Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Crise imobiliária. Desemprego em massa!

Crédito da imagem : Estadão

O que tem o mercado imobiliário com a taxa de desemprego no País? Segundo IBGE, a taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do Brasil ficou em 6,2% em março, a quarta alta seguida do indicador medido pelo Instituto. O índice é reflexo de retração da economia já comentada por este blog, projetado para este ano em 2,5% de encolhimento no PIB para este ano. 

A retração vem do forte ajuste fiscal e do aumento de carga tributária do governo federal e do efeito Operação Lava Jato na Petrobras. O governo deixou de investir e a maior companhia do País e seus fornecedores não só deixou de contratar novos trabalhadores mas os demitiram. O efeito já é sentido em todos os setores da economia, como efeito cascata.

O efeito perverso das medidas de contenção de gastos e a inflação que o governo não consegue domar, vem refletir nos depósitos de cadernetas de poupança. Os saques nas cadernetas de poupanças estão sendo maiores do que as retiradas. Em 2014, a CEF desembolsou R$ 129 bilhões para construção de moradias e está longe de poder alcançar o mesmo número para o ano de 2015.

Diante do crescente saques nas cadernetas de poupança a Caixa Econômica Federal anunciou nessa segunda-feira, dia 27, corte nos financiamentos de imóveis usados. Para frear a demanda a Caixa anunciou o teto máximo de financiamento para imóveis usados em 50% do valor da venda. "Poucas famílias tem poupança para dar entrada de 50% do valor do imóvel", comentam os corretores de imóveis.

Este que escreve tem experiência no ramo desde 1970, para fazer diagnóstico com certa precisão sobre as consequências desta medida anunciada pela CEF. 

O efeito da medida anunciada pela CEF não só afeta a comercialização de imóveis usados mas também e sobretudo os imóveis novos. Não existe dois mercados na prática, os imóveis novos e imóveis usados. Quem compra imóveis novos, exceptuando os imóveis do programa Minha Casa Minha Vida, vende o antigo para comprar o novo. O mercado de imóveis funciona exatamente como os dos veículos, os compradores dos carros novos vendem os velhos para quitar parte dos novos. 

A consequência da retração do mercado imobiliário causada com os novos tetos de financiamentos da CEF, vai fazer com que as construtoras e incorporadoras adiem os novos lançamentos em função da "parada do mercado". O adiamento dos novos lançamentos significa paralisação de contratação de novos empregados na construção civil. Os trabalhadores dispensados em função de término das obras não mais encontrarão vagas em novas obras. Não haverá novas obras.

Isto tudo, venho falando desde o início do ano. Os efeitos dos riscos do sistema Petrobras, BNDES, carteis de construtoras e Fundos do Pensão, interagem e produzem efeitos cascata na economia que provocarão a retração de no mínimo 2,5% do PIB o aumento do desemprego no País. 


Este governo perdeu a credibilidade para governar o País, por isso, insisto no movimento pela "renúncia" ou do "impeachment" da presidente Dilma.

Que País é esse que a presidente da República não tem condições de sair às ruas. Todos eventos que ela participa são em recintos fechados e severamente blindados contra a população.

Dilma não me representa, há muito tempo!

Ossami Sakamori

8 comentários:

  1. Realmente,é a primeira vez,na história mundial,que uma rainha tenha medo de seus súditos.Também,esperar o que dessa quadrilha blindada e descomprometida com os interesses do País?E,de quebra,temos que chamar ladrão de excelência.Só mesmo no Brasil.

    ResponderExcluir
  2. Pena em Saka, em um Pais cai tudo devido a um TERREMOTO natural, mas aqui cai tudo , porque ñ temos lei, só ladrões e burros no poder..Que catástrofe... caimos no buraco do roubo e da ignorância, o TERREMOTO da senvergonhice. Nesse ninguem estenderá a māo para ajudar, apenas os pes para terminar de enterrar

    ResponderExcluir
  3. Pena em Saka, em um Pais cai tudo devido a um TERREMOTO natural, mas aqui cai tudo , porque ñ temos lei, só ladrões e burros no poder..Que catástrofe... caimos no buraco do roubo e da ignorância, o TERREMOTO da senvergonhice. Nesse ninguem estenderá a māo para ajudar, apenas os pes para terminar de enterrar

    ResponderExcluir
  4. Estamos vivendo uma situação pré caos. Meu medos é que não haja mais tempo.

    ResponderExcluir
  5. "Que País é esse que a presidente da República não tem condições de sair às ruas. Todos eventos que ela participa são em recintos fechados e severamente blindados contra a população."
    Pois é, Sr Sakamori. Já estamos em uma ditadura velada onde o PT consegue o que quer. Vejam que só foi o empresário Léo Pinheiro querer fazer a delação premiada incriminando Lula que o STF liberou os "ladrões" para a prisão domiciliar. Agora, Léo pode nem delatar nada pois nem vai compensar a dor de cabeça com o "chefe" do PT.

    ResponderExcluir
  6. Para saber o resultado,basta olhar a História e ver o que ocorreu em outros países que tiveram governos ditatoriais...
    Tudo vai virar pó enquanto a quadrilha legalizada se mantiver no poder.
    Os bandidos vieram para ficar...

    ResponderExcluir
  7. Ajuste fiscal significa apertar o cinto. Quando a economia se retrai, o povo paga, sobretudo,com a falta de emprego. Mas, no Brasil, o trabalho sempre foi precarizado. O Brasil é uma nação de subempregados. E neste 1o de maio a Presidenta nem tem coragem de se pronunciar à nação. O BNDES e e Petrobrás sempre foram mal geridos. E é verdade, aqui, a especulação imobiliária serve para as pessoas paguem as suas dívidas. Especulação, entre nós, não foi feita para dar lucro, a não ser para uma minoria endinheirada. A economia brasileira foi feita para poucos, aqueles que têm muita grana. Este feriado a gente comemora com descanso, mas a elite é que ganha como o nosso dia, que, na verdade, nunca foi nosso.

    ResponderExcluir
  8. Quer vender seu imóvel no Rio de Janeiro?


    Você não é nenhum corretor de imóveis, mas deseja vender seu imóvel o mais rápido possível, porém não sabe por onde começa, nem tão pouco quanto deve cobrar pelo mesmo.


    Então, não esquenta a cabeça, pois pra isso existem as imobiliárias. E a partir de agora, vou lhe dar uma GRANDE DICA pra vender ou comprar seu imóvel em qualquer lugar do Rio de Janeiro.


    A Riomorar Imobiliária tem a melhor consultoria de vendas de imóveis do Rio de Janeiro - RJ, Brasil.


    Quer comprar um imóvel no Rio de Janeiro?


    A Riomorar imobiliária tem os melhores imóveis à venda no Rio de Janeiro com 1 e 2 quartos, suítes com 2, 3, 4 quartos e muitos outros imóveis disponíveis no site: www.Riomorar.com.br


    20% para quem viu este anúncio!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.