conhecimento dos crimes, fato que impõe a imediata INTERVENÇÃO CONSTITUCIONAL.


    Antônio José Ribas Paiva é Advogado"

    http://www.alertatotal.net/2015/08/motivos-para-intervencao-constitucional.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+AlertaTotal+%28Alerta+Total%29

    ResponderExcluir
  8. Fala-se que para criar e educar um filho custa uma pequena fortuna em reais. Bem, se o bebê já nasce devendo R$ 21.200,00, com certeza está muito mais caro ter um filho no Brasil. É para se pensar bem antes!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.