Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

domingo, 19 de abril de 2015

BANDIDAGEM X IDEOLOGIA

Por: Monica Torres


Foram-se os tempos da conturba “ideologia’ no Brasil. Os tolos de esquerda festiva e esquerda caviar bem o aproveitaram.  Era status citar um ou outro desses mitológicos fabricantes de sangue Marx, Staling, Lenin, Gramsci, Kruschev e etc.  As gerações entenderam a inutilidade e o mal que essas ideologia espalhavam e sobretudo na fase adulta de suas vidas, deixavam subitamente de ser idiotas.

De tempos em tempos a síndrome da idiotice se repete, e como uma pústula resistente, volta a sangrar e espalhar suas células ruins pelo organismo vulnerável do país. “Aparelhamento” era uma palavra morta depois de 64. Mas os resíduos do ódio, infelizmente desprezados pelas forças vencedoras da época, a ressuscitaram.

É claro que uma nação com Sídrome de Genovese, não se move. Uma república sonolenta com muitas fronteiras a vigiar  tende a se acomodar na sua eterna madorra. E se ela for atrasada na educação, há de se distrair com a programação das grandes mídias, sem sobra de erro.

O problema é que o aparelhamento não é de ideologia coisa alguma. Não são estudantes nem estudiosos de filosofias, história política, etc, os líderes do aparelhamento. Mesmo porque esses não subsistiriam por aqui, na hora em que a nação tirasse os olhos da novela das 8. O Aparelhamento é de cunho criminoso. Classifica-se como “bandidagem” mesmo. Nascida do partidão sob a égide de uma organização bem montada.  Às vezes me pergunto se eles não passaram a perna até no Foro de São Paulo...

Sim, levaram muito a sério a teoria do jeitinho e do oportunismo (essa é cria brasileira e patenteada pelo partidão)  e criaram seus vermes dentro dessa doutrina.  Aproveitaram-se dos idiotas remanescentes da “ideologia inútil”, para cultivar nas sombras, as células de estruturas da bandidagem.

Agora, que a bandidagem cresceu, a esquerda ideológica inútil começa a dar sinais de decepção com a cúpula podre e treme diante da crescente verde/amarela nas ruas. Eles armam manifestos, congressos, estratégias de mudança... e tudo só vem endossar o sucesso do movimento. Estão em queda vertiginosa.

Mais um pouco e caem feito fruta podre que são.

Monica Torres















7 comentários:

  1. A minha análise é que "Se o dragão não cuspe fogo não significa que está morto". O PT está vivo e bem vivo! Finge de morto para baixarmos a guarda e ele respirar para nos atacar novamente com mais força. Leiam o que o PT escreveu para seus partidários nesse link: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/o-hospicio-petista-uma-resolucao-aloprada/.
    Depois de Delúbio Soares(Tesoureiro mensalão) ser preso, o PT escolheu Vaccari(tesoureiro petrolão). Esperava-se que o novo fosse um nome "limpo", se é que existe nome limpo no PT. Porém, escolheram um nome que já está enrolado com a justiça. Então o PT joga na nossa cara que não está nem aí para a Democracia. O Estado brasileiro está aparelhado pelos petistas. As Instituições estão à serviço do PT, salvo raras exceções, como o Juiz Sérgio Moro e sua equipe que, aliás, já reclamaram que trabalham com recursos financeiros próprios pois o Governo não repassa mais nada para eles. Virou guerra "velada". Se o PT resolver tomar as ruas, fazendo passeatas, pode ser um prenúncio de "guerra civil". Dias atrás, alguns transeuntes expulsaram petistas da CUT que faziam protestos em São Paulo. Isso pode espalhar pelo Brasil afora. E passar de xingamentos para armas é um pulo. Isso será tudo que o PT precisa para espalhar o terror na população. Não quero ser ave de mau agouro, é a realidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com o sr.Daniel Camilo.
      Ao longo do tempo,nas minhas opiniões sobre o assunto blindagem dos corruptos,compra de antigos desafetos e concorrentes e completa aparelhagem do maldito partido sobre as instituições,ditas legais,tenho dito que já somos colônia bolivariana,vendidos que fomos,por apedêutas apátridas,sem retorno,que não seja uma violenta e sangrenta guerra civil.Infelizmente é a realidade,o resto é puro proselitismo e esperanças vãs.Os comunistas não brincam em serviço.Perguntem à CIA...

      Excluir
  2. Permita-me a correção,senhora Monica.
    Esse pessoal é tinhoso,ardiloso e sua cúpula tem pHd em malandragem(patentearam o famoso jeitinho brasileiro) e não vão cair feito fruta podre,mas estão nos fazendo de fruta podre,sem termos como exercer nosso direito ao resgate de nossa perdida pátria,por eles entregues a interesses excusos.Pagaram fortunas para a SMARTMATIC garantir sua permanência PER SECULA SECULORUM,se auto-intitulando donos do Brasil.Ledo engano achar que vão cair sozinhos.São organizados e ordeiros no trato da coisa pública para interesse pessoal,exclusivo deles e seus parceiros,apátridas,traidores e ratos bolivarianos,travestidos de honestos políticos brasileiros.Não sou robô.Eles são como vírus.Agem na invisibilidade,quando convém.Aparecem,quando convém,usando a antiga tática de dissimulação:não sou,não sei,não fiz,nada vi...

    ResponderExcluir
  3. Todos os partidos politicos brasileiros estão mancomunados.Fingem oposição.Falseiam ideologias.Enganam,como sempre enganaram o povo.São como aracnídeos,tecendo teias quase imperceptíveis,de acordos e troca de favores,para se locupletarem,acabarem com o país Brasil,vendendo-o,à preço de fruta podre e interesses internacionais,em troca de benefícios pessoais,garantindo a sobrevivência tranquila de seus descendentes e amigos,por séculos,sem precisarem trabalhar ou produzir nada.Malditos comunistas.

    ResponderExcluir
  4. Tive que voltar a comentar depois que li essa noticia no site do Claudio Humberto. Link:http://www.diariodopoder.com.br/noticia.php?i=30437888830

    Eduardo Cunha alterou seu discurso após cair nas graças de Dilma. (Foto: Marcelo Camargo/ABR)

    O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), mudou de ideia em relação às possibilidades de admissão de processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Pubicamente, ele já se havia declarado contrário a qualquer proposta com base nas investigações da Operação Lava Jato, mas em conversas reservadas com deputados do PMDB ele observou que o caso das "pedaladas fiscais" é que poderiam motivar iniciativas de destituição da chefe do Poder Executivo.

    Mas, nesta quinta-feira (16), após condecorar pessoalmente Eduardo Cunha com uma medalha, no Dia do Exército, Dilma ainda o recebeu para um jantar privado na residência oficial do Palácio Alvorada. Ele compareceu ao jantar acompanhado da mulher, jornalista Claudia Cruz.

    Neste sábado, dia seguinte ao jantar, Cunha afirmou no Fórum de Comandatuba, evento empresarial, o presidente da Câmara rejeitou a tese de que já existem elementos para pedir o impeachment, como pretendem os partidos de oposição. O novo governista foi enfático: "Qualquer coisa que chegar a gente vai examinar com atenção e respeito. Mas, na minha opinião, o que saiu em relação a isso foi no mandato anterior. Não vejo como possa se aplicar em responsabilidade no atual mandato". E ainda desdenhou das "pedaladas fiscais", adotando a mesma versão governista para o que crime capitulado na Lei de Responsabilidade Fiscal:

    - O que vocês chamam de pedalada é a má prática de se adiar investimento para fazer superávit primário. Isso vem sendo praticado nos últimos 15 anos sem nenhuma punição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Ele compareceu ao jantar acompanhado da mulher, jornalista Claudia Cruz."

      Dois escrotos putativos (de filhos da puta) vendidos a uma vaca bulgara petista. Com quandos bilhões de reais sairam do jantar?

      Excluir
  5. Lamentavelmente,o fim desse des-governo que se apossou da nação brasileira,vergonha de todos os patriotas,não pode ser outro,senão sua saída pela forma mais dura.Bandido só respeita bala.
    SELVA!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.