Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 25 de março de 2016

Marcelo Odebrecht

Reprodução da matéria deste blog, postado em de 2/9/2015.


Assisti ontem, através da TV, parte do depoimento do empresário Marcelo Odebrecht, perante os membros da CPI da Petrobras. Ele é um perfeito "gângster" como aqueles vistos em filmes da máfia italiana. O neto do Norberto Odebrecht não faz jus à fama do avô, de destemido empreiteiro de obras públicas do País. 

Para Marcelo, o valor do homem está em "não delatar" os companheiros. Utiliza-se ele do exemplo da briga de suas filhas, de que ele premia aquela filha que "não delata", premia aquela que "guarda" o segredo, segundo ele. Assim, funciona, a máfia em toda parte do mundo, não só na Itália. Nos Estados Unidos é assim, no Japão também é assim. No Brasil não é diferente. Gangster é gângster!

O Ministério Público Federal, em cooperação com as autoridades da Suíça, apuraram os tentáculos do Odebrecht naquele país, pelo menos em 56 atos de corrupção e 136 atos de lavagem de dinheiro. Ainda segundo Ministério Público, a empreiteira Odebrecht teria movimentado R$ 389 milhões em corrupção e R$ 1,06 bilhão em lavagem de dinheiro. Mesmo com tantas evidências, o Marcelo Odebrecht, seguindo a tradição da família, não vai delatar ninguém. Não vai delatar, porque ele faz parte da "família" de gangster. 

Não é nenhuma novidade, também, a investigação que o Ministério Público Federal fez sobre o favorecimento da Petrobras à Braskem, nas vendas de produtos petroquímicos a preços subfaturados. O valor estimado da perda da Petrobras e consequente lucro da Braskem nas operações é estimado em R$ 7 bilhões. Nestas operaçóes, a família Odebrecht ficou mais rico em R$ 7 bilhões, dinheiro subtraído dos acionistas e do controlador da Petrobras.

Há o caso de financiamentos das obras pelo BNDES aos países da América Latina e África, sendo alguns destes protegidos pelo sigilo do Estado. Pois bem, o volume de financiamento do BNDES para este tipo de obras ultrapassa US$ 10 bilhões ou equivalente a R$ 37 bilhões, na cotação de hoje. Coincidência ou não, o beneficiário da maioria destas obras é a Construtora Odebecht. 

Perguntado se ele, Marcelo já teve conversa reservada com o ex-presidente Lula e a atual presidente Dilma, ele respondeu afirmativamente. No entanto, acha o Marcelo Odebrecht que é normal a sua conversa com os presidentes da República, respondendo com um certo desdém, considerando como se as conversas com os presidentes da República fossem normais e rotineiras. A afirmação, que poderia passar ao largo de observação de leigo, apenas confirma o "conluio" entre a família Odebrecht e o Palácio do Planalto, para praticar o mais vil dos crimes, que é o arrombamento dos cofres públicos.

Para mim, as evidências colocam em cheque a própria honestidade dos presidentes da República do Brasil, o Lula e a Dilma. Para entendimento de qualquer cidadão, um empreiteiro que tem muitos interesses, ou melhor que tem como maior cliente o governo federal, era de supor e esperar que respeitasse um certo distanciamento do centro do poder para que não houvesse dúvida da lisura dos negócios do grupo Odebrecht. Ao contrário as afirmação do atual presidente do grupo, o Marcelo Odebrecht mostra claramente que a relação entre o grupo e o governo federal é "incestuosa" e "promíscua".

Para o Marcelo Odebrecht, o "gângster", os interesses do seu grupo econômico sobrepõe aos interesses do País. Para o Marcelo Odebrecht, os presidentes da Repúblicas, em especiais o Lula da Silva e Dilma Rousseff são como se fossem apenas "serviçais" do grupo Odebrecht. Qualquer pessoa com inteligência mediana, sabe que a conta dos prejuízos dessa relação promíscua, quem paga é o contribuinte.


É inadmissível que o interesse do País esteja subjugado aos interesses pessoais de qualquer um que seja, em especial aos de um empreiteiro de obras públicas. Afinal, o Lula e a Dilma são "pau mandando" do Marcelo Odebrecht? Tudo leva a crer que sim. O Brasil não pode ser tratado como republiqueta de quinta categoria do continente africano por estes cidadãos que se acham "os donos do Brasil".

Sou apenas reles cidadão, mas não sirvo para ser "capacho" destes "gângsters" para eles limparem suas botas sujas da lama de ladroagem!


Publicidade: Clique >  Uma nova matriz econômica 

 Ossami Sakamori




11 comentários:

  1. Como a oposição foi tão omissa ao ponto desta corja se enraizar em todos as áreas no Brasil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lamentavelmente a oposição é apenas um teatro de faz de conta, como é faz de conta o país que temos. Ninguém está preocupado com o Brasil nem com o povo que vive nêle. LAMENTAVELMENTE . Dá para ter orgulho de ser brasileiro, assim ?

      Excluir
  2. Os financiamentos das obras pelo BNDES aos países da América Latina e África, sendo estes ilegalmente, totalmente ao arrepio da Constituição de 1988 (a Constituição que se foda, frase de lula quando presidente) protegidos pelo sigilo do Estado quando não deveriam nem podiam, pois teriam de ter o aval tanto do Congresso como do Senado, e não tiveram!
    tratam-se de obras vultuosas efetuados no exterior com nosso dinheiro.
    E agora? Como é ou como será?
    Dá o Juiz Sérgio Moro investigar?

    ResponderExcluir
  3. Gangster é o LULA, Sr Sakamori. Nenhuma empresa deixa submisso um Presidente da República. Lula já sabia dos esquemas dessas empreiteiras. O que ele fez foi Institucionalizar a corrupção. Uniu o útil(Odebrecht) ao agradável(roubo). Lula tinha todos os meios para combater a corrupção mas ele preferiu fazer parte dela e usufruiu e ainda usufrui. Lembram das viagens de Lula nos jatinhos da Odebrecht? Quem pagava as palestras do Lula? Advinhem
    Quanto a Dilma.....não passa de uma bobona controlada pelo Lula.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tambem acho assim Daniel Camilo porque penso que se Marcelo, herdeiro da maior empreiteira do mundo nao iria oferecer propinas a politico algum se nao fosse pressionado por Lula e sua corja ja que eles ameacavam nao dar contratos para quem nao o fizesse. Ele tinha nao milhares mas talvez milhoes de empregados que dependiam dele e assim comecou o seu martirio. Eu tambem so culpo o Lula, pois sei que para o empresario que ja estava dentro do esquema seria dificil dizer nao. Para mim ele foi uma vitima tambem como todos nos.

      Excluir
  4. MOB também usa de vitimação na nota pública emitida logo após a 26ª fase da OLJ, ao ressaltar que a Odebrecht não é o agente principal desses crimes. Deixar de assumir as consequências de seus atos é um mal profundamente enraizado na humanidade.
    A CPI DAS EMPREITEIRAS caiu no esquecimento após o assassinato do governador do Acre, Edmundo Pinto de Almeida Neto, no hotel de luxo Della Volpi em São Paulo, na véspera de depor no Congresso!!! Segundo o jornal A Folha de São Paulo, no dia do assassinato, três quartos do mesmo andar do hotel eram ocupados por funcionários da construtora Norberto Odebrecht, que havia vencido a licitação para realizar a obra superfaturada do Canal da Maternidade. Em 17.05,16, completará 24 anos!!! O segredo dos esquecidos pode voltar à Justiça.

    ResponderExcluir
  5. Agora, colocar na conta dos beneficiários dos fundos de pensão das estatais os rombos causados pelos sindicalistas é no mínimo uma afronta ao Estado Democrático de Direito.

    E o sapo barbudo tomador de cachaça disse que é a Lava Jato que está causando prejuízos à economia.

    Ah! Se ele gosta de mulher com aquilo duro vou dar para ele um martelete para ele colocar no orifício junto com o processo. Orifício dele é lógico!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse sapo colocou sob sigilo do governo, por 50 anos, bilhões desviados para Cuba, Venezuela e paíse africanos, como é sabido por todos e ainda diz que é perseguido. Grande FDP.

      Excluir
  6. Marcelo Odebrecht é tão culpado quanto Lula e Dilma. Ele que não venha se fazer de vítima, alegando que tinha tantos mil empregados, pois sabemos que na hora do pega pra capar o que faz esse tipo de empresário é demitir em massa. Cadeia para todos eles e que a chave seja jogada fora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sábias palavras, auto-elucidativas.
      Quando é para chorar, melhor que seja a mãe dos outros, né seu Marcelo?

      Excluir
  7. Não quer falar, não tem problema. Sergio Moro há de encontrar as provas de outra forma. Que apodreça na cadeia.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.