Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Temer é um presidente medíocre!

Crédito da imagem: Estadão

Presidente Michel Temer já jogou as toalhas no caso da Reforma da Previdência, que ele considerava como a principal bandeira do seu projeto do governo. Ele afirmou publicamente que, em relação à Reforma da Previdência, ele já fez a parte dele, como que lavando as mãos sobre a aprovação ou rejeição pelo Congresso Nacional. Temer deu prazo de 3 semanas para colocar em votação na Câmara dos Deputados.

A afirmação do Michel Temer é no mínimo infeliz. Não deveria ser postura de um presidente da República diante do mais importante projeto do seu próprio governo. Com a afirmação, Temer quer tira o "corpo fora" do alvo de cobrança pelo mercado financeiro. O presidente Temer prevê a impossibilidade da aprovação da Reforma pelo Congresso Nacional por falta de apoio da base do seu próprio governo.  Temer não vê chance de conseguir o apoio de 308 deputados dentre 513 para a aprovação de uma Emenda Constitucional. 

Voltando no tempo, o vice Michel Temer se rebelou contra a titular do cargo, a Dilma do PT, ajudando prosperar o impeachment. Assumiu o poder no dia 12 de maio de 2016, com o impedimento do titular pelo Congresso Nacional. Temer está próximo de fazer o segundo aniversário frente ao cargo de presidente da República, para o qual não foi eleito. O resultado das eleições de 2014 está sendo um desastre para o País. Talvez fosse igual desastre, se eleito fosse a chapa do senador Aécio Neves. 

O Brasil está sendo governado pelos sucessivos presidente da República que não tem estatura suficiente para dirigir um país que  ocupa a quinta posição em tamanho territorial e número de população. O que o Brasil tem de potencial natural, é um desperdício para os sucessivos mandatários "medíocres" que o País experimentou e experimenta. Tem razão as Agências de classificação de riscos considerar o Brasil um "lixo". 

Há que refletir os motivos que levaram a esta situação degradante que o Brasil vive. É preciso tentar não repetir os mesmos erros do passado, elegendo para o cargo máximo da República não mais um "salvador da pátria". O Brasil precisa de presidente da República estadista que tenha qualificação suficiente para colocar o País nos trilhos do desenvolvimento. Chega de oportunistas de direita à esquerda!

De toda forma, uma coisa é certa: Temer é um um presidente medíocre!

Ossami Sakamori


3 comentários:

Ossami Sakamori disse...

Ultimamente, o blog tem mostrado algumas falhas ao não registrar Comentários de leitores. Peço desculpas pelo fato.
Este blog é mantido gratuitamente pelo Google para seus usuários, mas até este momento, tem funcionado corretamente.
Não há censura por parte do Google. O problema deve ser inconstância do sistema.
Obrigado!

Eli Reis disse...

Vivemos épocas de grandes frustrações, a partir de FHC:

1. FHC foi o grande incentivador, e isto o tempo jogou na nossa cara, da guinada à esquerda e apoiando Lula, para fazer do Brasil um país Socialista, SEM PERGUNTAR aos brasileiros se queriam isso.

2. LULA, o grande incentivador da roubalheira e da corrupção, amealhou para si a maior fortuna ilegal que se tem notícia. Fez centenas de adeptos em roubo e enriquecimento. Iniciou a bancarrota do Brasil.

3. DILMA, a marmota, continuou os "programas de corrupção desvairada" de seu antecessor, aumentou a manipulação de dados do governo, manipulou estatísticas e foi tão incapaz de governar e se relacionar politicamente que acabou cassada, numa ação conjunta de Lula e Temer.

4. TEMER, que foi denominado por um Ministro como chefe do Quadrilhão, está sendo o que Sakamori descreveu neste texto bastante lúcido.

Anônimo disse...

Nada. Tudo muito bom! Abraços