Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Há uma luz no final do túnel.


A crise econômica do Brasil parece ter chegado ao fundo do poço após dois anos de queda contínua. O País experimentou a maior retração desde 1929, portanto há quase um século. No entanto, não há motivo para comemorações.  O quadro da economia mudou apenas na expectativa sobre o futuro da economia do País, de depressão profunda para estabilidade e crescimento.

A origem da grave crise econômica que o País passa, não teve origem no ano de eleições da presidente afastada Dilma em 2014, como muitos fazem crer. A origem da crise iniciou-se com o governo Lula da Silva em que deu ênfase no mercado interno e praticando política econômica que desmontou o setor industrial brasileiro. No início do governo do PT, o setor industrial respondia por 26% do PIB e hoje, a indústria responde por menos de 12% do PIB. Vamos lembrar que o setor industrial é o carro chefe do desenvolvimento sustentável de qualquer país.

Quando em 2012, abri este blog para fazer crítica construtiva ao governo Dilma, no ambiente em que ela gozava de 77% de aprovação, parecia ser um "insurgente" no meio de quase unanimidade de apoio. Insisti e persisti na minha critica à política econômica equivocada dos sucessivos governos do PT. Infelizmente, o meu pensamento defendido contra muitos, estava correta, tanto assim que o País entrou numa profunda depressão. 

A economia do País parou de cair, sobretudo pela probabilidade alta de Dilma ser afastada definitivamente do posto de presidência da República. O afastamento do Eduardo Cunha e eleição do Rodrigo Maia para o cargo de presidente da Câmara, também, contribuiu para desanuviar o ambiente político. O presidente Temer teve habilidade em fazer a costura para criar um novo ambiente político, sob comando dele. Enfim, Michel Temer, está mostrando para que veio.

Apesar da política econômica equivocada, igual ao do governo Lula da Silva, os empresários brasileiros parecem ter chegado ao consenso em dar força para o presidente Temer. Michel Temer tem feito para merecer a confiança do setor produtivo, mais do que à própria equipe econômica comandada pelo ministro da Fazenda Henrique Meirelles. 

O País tem memória curta. Henrique Meirelles foi o artífice da política econômica equivocada que deu origem a atual crise econômica. Vamos lembrar que a política econômica equivocada dos sucessivos governos do PT é que conduziu o País ao quadro de grave depressão. E vamos lembar, sempre, que o principal formulador da política econômica do governo PT foi, exatamente, o atual formulador da política econômica do governo Temer. 

O governo Temer tem encontrado o contraponto da política econômica equivocada no seu ministro chefe da Casa Civil Eliseu Padilha. Para completar, o atual presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia, veio somar à equipe política do Michel Temer que vai fazendo contraponto ao ministro da Fazenda Henrique Meirelles.

Recomendo leitura do e-book Brasil tem futuro?

Felizmente, há uma luz no final do túnel. 

Ossami Sakamori












4 comentários:

  1. MANCHETE DOS JORNAIS DEPOIS DO ENCONTRO DE BAL. CUMBURIÚ



    APOSENTADOS E PENSIONISTAS DO BANCO DO PAÍS RECEBEM EQUIPARAÇÃO COM O JUDICIÁRIO


    Depois de sofrerem injustiças por décadas, aposentados e pensionistas do maior fundo de pensão da América Latrina finalmente receberam demonstração cabal de que são os verdadeiros donos dos recursos proveniente de suas poupanças.
    Além de terem seus benefícios reajustados em 47,5 %, depois de uma profunda verificação na contabilidade, tiveram reduzidos seus empréstimos pessoal e imobiliário.
    Talvez a maior conquista tenha sido feita na maneira de administração da entidade, que de agora em diante será dirigida por pessoas do mercado altamente gabaritadas e totalmente blindadas de interferências externas. Estima-se que com essa medida os benefícios serão triplicados num prazo de cinco anos, pois a partir de agora todos os investimentos serão feitos visando unicamente os participantes sem nenhuma interferência política.

    Repórter: Papai Noel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em 30 de dezembro de 2010, antes da posse do poste, em janeiro de 2011, o dólar valia R$ 1,666.
      Aplicações feitas em dólar o ganho foi de trocentos por cento. Zilhões de reais.
      Como conseguiram déficits de bilhões?

      Excluir
    2. Pq não entrevista um operador do mercado financeiro? Arranque dele a verdade nem que seja a fórceps. Inexiste explicação para prejuízo em fundos de pensão

      Excluir
    3. Não é preciso torturar ninguém.
      Vivemos num país de faz de conta. Simples, assim.
      Num dia, tudo é maravilha, no outro, um inferno.
      Basta manipular fatos, números, pessoas e, pronto!

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.