Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 23 de julho de 2016

Dilma: Não fui eu!


Dilma Rousseff ‏ @dilmabr 22h  Há 22 horas
Não autorizei pagamento de caixa 2 a ninguém.
Se houve pagamento, não foi com o meu conhecimento.

Foi assim que presidente afastada Dilma manifestou sobre a delação do marqueteiro João Santana e Mônica Moura perante o juiz Sérgio Moro da 13ª Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba. O marqueteiro e sua mulher entregaram de bandeja o envolvimento da Dilma como mandante do esquema de caixa 2 que abasteceu a campanha de eleição de 2010. 

A afirmação da Dilma se assemelha ao clássico bordão de chefe de qualquer facção ou da máfia criminosa. Quando tem fato incontestável e indefensável, o chefe sempre tenta transferir o crime para algum subordinado seu. É uma atitude covarde, mas funciona no submundo do crime. Já viu algum Fernandinho Beira Mar assumir como mandante de tráfico de drogas ou assassinatos de membros rivais?

Com certeza, a escala não prevista na agenda oficial, em Lisboa, na sua viagem internacional, não foi com o conhecimento da Dilma. A famosa bebedeira em Lisboa, a culpa sobrou para o comandante do Airbus, que fez escala forçada para manutenção da aeronave.  Dilma não mandou fazer escala técnica, claro. Bem, a conta... A conta cada um pagou com o seu cartão corporativo, uai !

Foi assim com a compra hiper faturada da refinaria do Pasadena, que deu prejuízo de US$ 926 milhões de dólares à Petrobras. Na condição de presidente do Conselho de Administração mandou contratar a compra super faturada, mesmo sem te lido o relatório técnico. Para Dilma, se houve o super faturamento não foi com o conhecimento dela.  

Foi assim com o leilão do campo de pré-sal do Libra para chineses e anglo-holandeses. A presidente Graça Foster esteve na China, fora da agenda oficial, para fazer os acertos com os chineses. Claro, Dilma não autorizou a Graça Foster receber o caixa 2 pelos dados sigilosos repassados para os chineses. Se houve caixa 2, não foi com o conhecimento dela, certamente.

Foi assim com a venda de 50% da SPE da Petrobras Internacional, para o André Esteves do BTG, sem licitação, ao preço de banana. A SPE pagou dividendo antecipado para André Esteves, antes de fazer o pagamento dos 50% da participação. Tanta bondade, deve ter rolado muito caixa 2 na transação. Mais uma vez, Dilma não teve conhecimento da transação mega suspeita. 

Foi assim com a nomeação do Paulo Roberto Costa, condenado pela Lava Jato, com fim de fazer caixa 2 para o PT e aliados da base de apoio. Segundo foi demonstrado no processo que condenou o Paulo Roberto Costa, houve caixa 2 em proporções nunca dantes vistos na história brasileira. Claro, a Dilma não teve conhecimento do caixa 2 para seus aliados. 

Foi assim com a nomeação do Nestor Ceveró, condenado pela Lava Jato. Rolou muito caixa 2, para abastecer os aliados no governo Dilma. Mandou Delcídio tentar abafar o caso dos caixa 2 do Ceveró, mas foi gravado pelo filho do diretor. Claro que a Dilma não teve conhecimento do caixa 2 para tentar obstruir a Justiça. 

Foi assim com diversas transações de caixa 2 que ocorreu com os contratos super faturados da Petrobras, de cuja Companhia esteve sempre à sua jurisdição, menos no período que esteve fora do governo quando da campanha presidencial de 2010. O prejuízo da Petrobras ascende a muitos R$ bilhões. Claro, a Dilma não teve conhecimento de que ocorria pagamento de caixa 2 resultado da ladroagem na Petrobras.

Finalmente, a campanha presidencial de 2010, parte das despesas da sua campanha foi paga com o dinheiro do caixa 2, conforme o marqueteiro João Santana e sua mulher Mônica Santana, presos no Complexo Médico Penal de Piraquara na Região Metropolitana de Curitiba. Mesmo com o rastro que leva o caixa 2 para abastecer campanha da Dilma em 2010, Dilma nega conhecimento. 

A denunciante Mônica Santana foi frequentadora do Palácio da Alvorada, residência oficial, durante os dois mandatos. Mônica Santana fazia vez de marqueteiro para atender a pessoa da presidente Dilma. Mesmo assim afirma:

Dilma Rousseff ‏ @dilmabr 22h  Há 22 horas
Não autorizei pagamento de caixa 2 a ninguém.
Se houve pagamento, não foi com o meu conhecimento.

E a conta? Infelizmente, a conta quem paga é o povo! O povo brasileiro está pagando a conta da pior crise econômica dos últimos 100 anos!

Ossami Sakamori













3 comentários:

  1. Dissimular, esconder, mentir, negar e ocultar são os verbos preferidos de Dilma (e de Lula, lógico), depois de roubar, é claro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esperar o que de um país sem lei e sem ordem, onde as instituições são todas corrompidas?

      Excluir
  2. DEMONSTRANDO ASSIM INCOMPETÊNCIA PARA GERIR O NEGÓCIO. DEMISSÃO SUMÁRIA POR JUSTA CAUSA PARA ESTE POSTE QUE PRESTOU DESERVIÇO AO PAÍS.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.