Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 21 de abril de 2015

A "pedalada" da Petrobras é de R$ 80 bilhões !


Joaquim Levy disse na entrevista para Bloomberg em Nova York, participando da reunião anual do FMI, que a divulgação do balanço da Petrobras, a Companhia passaria pra a fase de "reconstrução". No meu entender, o ministro está longe de dizer a verdade. A Petrobras está com dificuldade de honrar os seus compromissos, tanto assim é que foi feito empréstimo nos bancos no valor de R$ 18,5 bilhões na semana que passou, curiosamente, antes da divulgação do balanço trimestral de 2014. 

A Petrobras tem ainda o plano de desmobilização dos ativos no montante de R$ 39 bilhões, já anunciado pela imprensa, tão logo assumiu o novo presidente da Petrobras Aldemir Bendine. A Petrobras está desesperada em conseguir recursos para cumprir com os compromissos de 2015. Não há dinheiro em caixa para tanto, por isso a venda de ativos além dos empréstimos dos bancos oficiais.

A Petrobras é uma Companhia que não cumpre as regras da boa governança corporativa, exigidas pelo CVM - Comissão de Valores Mobiliários. A falta de transparência facilitou a ladroagem praticada pela facção criminosa que desde 2004, segundo revelou a Operação Lava Jato. Após um ano de investigações pela Polícia Federal, ainda não se chegou ao valor exato da ladroagem ocorrido na Petrobras. 

Mesmo com a total falta de transparência, a agência de classificação de riscos Moody's e o banco UBS, fizeram levantamento estimativo e chegou a conclusão de que a Petrobras deve aos bancos oficiais R$ 72,5 bilhões, sem contar com os R$ 7,5 bilhões de empréstimos feitos pelo BB e CEF. O valor atualizado, portanto, é de R$ 80 bilhões distribuídos em R$ 41,7 bilhões do BNDES, R$ 24 bilhões do BB e R$ 14,2 bilhões da CEF.

Os bancos públicos viraram casa da mãe Joana, financiaram o rombo do sistema elétrico para serem pagos neste e no ano que vem devido a "redução das contas de luz" da Dilma em 2013. A estimativa é que os bancos públicos tenha financiado cerca de R$ 20 bilhões ao sistema elétrico para cobrir o rombo . Pelo menos estes empréstimos foram feitos para empresas do setor elétrico em sua maioria privadas.

Por outro lado, há poucos dias, foi levantada pela Diretoria de Fiscalização do Banco Central de que os bancos públicos teriam pagos contas do governo federal constantes do Orçamento da União de 2014, num montante de R$ 40 bilhões. Os empréstimos foram considerados pelo TCU - Tribunal de Contas da União como uma forma de fugir da Lei de Responsabilidade Fiscal. Estes empréstimos estão sendo chamado pela imprensa como "pedalada fiscal".

Os empréstimos feito pelos bancos oficiais à Petrobras no montante de R$ 80 bilhões, revelados pelo Mood's e UBS, não deixa de ser uma outra "pedalada" para burlar a transferência de dinheiro do contribuinte para fins que não estão previstos nos objetivos das instituições financeiras oficiais. Triste saber que a "pedalada" da Petrobras serviu em parte para abastecer o financiamento da campanha da Dilma presidente, além de encher os bolsos da facção criminosa comandada pela dupla Lula & Dilma.


A "pedalada" da Petrobras é de R$ 80 bilhões!

Ossami Sakamori
SakaSakamori 



12 comentários:

  1. Nunca dantes,na história deste país,houve uma manipulação do povo,tão grande,tão forte e tão eficaz.Uma sofisticada quadrilha,com tentáculos(cúmplices)em todos os setores,tomou conta do País.Fazem o que querem,como e quando querem e ninguém pode fazer nada (por enquanto,somente podemos falar o que achamos,sobre o pouquíssimo que podemos ficar sabendo da realidade).Tudo é escuso e escondido e,quando descoberto,o assunto logo é desconversado,manipulado,tripudiado e transformado em doce de fezes,que é dado ao povo.PQP.Cadê as FAAS,também elas,cooptadas pelo sistema podre que reina(pelo jeito,ETERNAMENTE).Nada vai acontecer?

    ResponderExcluir
  2. Pelo jeito,Tiradentes morreu em vão...
    Lutava pelo idealismo de libertar o país dos ladrões externos.
    Hoje,os ladrões estão entronados no poder central,sem qualquer chance de o povo ver luz no fim do túnel,pelo simples fato de não haver mais túnel.Os reis se blindaram e corrompem tudo e todos para se manterem imunes e impunes.
    Tiradentes perdeu seu tempo e sua vida Á TOA...

    ResponderExcluir
  3. Parabéns. Quando o assunto é Petrobras, as cifras são astronômicas. O cidadão comum tem até dificuldades de entender. Por sua vez, os desvios também são estarrecedores. E quantificar o que já foi desviado, ninguém nunca vai conseguir. É uma pena. E nós brasileiros, lamentavelmente, iremos bancar toda essa roubalheira.

    ResponderExcluir
  4. É Saka, perfeito como de costume. A falta transparência foi para facilitar a ladroagem, de certa forma devemos um favor ao Paulo Roberto Costa, quem diria que eles teriam um Paulinho fazendo delação premiada. Ai foi um pulo para sabermos o que os corruptos fizeram com a maior empresa do país. Sinto vergonha desse país.

    ResponderExcluir
  5. O Min Levy está jogando sua moral para o ralo. Está mentindo. O problema é a convivência. Quem convive com presidENTA mentirosa e noJENTA se torna mentiroso nojento.

    ResponderExcluir
  6. Realmente Saka, tenho dificuldade em compreender tantos zeros contidos nessas pedaladas, mas concordando com seus comentaristas sempre tem alguem mentindo, a Chefona ou os que a acompanham, porque existe sempre a necessidade de comprar alguem para se manter no poder.Talvez sejam essas pedaladas que a fizeram emagrecer e envelhecer tanto

    ResponderExcluir
  7. O risco da banalização por parte do povo é grande, com possibilidade arrefecer os ânimos, tantos são os escândalos diariamente. Os erros da economia e suas consequêcias podem ser o unico comburente às menifestações de rua, pois que se a indiferença tem deu lugar comum entre nosso povo, o bolso vazio não os deixará esquecer.

    ResponderExcluir
  8. Lula antes de ser Presidente da República já PEDALAVA. Em uma entrevista, o repórter lhe perguntou: -Lula, faça uma frase com o verbo Hospedar. E Lula respondeu: -"Os pedar" da minha bicicleta é bom.

    ResponderExcluir
  9. Esse comentário não é cópia. São palavras minhas.
    A presidente da República, Dilma Rousseff, triplicou a verba pública que abastece o Fundo Partidário: De 289,5 milhões de reais(2014) para 867,5 milhões de reais ao fundo partidário. O Congresso aprovou, claro. E, desses 867,5 milhões, o PT vai abocanhar 116 milhões de reais. Como a fonte de arrecadação do PT minguou pois era em grande parte proveniente das empreiteiras envolvidas no esquema da lava Jato, o PT pressionou e Dilma consentiu em tirar dos nossos bolsos e dar para os partidos essa montanha de dinheiro que, na verdade, quem gerencia são são os caciques de cada partido. Nenhum partido reclamou. Pois é, mas não estamos em tempos de ajuste fiscal? Tempos de arrocho financeiro? É verdade, mas para o PT o arrocho é só para a população. Então, vivemos ou não em uma ditadura petista?

    ResponderExcluir
  10. E se levy fosse tomar no cu?

    Gozar abertamente com os brasileiros desse jeito?

    Declaração de Levy nos EUA: "O Brasil é um dos países mais transparentes do mundo. É um país onde tudo é discutido, onde o governo é responsável por tudo que faz, e temos eleições regularmente. Pessoas que infringem a lei vão para a cadeia. Quando você tem chefes de empresas indo para a cadeia porque violaram a lei, isto é bom".

    ResponderExcluir
  11. "Petrobras faz baixa de R$6,2 bi por corrupção e tem prejuízo de R$21,6 bi em 2014

    SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras teve um prejuízo de 21,6 bilhões de reais no ano passado, segundo balanço auditado divulgado nesta quarta-feira, após contabilizar perdas de 6,2 bilhões de reais por corrupção e reduzir em mais de 44 bilhões de reais o valor de seus ativos.

    A petroleira está no centro da Lava Jato, operação da Polícia Federal que investiga o desvio de dinheiro de contratos com grandes empreiteiras para ex-funcionários da Petrobras e políticos.

    A publicação do resultado da empresa referente ao terceiro trimestre do ano passado estava atrasada em mais de cinco meses e a companhia aproveitou para divulgar também os dados referentes ao quarto trimestre e ao fechado de 2014.

    No resultado do terceiro trimestre de 2014, a companhia reconheceu perdas de 6,2 bilhões de reais por pagamentos indevidos descobertos pelas investigações da Lava Jato. Isso fez a estatal ter prejuízo líquido de 5,3 bilhões de reais de julho a setembro do ano passado.

    No quarto trimestre, a companhia reduziu o valor de seus ativos em 44,3 bilhões de reais, após ter reavaliado uma série de projetos, principalmente a Refinaria Abreu e Lima e o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). A empresa citou problemas no planejamento dos projetos, uso de taxa de desconto com maior prêmio de risco, postergação da expectativa de entrada de caixa e menor crescimento econômico.

    O prejuízo líquido da Petrobras de outubro a dezembro, após o efeito da redução dos ativos, ficou em 26,6 bilhões de reais.

    (...)"

    http://br.reuters.com/article/topNews/idBRKBN0ND2SD20150422

    ResponderExcluir
  12. Só uma guerra civil salva o Brasil.
    Só não vê quem não quer.
    Só trouxas,como nós,acreditamos que o ninho de ladrões instalados no poder,vai devolver o Brasil aos brasileiros.
    Se quisermos retomar nossa pátria,será com derramamento de sangue.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.