Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

domingo, 20 de março de 2016

Impeachment da Dilma é tido como certo.


Não tem mais erro, a presidente Dilma será afastada do cargo de presidente da República, pelo Senado Federal. Após o recebimento da decisão da aceitação do processo de impeachment que deverá ser aprovado pela Câmara será votado no Senado Federal. 

É tido como certa a aprovação do processo de impeachment da Dilma pela Câmara dos Deputados, com mais de 342 votos, correspondente a maioria absoluta necessária para a aprovação do impeachment. A previsão de que ocorra a votação pelo plenário da Câmara até o dia 15 do próximo mês e até o início de mês de maio pelo Senado Federal.

O Senado Federal fará o julgamento do processo de impeachment vindo da Câmara dos Deputados, até o final do mês de maio. Os senadores preveem que, na hipótese mais otimista, o afastamento da Dilma deverá ocorrer ainda na primeira quinzena de mês de maio e na pior hipótese, a presidente Dilma será cassada até o final do mês de maio. 

À partir da votação do acatamento do processo de impeachment pelo Senado Federal, a presidente Dilma deverá ser afastada do cargo de presidente da República e assume interinamente o vice-presidente Michel Temer. Isto acontecerá segundo previsão até o dia 15 de abril.  Dilma será presidente licenciada, sem mandato. Mas, a vida do Michel Temer, não será tão tranquila. O mandato do Temer dependerá da deliberação do processo de cassação da chapa Dilma/ Temer pelo TSE


Em sendo afastada a presidente Dilma pelo Senado Federal, o vice-presidente Michel Temer assume interinamente até que o TSE julgue a cassação da chapa Dilma/ Temer. Em sendo rejeitado o processo de cassação da chapa pelo TSE, Michel Temer continua no mandado de presidente até o final do mandato, isto é, até o dia 31 de dezembro de 2018. 

Por outro lado, havendo cassação da chapa Dilma/ Temer pelo TSE, ainda neste ano, assume interinamente o cargo de presidente da República, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Eduardo Cunha, assumindo o cargo de presidente, se ocorrer ainda este ano, este convocará eleição presidencial no prazo de 90 dias, para o mandato tampão que durará até o dia 31 de dezembro de 2018. 


Se a cassação do registro da chapa pelo TSE ocorrer após 31 de dezembro deste ano, o presidente provisório, no caso o Eduardo Cunha, convocará a Câmara dos Deputados para eleição "indireta" para preencher o cargo de presidente da República. O mandato de presidente eleito por via indireta, exercerá o mandato até o dia 31 de dezembro de 2018. 

Seja como for, com o impeachment da presidente Dilma ou havendo cassação da chapa Dilma/ Temer pelo TSE, não terá o cargo de vice-presidente até o final de 2018. Neste caso, a função de vice-presidente será exercido pelo presidente da Câmara dos Deputados ou na sua ausência o presidente do Senado Federal. Estando ausente do País, simultaneamente, o presidente da Câmara dos Deputados e o presidente do Senado Federal, assume função de presidente da República, o presidente  ou a presidente do STF. 


Na terceira linha de sucessão, à partir da vacância do cargo de presidente, até o mês de junho de 2018, será a ministra Carmen Lúcia, que ocupará o cargo de presidente do STF, por período de 2 anos.  Complicado é, mas é assim que prevê a Constituição da República. 


Publicidade: Clique >  Uma nova matriz econômica 

Ossami Sakamori











17 comentários:

  1. Muito esclarecedor amigo Saka. Vamos aguardar e torcer para que tudo ocorra de maneira favorável ao tão sofrido povo brasileiro.

    ResponderExcluir
  2. Se o Brasil fosse um país sério.
    Como está dominado por forças nem um pouco estranhas, mas por um complô que acabou com nosso país, só há uma maneira de acabar com essa quadrilha que se adonou do país e não podemos contar com o chamado exército brasileiro que não vai defender o juramento que fizeram e não merecem o título de guardão do Brasil.

    ResponderExcluir
  3. O próximo presidente da República será o Álvaro Dias.
    Já foi Grão Mestre, cidadão sério e não consta que viva da corrupção ou que faça dela seu modo de vida.

    ResponderExcluir
  4. Depois do impeachment da Dilma a guerra será pela cassação da chapa Dilma/Temer pois deixar Temer até 2018 será trocar seis por meia dúzia. A limpeza tem que ser geral. Marina Silva(petista de coração) em 2018, é fria. Vamos torcer para que apareça cabeças novas com propostas de crescimento para o Brasil e que não sejam controladas pelos banqueiros.

    ResponderExcluir
  5. Respostas
    1. O golpe já foi dado pelos comunistas travestidos de brasileiros, lesa-pátrias que tomaram o Brasil de assalto, legalizando a maracutaia, à peso de ouro, via SMARTMATIC. O Brasil foi vendido e os ladrões que o fizeram se blindam entre si para evitar serem pegos. Só revolução com ajuda externar para sair dessa.

      Excluir
  6. Engenheiro civil, 71, blá,blá,blé... Opinião independente sobre Economia e Política.

    Que mentira japa!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu petista panaca filho de uma puta, se não gosta do Sr.Ossami, por que escreve aqui, viado? E se fosses pedir ao lula para te comer a tua bunda mal cheirosa?

      Excluir
  7. Que será que êsse comunista infiltrado quer dizer, além de chamar o sr. Sakamori de japa?

    ResponderExcluir
  8. "Lula cogita desistir da Casa Civil.

    O jornal Folha de S. Paulo acaba de informar que Lula cogita desistir de lutar para ser ministro de Dilma Roussef.

    O ex-presidente assumiria a condição de ministro informal para articulação política.

    Ele até poderá fazer isto, mas não terá como usar instalações e serviços do governo, porque isto constituiria crime.

    Lula viajou hoje para Brasília."

    http://polibiobraga.blogspot.com.br/2016/03/lula-cogita-desistir-da-casa-civil.html

    ResponderExcluir
  9. Que linda neta que esse velho aí acima, tem.

    ResponderExcluir
  10. Gente, não peçam mais e intervenção militar pois eles além de os generais serem uns fracassados, covardes, bundões e militantes do PC do B. Esqueçam. Eles nem deviam existir, pois 220 mil dfesses melancias caçam mosquitos deixando as fronteiras totalmente desguarnecias. Não valem nada, nem um peido furado! Só dão despesa.

    "Dilma corre risco de ser processada criminalmente por tráfico de influência e obstrução da Justiça

    (...)

    Lamentável

    O Comandante do Exército, General Eduardo Villas-Bôas, lamenta o clamor por intervenção militar.

    Em um simpósio jurídico realizado sexta-feira passada (18), no Comando Militar da Amazônia, em Manaus, no qual estava presente o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, o Comandante Villas-Bôas criticou:

    "Eu acho lamentável que, num país democrático como o Brasil, as pessoas só encontrem nas Forças Armadas uma possibilidade de solução da crise, mas isto não é extensivo nem generalizado e, felizmente, está diminuindo bastante a demanda por intervenção militar, Não há paralelo com 1964, primeiro porque hoje nós não temos o fator ideológico. Naquela época, nós vivíamos a situação de Guerra Fria e a sociedade brasileira cometeu o erro de permitir que a linha de fratura da Guerra Fria [a] dividisse. Isso não existe mais. O segundo aspecto é que hoje o Brasil tem instituições sólidas e amadurecidas, com capacidade de encontrar os caminhos para a saída dessa crise. Os quarteis estão prosseguindo naturalmente nas suas atividades e o Exército está profundamente empenhado em contribuir para a manutenção da estabilidade"".

    Fala sério!

    Comentário curto e grosso deste Alerta Total:

    A solidez e o amadurecimento das instituições puderam ser vistos nas recentes gravações de conversas de Lula, com as respectivas reações nos três poderes republicanos...

    Ou o General Villas-Bôas nos proporciona um maquiavélico show de dissimulação, ou sofre da mesma visão míope dos rentistas sobre a realidade institucional brasileira...

    (...)"

    http://www.alertatotal.net/2016/03/dilma-corre-risco-de-ser-processada.html

    ResponderExcluir
  11. Paisinho mequetrefe êsse nosso. Sem instituiçóes e com constiuição (minúsculo, mesmo) à serviço de quadrilha que se apossou do que um dia foi nosso país. Não temos mais identidade e teremos que engolir o vômito do capeta. Melhor morrer lutando (IPSIS LITTERIS) que ficar de quatro dizendo amém à esses FDP.

    ResponderExcluir
  12. Gilmar Mendes vai se foder e lula será ministro. Por quê? Senão vejamos: marco aurélio mello conseguiu que dilma nomeasse sua filha leticia mello para desembargadora.
    Agora foi a vez do luiz fux também do STF conseguir que dilma também mexesse os cordeis e nomeasse sua filha marianna fux também para desembargadora.
    Logo já são dois votos a favor de lula, não falando no advogado do PT, tiffoli.

    ResponderExcluir
  13. Calma aí pessoal!

    Que negócio é esse de colocarem baixarias no blog do prezado Sakamori.

    Podemos (e devemos) defender nossos ideias e nossas idéias sem baixar o nível.

    Quem quiser expor suas baixarias e palavras fúteis que o façam lá no site do Instituto Lula que é podre e pode acolher este tipo de manifestação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O senhor está certo, sr. Eli.
      Os ânimos ficam acirrados pois o povo não aguenta mais tanta dissimulação, mentira, achaque e deturpação dos direitos lesados e, por não terem outra forma de extravazar, perdem o controle o que é natural, ainda mais quando infiltrados, sabedores que este blog é anti-petista, postam idéias que, como bem o senhor disse, deveriam ser manifestas no site do Instituto Lula. Não devemos responder à provocações e, já que não temos leis PATRIÓTICAS ou PATRIOTAS que se preocupam com o país, vamos responder com SILÊNCIO (luto e nojo).

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.