Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

domingo, 29 de março de 2015

Operação Zelotas x Operação Lava Jato.


Demorei um pouco para comentar sobre Operação Zelotes da Polícia Federal, que trata sobre fraude fiscal (sic) cometidos pelas empresas num montante dito pelas fontes como sendo R$ 19 bilhões. Os casos apurados na Zelotes foram relatados no Carf entre 2005 e 2015, segundo a Polícia Federal. 

O assunto é um tanto complexo, mas vou explicar sucintamente. O Carf, órgão vinculado ao Ministério da Fazenda, julga em última instância recursos de grandes contribuintes "multados" pela Receita Federal. Como são seis conselheiros, três deles indicados pelos contribuintes, bastava cooptar um voto entre os três conselheiros nomeados pelo Ministério da Fazenda para que o resultado da votação terminasse, não raro, no placar de quatro votos a um. Atentem ao fato de que os três membros indicados pelos contribuintes votam sempre a favor das empresas.

Segundo investigação da Polícia Federal, um dos representantes do ministério da Fazenda supostamente "comprado" pelas empresas para votarem a favor dos processos em julgamento no Carf recebiam propinas de 1% a 10%. Não estou aqui a querer defender os corruptos, mas de são consciência eles poderiam ter votado a favor das empresas sem levar propina nenhuma, apenas de acordo com o seu entendimento sobre cada tema. 

Dito isto, vamos ao que interessa. A Polícia Federal fez investigações e encontrou indícios através de grampos telefônicos de que houve fraude em membro indicado pelo Ministério da Fazenda conceder o voto favorável ao contribuinte. Segundo a Polícia Federal um dos representante do Ministério da Fazenda votava a favor do pleito das empresas levando propina. A Polícia Federal encontrou provas materiais de recebimento de propinas nas casas destes investigados.  


Tudo indica a organização criminosa envolviam os grandes "escritórios tributaristas" espalhados pelo Brasil a fora, ganhando R$ milhões, prestando o serviço sujo de oficializar a fraude fiscal. Estes grandes escritórios cobram honorários que variam de 10% a 20% do débito fiscal, cobrado no sucesso da fraude fiscal (sic). Entendo que os bagrinhos indicados pelo Ministério da Fazenda, recebiam os valores destes grandes escritórios de advocacia. A Polícia Federal, pelo que parece, não apurou esta conexão.

O Banco Itaú na fusão com o Unibanco, discute na Justiça dívida fiscal de mesma natureza em montante que vai além dos R$ 20 bilhões, corrigidos à data de hoje. O grupo Itaú optou por não corromper os membros do Carf e recorrer à Justiça para resolver a pendenga com a Receita Federal. Por outro lado o Bradesco do Levy está como segundo maior fraudador de impostos no âmbito da Operação Zelotas. 

Segue abaixo a relação das empresas que supostamente teria "comprado" um dos votos do representante do Ministério da Fazenda. Vamos lembrar aqui que para obter perdão da dívida, a empresa obteve 3 votos dos representantes dos contribuintes que normalmente votam a favor das empresas. Estas dívidas, perdoadas da forma como foram, não estão extintas. A Receita Federal poderá e continuará cobrando judicialmente. 


Felizmente, no rol de empresas constam somente nome de empresas que tem condições de pagar os débitos estimados em R$ 19 bilhões com acréscimo de multas, correções e juros de mora. Que cobrem dos respectivos devedores os débitos apurados e põe na cadeia os corruptos. Quem sabe, aparece no meio, algum delator premiado. 

Sou contra a facção criminosa que tomou conta do Palácio do Planalto, no entanto, ao meu ver estes crimes foram cometidos por uma "outra facção criminosa" que envolvem escritórios de advogacia especializados em recuperação tributária. Isto pode ser uma manobra do próprio Palácio Planalto para encobrir o esquema de ladroagem que envolve a Petrobras e o próprio Palácio do Planalto.

A imprensa noticia intensamente sobre a Operação Zelotas, afirmando que a ladroagem aqui é maior do que a ladroagem da Operação Lava Jato. Eu digo com toda certeza de que a Operação Zelotas está sendo utilizado para tentar encobrir o maior escândalo de corrupção que envolve diretamente os presidentes Dilma e Lula e os partidos de apoio governo, sobretudo do PT, PP e PMDB. Estou a falar da Operação Lava Jato. 

Querem tirar a Operação Lava Jato do noticiário!

Ossami Sakamori






18 comentários:

  1. O exemplo vem de cima.
    Se todo mundo vê e finge que não vê.
    Se todo mundo sabe e finge que não sabe.
    Porque não levar uma vantagenzinha nesse ôba ôba em que o país se transformou?
    Erre uma vírgula na sua declaração de renda e veja e confusão que arranja.Faça acerto como o deus-bandido e seja condecorado.Assim é a república bolivariana bananense.Ainda querem que a economia cresça?Quem for honesto,vai morrer de fome,como eu,velho burro...

    ResponderExcluir
  2. Bom dia! Com todo respeito as suas palavras, acrescento aqui apenas um detalhe simples.
    Vc não está sozinho, somos dois velhos burros.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senhor Viana,
      Lamentavelmente nos auto-intitulamos burros porque fazemos parte da geração que tinha orgulho de ser patriota.Salvo melhor juízo,hoje,temos vergonha de dizer que somos brasileiros.Bom dia.Saúde e Paz.Anônimo das 8:39 .

      Excluir
  3. Ali Babá deve estar se revirando no túmulo.
    Nem ele poderia imaginar tanta roubalheira.Vão acabar até com a reserva de Fort Knox e as reservas mundiais de ouro,prata,petróleo...Aja cofre nos paraísos fiscais internacionais para guardar o dinheiro desviado de nossa republiqueta.

    ResponderExcluir
  4. O QUE VOCÊS ESPERAM DE UM REINADO,ONDE O REI É CHEFE SUPREMO DE TODAS AS TRAMAS E A RAINHA TEM UM CURRÍCULO DE CAUSAR INVEJA A FIDEL CASTRO? AOS AMIGOS DO SISTEMA,IMPUNIDADE AMPLA,GERAL E IRRESTRITA.AOS INIMIGOS,A LEI...

    ResponderExcluir
  5. Caro amigo gostei muito da explanação,mas a política brasileira é tão rápida que cabe aqui já uma pergunta,que deveria vir capítulos à frente; quando o PMDB assumir o governo será que todas essas "negociações" serão realmente investigadas? serão jogadas para baixo do tapete? Para reflexão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senhora Eliana,
      O problema não é político,é moral.Se alguém encontrar um político sério,patriota e honesto no Brasil,por favor me diga seu nome.Siglas de partidos são como nomes de igrejas.Casa dia se inventa uma nova,com um único objetivo,de seus dirigentes:MONEY IN MY POCKET...Se sonhamos com um país sério,temos que zerar tudo e começar COM NOVA MENTALIDADE.Pessoalmente,acho que é melhor acreditar em Papai Noel,como eu faço há 70 anos...

      Excluir
  6. Como pode haver ORDEM E PROGRESSO?
    Estamos no país certo,com a bandeira errada?
    Cadê a ORDEM?
    Onde está o PROGRESSO?
    Onde se escondem os defensores da bandeira brasileira,cujo patrimônio juraram defender?
    Também os guardiões da pátria brasileira foram comprados?
    Estamos por conta e risco próprios?Teremos que aprender portunhol,como o Stédile?

    ResponderExcluir
  7. E ainda dizem que polvilhar açucar sobre formigueira,acaba com as formigas...

    ResponderExcluir
  8. O PT é especialista nisso. Um escândalo atrás do outro deixa a população desatenta tirando o último escândalo do foco e ainda deixa todos sob suspeita. É igual a uma pessoa sem educação que, em uma fila, solta um pum silencioso mas com odor desagradável, e aí para tentar se salvar incrimina todos, dizendo:_Credo! alguém soltou pum?

    ResponderExcluir
  9. OS TÉCNICOS HERMANOS INVENTARAM UM PUM AROMATIZADO E O PARTIDO DOS ESPERTALHÕES JÁ ESTÃO IMPLANTANDO EM TODAS AS SUAS ÁREAS DE ATUAÇÃO.

    ResponderExcluir
  10. Neste You Tube que coloco, podem ver logo de inicio a nova bandeira do Brasil bolivariano. Simplesmente chocante! Vai dar rios de sangue!

    Como já tenho todo o tempo de mundo, costumo ver aVolta à França desde a primeira etapa quando começa. Em 2014, tive a oportunidade de ver essa miserável e ultrajante bandeira em duas etapas da Volta á França sendo acenada por um filho da puta. Fiquei chocado! Na segunda vez pude vê-la bem mas nunca imaginei que ela fosse produzida pelo PC do B. Mas é!
    Vejam o video e para que essa bandeira vai servir!

    https://www.youtube.com/watch?v=1RAdwMjX_pM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cadê o tão decantado glorioso exército brasileiro.
      Cadê a Constituição?
      Cadê o tão falado Estado de Direito?
      E o novo hino nacional,será escrito em portunhol,sr.Stédile?

      Excluir
  11. Hoje aqui, para agradecer muitíssimo esse esclarecimento. Cada dia mais tenho a agradecer ao senhor a riqueza de informações com que nos brinda. Fica fácil entender através de sua explicação, a verdadeira intenção por trás de todo esse arranjo. Sem menosprezar, é claro, os danos e prejuízos morais a que estamos expostos também nesse emaranhado de delitos. ...Onde isso vai parar??

    ResponderExcluir
  12. De tanta operação,a polícia federal já tem um imenso centro cirúrgico,com cirurgias da altíssimo risco e nomes exóticos,onde todos os pacientes morrem e ficam só no noticiário.Nos Estados Unidos da América do Norte a operação é feita na hora,sem anestesia,sem benzimento e o paciente sara num instante.Será um motivo bom para copiarmos o que dá certo,lá?

    ResponderExcluir
  13. "O cão, a bomba e o Reichstag: porque temos o direito de desconfiar do PT

    Se queres prever o futuro, estuda o passado. Essa frase atribuída ao pensador chinês Confúcio se aplica com perfeição aos supostos ataques sofridos pelo Partido dos Trabalhadores e sua militância. Assim como o Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães, o Partido dos Trabalhadores do Brasil também elaborou um plano criminoso de poder para se constituir como força hegemônica e solapar a democracia. Assim como os nacional-socialistas (nazista é só uma abreviação), os petistas também recorrem ao aparelhamento do Estado, ao uso maciço de propaganda, ao assassinato de reputações a a todo tipo de crimes que forem necessários na guerra política. Sendo assim, era de se esperar que o partido se desesperasse com as manifestações marcadas para o dia 15 de Março. Não deu outra: o PT abriu seu saco de truques antidemocráticos e está usando esses métodos para neutralizar as vozes da oposição.

    Nas horas seguintes ás estrondosas manifestações do domingo, surgiram histórias mentirosas a respeito dos atos. Alguns sites sujos e páginas insuspeitas mostraram uma foto em que manifestantes pró-intervenção militar ostentavam uma faixa com a suástica nazista. Nós todos sabemos que não é necessário recorrer a isso para desacreditar o movimento intervencionista, mas como esse partido vê a mentira como método, sua militância fez questão de espalhar que os manifestantes eram simpatizantes de Hitler, quando na verdade o banner comparava comunismo ao nazismo (algo injusto com o Nacional-Socialismo, o Socialismo Internacional matou dezenas de vezes mais).

    (...)"

    http://blogreaca.blogspot.com.br/2015/03/o-cao-bomba-e-o-reichstag-porque-temos.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+ZReaa+(z%C3%A9+Rea%C3%A7a)

    ResponderExcluir
  14. E viva a Casa da Mãe Joana,onde tudo é permitido e está dentro da lei,como dizia Raul Seixas,em sua música Sociedade Alternativa (que lhe custou exílio,nos bons tempos que nunca mais voltarão)

    ResponderExcluir
  15. O Ódio do PT pela Classe Media leiam isto: Grampo da PF pegou, em 25 de agosto de 2014, o conselheiro Paulo Roberto Cortez, alvo da Operação Zelotes; segundo ele, só “coitadinhos” têm de pagar impostos. Em conversa interceptada pela Polícia Federal, um dos integrantes do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), espécie de “tribunal” que avalia recursos de contribuintes em débito com a Receita, afirma que o órgão se tornou um “balcão de negócios” e, no cotidiano de julgamentos, quem não faz “negociata” leva a pior.
    Na escuta, o conselheiro Paulo Roberto Cortez, um dos investigados por participação no esquema para favorecer grandes empresas, afirma ainda que só “coitadinhos” têm de pagar impostos. “O Carf tem de acabar, não pode. Quem paga imposto é só os coitadinhos (sic)”, constata ele em um telefonema. “Quem não pode fazer acordo, acerto – não é acordo, é negociata -se fode”, continua ele.A conversa foi interceptada pela Polícia Federal em 25 de agosto do ano passado. Do outro lado da linha, estava o sócio de Cortez no escritório de assessoria contábil Cortez & Mallmann, que atua no Carf, Nelson Mallmann. No diálogo, os dois mencionam casos de suborno envolvendo conselheiros do Carf e grandes empresas investigadas na Operação Zelotes. Há ao menos 74 pessoas físicas e jurídicas sob suspeita, entre eles gigantes do setor privado, como revelou o jornal “O Estado de S. Paulo” no último sábado.
    Num dos trechos, o conselheiro afirma, referindo-se aos recursos de contribuintes que apelam ao “tribunal” da Receita: “Eles estão mantendo absurdos contra os pequenininhos e esses grandões estão passando tudo livre, isento de imposto. É só pagar taxa”, continua Cortez.Na conversa, ele diz que o Carf tem de fechar para que os casos a ele levados passem a ser discutidos no Judiciário. “Não pode isso aí. Virou balcão de negócios”, comenta, acrescentando: “Dá vergonha, cara”.
    Na Operação Zelotes, a Polícia Federal e a Procuradoria da República no DF pediram a prisão temporária de Cortez por supostas práticas de associação criminosa, tráfico de influência e lavagem de dinheiro. A Justiça, no entanto, não considerou a medida necessária. Segundo o inquérito, as empresas de Cortez foram usadas para “branquear” pagamentos de clientes que buscavam alterar os julgamentos do Carf.
    O Estado telefonou para o escritório de Cortez e Mallmann, mas as ligações foram interrompidas quando a reportagem se apresentou. “Não temos interesse”, disse o atendente, que não se identificou. O Estado telefonou para Cortez e o sócio em seus celulares, mas não foi atendido. Também enviou e-mail para ambos, mas, por ora, não houve resposta.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.