Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Episódio CEF. Michel Temer é incompetente!

Crédito da imagem: UOL

Henrique Meirelles quer voltar atrás na decisão da Caixa Econômica Federal de tomar emprestado R$ 15 bilhões, com vencimento perpétuo do FGTS. Este blog publicou no dia 7 de janeiro passado sobre a impropriedade da tal operação: FGTS empresta R$ 15 bilhões para CEF . A operação, se efetivada, seria uma "pedalada" do governo Temer. O presidente Temer poderia ser objeto de processo de "crime de responsabilidade" como acontecera com a ex-presidente Dilma. 

O fato é que a iniciativa de suspender a operação de empréstimo do FGTS para CEF veio depois de pedido da Procuradoria Geral da República sobre o afastamento de todos vice-presidentes da Caixa Econômica Federal. Pelo menos 4 vice-presidentes estão respondendo ao inquérito da Polícia Federal sobre envolvimento nas operações de créditos duvidosos e foram removidos pelo Temer, ontem. Os nomes fazem parte da quadrilha comandada pelo ex-deputado Eduardo Cunha, que inclui o próprio presidente Michel Temer, segundo a Polícia Federal.

A Caixa Econômica Federal, segundo a própria Instituição, a relação entre o volume de empréstimo e o capital próprio está fora do enquadramento do BIS (Banco Central dos bancos centrais do mundo). O Banco Central do Brasil já chamou atenção para que a Caixa Econômica se enquadrasse nas normas internacionais acordado no BIS. Se a Caixa Econômica Federal não se enquadrar nas normas do BIS e do próprio Banco Central, o presidente Michel Temer poderá responder pelo crime de responsabilidade, no meu entender. 

Segundo a grande imprensa, o Balanço geral de 2017 está em aberto para "regularizar" o enquadramento da Caixa Econômica Federal nas normas vigentes do BIS e do BC. O fato é que o governo federal deverá fazer "aporte" de capital no montante entre R$ 10 bilhões a R$ 15 bilhões na Caixa Econômica Federal, retroativamente ao mês de dezembro de 2017. Com que dinheiro vai fazer este aporte eu não saberia dizer. 

Todos tem medo de dizer abertamente, mas a "pedalada" suscita "crime de responsabilidade" para o presidente da República Michel Temer, uma vez que a Caixa Econômica Federal é uma instituição financeira de controle integral do governo federal. 

Não guarda nenhuma correspondência entre crítica que faço ao presidente Temer e a aceitação do governo Dilma. Pelo contrário, com as críticas que tenho feito, estou a chamar atenção para que o presidente Michel Temer não seja processado por crime de responsabilidade, como as que respondeu a ex-presidente Dilma. É de esperar que o presidente Temer e a equipe econômica comandada pelo Henrique Meirelles, façam "coisas certas" no "tempo certo".

Conclui-se que o presidente Temer e a equipe econômica são incompetentes, assustadoramente! 

Ossami Sakamori


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.