Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 31 de março de 2016

Impeachment da Dilma será votado ainda em abril.

Crédito da imagem: Estadão

A Câmara dos Deputados reunirá ainda no mês de abril, segundo previsão dos próprios parlamentares, a votação em plenário da Câmara dos Deputados sobre o processo de impeachment da presidente Dilma deverá ocorrer, possivelmente no dia 20 ou 27 de abril. A votação por maioria absoluta, 342 votos, na Câmara dos Deputados é o primeiro passo para julgamento do impeachment da presidente Dilma. Quero ver "culhões dos deputados" para votar "não" ao impeachment. 

O processo de impeachment sendo aprovado pela Câmara dos Deputados, o processo segue para o Senado Federal, que por maioria simples, acata ou rejeita, a proposta oriunda da Câmara dos Deputados. O processo sendo acatado pelo Senado Federal, a presidente Dilma é afastada do cargo por período de 180 dias, interregno de tempo máximo previsto para julgamento pelo plenário do Senado Federal. O Senado Federal deverá aprovar pela maioria absoluta ou 54 senadores dentre 81, para que a presidente Dilma seja afastada definitivamente. 

O julgamento do impeachment pelo Senado Federal será presidido pelo presidente do STF. Se o julgamento ocorrer até o início do mês de junho será presidido pelo ministro Ricardo Lewandowski. Se o julgamento avançar no mês de junho, poderá ter substituição da presidência do julgamento pela ministra Carmen Lúcia, que assumirá a função de STF no lugar do atual ministro. Assim sendo, o resultado do julgamento do impeachment pelo Senado será irrecorrível ao STF. 

Enquanto o julgamento do impeachment estiver em tramitação no Senado Federal, assume função de presidente da República, o atual vice presidente Michel Temer. No entanto, Michel Temer ficará no poder, até que o TSE confirme ou não a cassação da chapa Dilma/ Temer, previsto para o mês de agosto ou pouco além. A minha previsão é que o TSE venha cassar o registro da chapa, e em consequência, o Michel Temer será removido da função de presidente da República.

No caso de vacância do cargo, em função da decisão do TSE, assume o cargo de presidente da República, o presidente da Câmara dos Deputados, no posto, na data da cassação. Se não houver cassação do deputado Eduardo Cunha, do mandato parlamentar ou da presidência da Câmara dos Deputados, assume o Cunha a função de presidente da República, por período máximo de 90 dias.

O presidente em exercício deverá convocar nova eleição para presidência em 90 dias. Se a cassação de mandato pelo TSE ocorrer ainda neste ano, 2016, a eleição será por voto direto dos eleitores. Se a cassação de mandato pelo TSE ocorrer após 31 de dezembro deste ano, a eleição do presidente da República para o mandato tampão será eleito pela Câmara dos Deputados, pela forma indireta. 

Seja como for, todas possibilidades descritas acima, só acontecerá, se a Câmara dos Deputados e o Senado Federal votarem a favor do impeachment da presidente Dilma, com maioria absoluta de votos dos parlamentares. Na Câmara dos Deputados será necessário 342 votos a favor entre 513 deputados. No Senado Federal será necessário 54 votos entre 81 senadores.

Tanto presidente Dilma como a oposição a ela, vem fazendo todo tipo de movimentação do "toma lá, dá cá", para conseguir ou derrubar a maioria absoluta dos votos. Esquecem, no entanto, que a votação na Câmara dos Deputados ou no Senado Federal será feita em forma de "voto aberto". A votação "não será" feito em painel eletrônico, eis a diferença das votações normais de ambas casas legislativas. 

A votação do impeachment da Dilma será feito em "voto aberto" através de "chamadas nominais", possivelmente, em ordem alfabéticas. Quero ver, se àquela altura, tem algum parlamentar com "culhões" para, diante da câmara de televisão em rede nacional, dizer "não" para o impeachment, contrariando o movimento popular das ruas. 

Publicidade: Clique >  Proposta de uma nova política econômica 

Brasil vai parar no dia da votação do impeachment na Câmara dos Deputados para acompanhar o voto de cada deputado. Isto acontecerá ainda dentro do mês de abril.  

Ossami Sakamori










@SakaJapa_



15 comentários:

  1. As instituições políticas estão todas juntas na destruição do estado brasileiro. Muito teatro para encobrir a realidade. O sapo continua dando as cartas, se esconde quando convém e aparece quando julga conveniente. O povo não espere nada desses ratos. O Brasil já tem novo nome . Hoje, aniversário da revolução de 1964, tínhamos que ter orgulho de comemorar. Temos, sim, vergonha. Políticos putos.

    ResponderExcluir
  2. Os comunistas que se adonaram do Brasil vão fazer o possível (legal) e o impossível (ilegal) para se manter onde estão e de onde não querem sair. O país não existe mais, desde a virada do século. Basta ver e ler jornais internacionais para conhecer a verdade que nos é escondida o tempo todo.

    ResponderExcluir
  3. 31.03.64
    Dia em que o Brasil perdeu a chance de se livrar do lixo político que aí está.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Brasil já é uma filial da Venezuela.

      Excluir
    2. Cadê comemoração de 31 de março?
      Essa data não interessa aos comunas tupiniquins por razões auto-explicativa!

      Excluir
  4. O SAPO NO ALTO DA SUA ARROGÂNCIA, DE SE ACHAR O MAIOR PRESIDENTE QUE O PAÍS JÁ TEVE; ACUSOU O GOLPE DO PIXULECO.

    CHORA NENÉM!!!

    É ASSIM QUE VOCÊ PASSARÁ PARA A HISTÓRIA. COM ROUPA DE PRESIDIÁRIO

    ResponderExcluir
  5. Impeachment é golpe? Entre 1990 e 2002, o PT protocolou 50 pedidos contra TODOS os presidentes. Agora descobriu que quando chega vez a petista dilma, é golpe.
    E se fossem para a puta que os pariu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior é que a puta que pariu essa corja se ri de nós. O Brasil já é comunista e não temos bala para tirá-los de lá. De um instante para outro, quem era contra fica à favor, igual prostituta que se vende por trocados. Triste fim, o nosso.

      Excluir
    2. Anônimo das 19:38

      Tenho a ligeira impressão de que um instante para o outro, quem ficar contra vai ser abatido como gado. Isto está virando Cuba. Mas com a canga comunista não fico. Prefiro morrer como um Homem Livre que andar de quatro.

      Excluir
  6. "Moro investigações sobre Lula

    GOLPE DOS COMUNISTAS EM ANDAMENTO: Supremo confirma decisão que tirou de Moro investigações sobre Lula

    Corte ainda vai analisar o que poderá voltar para a primeira instância.

    Relator disse que uma das gravações com Dilma pode ser invalidada.

    O Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou nesta quinta-feira (31) a decisão da semana passada do ministro Teori Zavascki – relator dos processos da Lava Jato na Corte – de retirar do juiz federal Sérgio Moro as investigações sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

    O magistrado também havia determinado o sigilo sobre gravações do ex-presidente com diversas autoridades, incluindo a presidente Dilma Rousseff.

    Com a decisão, os autos irão ficar sob a responsabilidade do STF, que depois vai analisar, no mérito do caso, o que deve permanecer sob investigação da Corte e o que deverá ser remetido de volta para a primeira instância, por envolvimento de pessoas sem prerrogativa de foro.

    As apurações tratam, por exemplo, da suspeita de que construtoras envolvidas em corrupção na Petrobras prestaram favores ao ex-presidente na reforma de um sítio em Atibaia (SP) e de um tríplex em Guarujá (SP).

    Votaram favoravelmente à decisão liminar (provisória) de Teori Zavascki os ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Dias Toffoli, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski.

    (...)"

    http://illuminatielitemaldita.blogspot.com.br/2016/03/golpe-dos-comunistas-em-andamento.html

    ResponderExcluir
  7. O stf deve ser extinto e seus membros presos na Papuda.

    ResponderExcluir
  8. ACABO DE QUEBRAR TODOS OS DISCOS DO CHICO BUARQUE. NÃO VENDI, NEM DEI ESSA BOSTA PRA NINGUÉM. QUEBREI TUDO! DESDE VINIL...

    ResponderExcluir
  9. Eu gostava que Alvaro Dias se fosse candidato, pois votaria nele.

    ResponderExcluir
  10. O que Sérgio Moro enviou para o stf cumprindo ordens de teori, e mesmo com tantas provas, o stf tirou o lula da investigação da Lava Jato.

    "Em ofício ao Supremo Tribunal Federal, juiz da Operação Lava Jato transcreve 12 interceptações telefônicas que pegaram ex-presidente 'intencionando ou tentando obstruir ou influenciar indevidamente a Justiça'

    No ofício que enviou ao Supremo Tribunal Federal para explicar por que mandou grampear o ex-presidente Lula e por que deu publicidade aos áudios, o juiz federal Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, cravou que o petista quis ‘intimidar’ e ‘obstruir’ as investigações de que era alvo. Para o magistrado, a conduta de Lula pode ‘configurar crime de obstrução à Justiça’ – tipificado na Lei 12.850/13, que define organização criminosa.

    “Mesmo sem eventual tipificação, condutas de obstrução à Justiça são juridicamente relevantes para o processo penal porque reclamam medidas processuais para coartá-las”, anotou o juiz.

    Moro transcreveu, na peça de 30 páginas, doze interceptações telefônicas da Polícia Federal anexadas aos autos da Operação Aletheia, desdobramento da Lava Jato que pegou Lula e a ele atribui a propriedade do sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP) – o que é negado veementemente pela defesa do petista.

    (...)"

    http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/moro-diz-que-lula-quis-intimidar-obstruir-influenciar/

    ResponderExcluir
  11. Não haverá golpe, Dilma fica, em 2018 é Lula de novo pro bem do povo.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.