Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

João Amoedo x Luciano Huck



João Amoedo é candidato à presidência da República por um partido nanico, o Partido Novo. Ele fundou o Partido Novo há alguns anos. Na legislatura atual não elegeu nenhum deputado federal. João Amoedo é um ex-banqueiro e investidor. A proposta do Partido Novo é liberal na economia e conservador nos costumes, tal qual a cara do seu fundador. 

Contra João Amoedo tem o mínimo tempo de televisão destinado ao Partido Novo, já que a proposta do Partido é contrária à coligação com nenhum outro partido político. Partido Novo não quer ser contaminado nos seus preceitos da política econômica liberal. É um bom candidato para o País, no meu entender, mas não tem força para chagar no segundo turno das eleições. A intenção do Amoedo, creio, é fazer uma boa bancada do Partido Novo na Câmara dos Deputados. 

O outro possível candidato, o Luciano Huck, tem à sua disposição o partido PPS, o até então Partido Comunista do Roberto Freire, deputado federal pelo São Paulo. Luciano Huck é apresentador da Rede Globo e angaria popularidade entre classes da camada mais pobre. E, certamente contará com o apoio do elenco da Globo. Luciano Huck tem até 6 de abril para definir sobre a sua candidatura, último dia para filiação partidária. 

A grande incógnita é se a Rede Globo, no caso de Luciano Huck ser candidato, vai apoiá-lo ou não. A Rede Globo tem força suficiente para eleger ou derrubar um presidente da República, pois tem alcance na grande fatia de telespectadores e tem também alcance em todo o território nacional. Não tem como dissociar Luciano Huck da Rede Globo, mesmo que ela não venha participar efetivamente na campanha do apresentador.

Estão aí postos dois possíveis candidatos à presidência da República para o período 2019/2022. 

Ossami Sakamori


8 comentários:

  1. Com Huck vamos para mais um tiro no escuro.

    ResponderExcluir
  2. O que pesa um pouco contra o Novo, é sua demora em vir a público para esclarecimento,quando ele é citado ou acusado em algo relevante, ou que não tenha se posicionado com clareza.

    Exemplo disso? Correu boato de que Huck seria o candidato a presidente pelo Novo o partido não disse, nem sim nem não.

    Outro fato é o desconhecimento de suas propostas, que até poder ao ser boas, mas que ninguém conhece.

    ResponderExcluir
  3. esqueceram do futuro presidente BOLSONARO FOI?

    ResponderExcluir
  4. Luciano Huck comprou jatinho com juros subsidiados pelo BNDES
    A compra, em condições não encontradas em outros bancos, foi feita pela empresa Brisair, de propriedade de Huck e Angélica

    O apresentador Luciano Huck recorreu ao Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiar, com juros subsidiados, a compra de uma aeronove. Ele, que é cogitado como possível candidato ao Palácio do Planalto nas eleições de outubro, é dono da empresa Brisair Serviços Técnicos Aeronáuticos Ltda e tem como sócia a mulher, a também apresentadora Angelica.

    Dados da instituição financeira detalham que o empréstimo para a aquisição do avião foi contrato em 29 de maio de 2013, em 114 parcelas, com cinco meses de carência para o início da amortização e juros anuais de 3% ao ano. Essas condições de pagamento são oferecidas apenas por bancos de fomento e não seria possível ter acesso aos recursos, com essas taxas, em outras instituições financeiras. A estatal liberou R$ 17,7 milhões em uma operação intermediada pelo Itaú Unibanco, por meio do programa Finame.

    Fonte:http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2018/02/11/interna_politica,659338/luciano-huck-comprou-jatinho-com-juros-subsidiados-pelo-bndes.shtml

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vocês acham que ele tem talento ou só é mais um rostinho bonito na TV?

      KKKKKKKKKK

      Excluir
    2. Esse blog ultimamente tá puxando o saco de duas bostas que possivelmente destruirão o brasil.

      Excluir
  5. O problema não é o candidato em si, se tem ou não competência, se é ou não honesto, mas com quem ele pretende se juntar, caso se eleja, para governar o país. Se disser que irá contar com o apoio do atual Congresso Nacional, prá mim, já está descartado.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.