Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 27 de fevereiro de 2016

A esquerda "acarajé" !


Acarajé é comida baiana, para quem pode. Só para fina flor da sociedade baiana, como os três patetas da Dilma. O Brasil do PT está dividido em povo do acarajé e o povo do pão e mortadela. Pão com mortadela é para o povão que participa das passeatas do CUT ou das manifestações do MST. Acarajés são para poucos. Acarajés são para os que ganham dinheiro na ladroagem da Petrobras comandada pela presidente da República. 


Os três patetas da República, um com assento no Palácio do Planalto e os dois outros os principais articulistas de marketing da presidente Dilma, são os donos do poder. A Dilma? Quem, a presidente? A presidente Dilma é apenas uma peça figurativa decorativa para os três soteropolitanos, apenas um meio para ganhar dinheiro. Muito dinheiro, de forma ilícita. Os Feiras confessam que o dinheiro depositado no exterior é produto da sonegação e que pretende "esquentar" com a lei da repatriação de recursos no exterior. Quem pode, pode!


Querendo ou não querendo, os manifestantes do CUT e do MST, vão continuar a comer mesmo é "pão com mortadela". Com diária de R$ 35 mais sanduíche "pão com mortadela" e conduzidos por ônibus contratados, vão continuar a fazer manifestações na Avenida Paulista ou no Instituto Lula. Coitado do povo! Eles nem sabem que o "pão com mortadela" é que garantem os "acarajés" dos "patetas" do Planalto. 

Não pensem que a vida é fácil para eles. Para o povo dos "acarajés". Há disputa de "acarajés". Há ciumeira geral para garantir os "acarajés". Vai do vice-presidente da República aos presidente da Câmara dos Deputados e presidente do Senado Federal. Ambos são chegados nos "acarajés". Há uma disputa ferrenha pelos "acarajés" nos poderes da República. Os "acarajés" estão em alta! 


Há quem esteja com dor de barriga de tanto comer os "acarajés". Um deles é o Lula da Silva. Gostou tanto dos "acarajés" que ganhou um sítio em Atibaia e um triplex no Guarujá. Está difícil do Lula da Silva justificar a ascensão repentina da posição de "pão com mortadela" para adepto em "acarajés". Para o Lula da Silva, já com virose dos "acarajés" foi preciso contratar especialista em "virose" devido à iguaria baiana.


Agora, todos adeptos dos "acarajés" tem em comum, a ojeriza pelo "japa do federal". Eles ficam apreensivos quando a campainha toca de manhã. Eles tem em comum, o medo pelo "japa do federal". 


Os "acarajés" dos soteropolitanos virou simbolo de comida dos poderosos da República. Melhor dizendo, "acarajés" virou o símbolo os poderosos da "facção criminosa", que tomou conta dos poderes da República. As decisões da ladroagem saíram do gabinete presidencial, como pode ver na foto. 


Nunca na história do País, a comida típica dos baianos soteropolitanos, o "acarajé", virou notícia nacional, pejorativo, como agora. 

Publicidade
Macro economia: Brasil tem futuro? <~ clique

Ossami Sakamori




7 comentários:

  1. E haja comissão de ética... rsrsrssss

    ResponderExcluir
  2. Quem anda cagado de medo de receber em casa o "japa do federal", é o lula, pois já solicitou ontem ao STF para eles mandarem interromper de uma vez por todas as investigações que correm sobre ele.
    Tenho a ligeira impressão que vai conseguir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Brasil virou zona e o larápio manda e desmanda nela (ou nele?)

      Excluir
  3. lula já sabe que vai ser preso. Só não sabe quando. Era bom se tivesse um AVC bem forte.

    http://vindodospampas.blogspot.com.br/2016/02/o-patetico-fim-de-lula.html

    ResponderExcluir
  4. "Até quando, Catilina, abusarás da nossa paciência? Por quanto tempo a tua loucura há de zombar de nós? A que extremos se há de precipitar a tua desenfreada audácia?" Marcus Tullius Cicero

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca uma frase foi tão acertada.
      Já na Antiga Roma tinha sapo como o que nos foi dado pelo destino.
      PQP...

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.