Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

domingo, 19 de abril de 2015

Dilma vive uma cassação branca !


Crédito da imagem: O Estadão

Depois de longo tempo afastado da imprensa, o Estadão publicou hoje, a entrevista com a candidata à presidência da República no primeiro turno das eleições do ano passado, Marina Silva. 

Marina Silva foi fundadora e militante do PT por décadas, foi senadora pelo estado de Acre, ministra do Meio Ambiente do governo Lula e candidata à presidência pelo partido do falecido Eduardo Campos, o PSB.

Nada há de novidade no pensamento político da Marina Silva. A entrevista concedida para o jornal Estadão, é repetição do que nós já ouvimos durante a campanha presidencial. Vou destacar aqui apenas opinião dela com relação ao momento político que vive a Dilma presidente.

Marina Silva disse ao Estadão que "há uma responsabilidade política indireta patente" da presidente Dilma Rousseff pelos escândalos na Petrobras. Disse Marina: "Como você é ministro de Minas e Energia, chefe da Casa Civil e presidente da República e tudo isso acontece?" se referindo à presidente Dilma com relação aos escândalos de ladroagem revelados pela Operação Lava Jato. 

O que a Marina Silva disse ao Estadão reforça exatamente a minha tese sobre a responsabilidade da Dilma presidente em todo episódio que envolvem ladroagem no âmbito da Petrobras. Concordamos sim, que a Dilma presidente é responsável sim, pela ladroagem na Petrobras revelado pela Operação Lava Jato, levado ao efeito graças à coragem e discernimento do juiz federal Sérgio Moro.

Concordamos também que o Brasil vive "um buraco negro" (dito pela Marina), sem um comando de fato, com muitas mentiras vendidas para permanência no poder do PT, que se porta como mera facção criminosa que pratica o tráfico de influência para colocar em prática o crime de ladroagem aos cofres públicos.

Se ainda, oficialmente, a presidente Dilma Rousseff não foi cassado pelo Congresso Nacional, concordo com o que disse a Marina Silva: "Dilma vive uma cassação branca".

Ossami Sakamori





8 comentários:

  1. Essa senhora,que posa de rainha do Brasil,tinha que seguir o exemplo de poucos corruptos político asiáticos,ou seja,pessoalmente,assumir os erros,pedir desculpa ao povo e se suicidar,ou,pelo menos,jogar a toalha e sumir da política,DEFINITIVAMENTE.É o mínimo que se espera de quem fala tanto em respeito,democracia,caça aos corruptos e outras mazelas que nem ela mesma sabe (não conseguiu decorar os textos prontos).

    ResponderExcluir
  2. Marina Silva, apesar de falar contra Dilma, na prática não move uma palha para ajudar a Nação. Ela podia estar presente nas manifestações. Poderia dar apoio moral ao Aécio Neves mas prefere ficar só no discurso. Todos sabemos que Dilma era ciente das falcatruas. Mas como fazer com que ela seja punida se a maioria dos políticos, STF, STE, TCU, OAB,,Imprensa e FAs não desejam? Eduardo Cunha era a nossa esperança, para um impeachment da Dilma, no caso das pedaladas fiscais, mas já aderiu ao discurso da Dilma após "encontro em um jantar". As desavenças entre políticos e governo não são para defender interesses da Nação e sim interesses deles(governo e políticos). A ladroagem é parte da estratégia de tomada de poder. Sem recursos financeiros, o Brasil estará em um caos econômico. Na guerra é mais fácil vencer um inimigo deixando-o sem comida e bebida do que combatendo com armas. Com fome e sede, qualquer bom guerreiro se entrega abatido. O PT quer nos vencer pelo cansaço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marina Silva é petista, sua formação política é petista, sua postura é petista. Pode vestir roupagem nova, só engana os que vêem superficialidades.

      Excluir
  3. Temos que agir rápido observem algumas coisas que que citaram em Tempo de Guerra :A primeira tarefa é reocupar as ruas. A oposição de direita controla parte importante do Judiciário, do Parlamento e do Executivo, em seus diferentes níveis. A segunda tarefa é construir uma Frente Democrática e Popular A terceira tarefa é mudar nossa estratégia. .A quarta tarefa é alterar a linha do governo A quinta tarefa é mudar o próprio PT. Bem esta aqui para olhar o Absurdo que hoje Dima começou a por em pratica na Revista Exame. Assustador.
    http://www.pt.org.br/wp-content/uploads/2015/04/TESES5CONGRESSOPTFINAL.pdf?hc_location=ufi
    www.pt.org.br
    www.pt.org.br

    ResponderExcluir
  4. Lamentável e infelizmente a rainha usa técnicas de guerrilha para manter seu reinado.É muita ingenuidade acreditar que haja mudança no quadro geral.Urge agir,rapidamente,pedindo ajuda internacional,para derrubar o Partido dos Trabalhadores,hoje transformado em poder totalitário e que age sem qualquer tipo de raciocínio patriótico mas,contra ele.O país está todo dominado por inimigos da nação e,seus seguidores devem ser combatidos com tudo que estiver ao alcance dos cidadãos de bem para reaver o que já é nosso,o Brasil,mesmo que tenhamos que usar a própria vida.O país vive um estado de guerra velado e ninguém quer ver...

    ResponderExcluir
  5. A Dona Marina Silva é a tal caçadora que matou o leão morto.
    Devia se dedicar a causas mais nobres do que cuspir no prato que come(PT).
    Todos os nossos políticos(sem excessão) são farinha do mesmo saco.Se fossem comprometidos,apenas 3 partidos (um de direita,outro de esquerda e outro de centro),resolveriam todos os problemas.Quantos partidos políticos tem no Brasil?A pergunta responde a própria pergunta.Todos só querem levar vantagens milionários ocupando precioso tempo em se preocupar com o destino do povo(seus parentes e amigos...).

    ResponderExcluir
  6. Olha a suja falando da mal lavada...
    Com gente desse naipe nas altas esferas políticas,o Brasil só pode estar como está:correndo rapidamente para cair no precipício...

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.