Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 21 de março de 2015

Deixem-me ser apenas brasileiro


A imprensa em geral, os articulistas políticos e econômicos do País estão ausentes dos debates sobre os projetos políticos e econômicos. Infelizmente, o povo brasileiro tem acompanhado opinião de brasileiros brasilianistas e de imprensa internacional.

Nada contra os pensadores e articulistas brasileiros que deixaram o País por opção própria ou porque são perseguidos dentro da sua própria pátria. Refiro-me a dois pensadores e jornalistas brasileiros, o sociólogo Olavo de Carvalho e jornalista Diogo Mainardi. O primeiro mora nos EEUU e o segundo na Itália. Na verdade, eles viraram brasileiros brasilianistas. 

A triste constatação é que neste País, não encontra ambiente e nem segurança para criticar o poder constituído. Os que fazem são sofrem perseguições. Muitos pagam com a sua própria vida. Os poderes constituídos são lenientes com os que são instruídos para cometer crimes para inibir a expressão de ideias e pensamentos. Pelo contrário, no Brasil, o denunciante vai preso. 

Um grande contingente de brasileiros que tem opinião, não a externa por medo. Medo de perseguição. Medo de sofrer atentados. Sim. É verdade o que estou a falar aqui. Os poucos que opinam tem a guarida de grandes empresas editoras como a Editora Abril ou Rede Globo. Os bons articulistas políticos e econômicos não se criam no País. Todos tem medo.

Já foi a época que a opinião de entidades como Ordem dos Advogados do Brasil e Associação Brasileira de Imprensa conduziam a opinião pública brasileira. O fato é que estamos sem pai e sem mãe. A grande mídia, na sua maioria, apenas publicam ou transmitem imagens e textos cedidos pelo Palácio do Planalto. Ninguém comenta os fatos. Os poucos que fazem tem alguma proteção da empresa de comunicação que trabalha.

Felizmente, a grande mídia internacional está divulgando os fatos ocorridos no Brasil, com opiniões claras sobre os temas tratados. Refiro-me ao New York Times, The Economist, Finantial Times e outros. Estes veículos tem muito mais peso que o jornal Globo, jornal Folha de São Paulo, tevê Globo, somados juntos. Restou revista Veja que é uma editora cuja propriedade não é mais brasileira. O proprietário não mora no Brasil. 

Infelizmente, estou a tentar suprir a falta que faz o jornalismo sério. Não sou jornalista. Não sou homem de imprensa. Não sou economista. Não sou político. Mas, sou brasileiro que resiste em sair do País. Não quero virar mais um brasileiro brasilianista. Mas, quero continuar a exercer o meu direito de cidadão brasileiro, amparado no Artigo 5º da Constituição brasileira, de manifestar minha opinião pessoal sobre diversos temas que atinge a vida dos reles cidadãos brasileiros. No que me incluo, com muito orgulho.

Deixem-me ser apenas brasileiro. 

Ossami Sakamori


8 comentários:

  1. Tem o meu total e irrestrito apoio !
    Enquanto o Artigo 5º da Constituição Brasileira estiver em vigor e espero que por muito tempo, temos que continuar a nos valer dele , no que tange à liberdade de expressão pessoal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acabaram com a Constituição Brasileira.
      Ela é apenas mais uma peça de museu...

      Excluir
  2. Como sempre, em toda a História, quem está no poder persegue: quem FALA A VERDADE; quem tem a coragem de MOSTRAR A FACE OCULTA do poder; quem discorda da sua opinião; quem não compactua com as mazelas que instituem aos seus cidadãos.
    Falando dos governos comunistas e socialistas, instituídos, vemos que é muito pior este CALAR, basta conhecer a História e chorar pelo milhões que foram mortos por não estarem em concordância com estes governos vermelhos. Desde exércitos vermelhos, na CHINA, como o fuzilamento “el paredon”, em Cuba, graças a Che Guevara, ou os milhões de sacrificados na guerra no Camboja, assim como os campos de concentração na Rússia Socialista, para quem não sabe.
    Fico muito indignada com a falta de conhecimento deste povo que defende o socialismo, ou comunismo, (nem um ou outro nunca foram na PRÁTICA o que se pretendia na teoria, e ainda há muita dificuldade de se definir estes ISMOS, inspirados, influenciados pelas ideias de Karl Max e Friedrich Engels ). Como os comunas no BRASIL, não sabem de nada e ficam empunhando uma bandeira vermelha.
    MARTELO e FOICE, usem para TRABALHAR!!!
    A mordaça não nos fará intimidar, que é o maior ponto de controle destes comunas ( calar, fechar, intimidar a imprensa).
    Não tentem nos calar! Seremos UM, DEZ, CEM, MILHARES, até chegarmos aos MILHÕES, mas nosso país nunca terá a cor vermelha em nossa BANDEIRA!
    Parabéns pelo post, @SakaSakamori.
    E como você diz e uso aqui: Deixem-me ser apenas brasileira.

    Cléa Rubiane @granadarubi

    ResponderExcluir
  3. Parabéns,senhora Cléa,

    O sr.Sakamori,corajosamente,é um dos raros brasileiros que tem coragem de mostrar o que o povo brasileiro se nega a ver:o óbvio,das trapaças,mentiras,omissões,falcatruas,negociatas e outras nuances da corrupção,que se tornou sinônimo do atual estado brasileiro,assim visto,por todas as nações ditas de primeiro mundo.Vivemos num estado totalitário,travestido de democracia,administrados por uma quadrilha da pior classe e que não pretende deixar o poder,mesmo à custa do sangue de seus compatriotas.Lamentavelmente,se não ocorrer uma revolução de verdade,jamais seremos uma nação digna.A História Mundial está repleta de casos semelhantes aos nossos,onde os povos escreveram sua história com sangue.De outra forma serão eternizados os atos dessa troupe podre que comanda os destinos do país,não em Brasília,mas no Foro de São Paulo e a Smartmatic,continuará vendendo suas urnas bichadas para garantir e eternizar a corrupção no Brasil,dando-lhe ares de legalidade.O povo(nós)estamos destinados a ser nada à curtíssimo espaço de tempo.Acho que perdemos o rumo.Quem poderia fazer algo e pôr fim a esse STATUS QUO,participa do esquema,tendo se esquecido do juramento que fizeram de defender o Brasil e suas Instituições.Os reis do Brasil se acham donos do Império,que um dia foi a República Federativa do Brasil e fazem o que querem:criam leis novas ou alteram as antigas,à seu bel prazer,com o intúito ùnico de se locupletarem à custa da derrocada do país.
    Quem puder ir embora,faça-o enquanto há tempo...

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente,nem o direito de morar em nosso país,onde nascemos e crescemos temos mais.Nossa frágil Constituição é violada em todos os sentidos.O que deveria ser a Carta Magna é apenas uma coleção de preceitos bonitos sem respaldo aos cidadãos de bem.Aqui só temos imposições,ao invés de direitos.A melhor próva disso é o que recebemos em troca do que o governo nos tira.Para onde vai o dinheiro arrecadado?Ninguém sabe,ninguém viu,mas...sumiu!A ilegalidade virou legalidade,o imoral virou moral,o apedêuta virou propedêuta,o ladrão virou excelência e,vai por aí afora.Sonhos viram pesadelos.O país da picaretagem pura,substituiu o tempo em que o Brasil tinha um nome pomposo: ESTADOS UNIDOS DO BRAZIL(com Z mesmo).Por que será que os brasileiros,travestidos de bolivarianos vermelhos odeiam os ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA? Seria apenas inveja de uma sociedade construída com suor e sangue de seus cidadãos?Os abutres aninhados em Brasília não têm pátria,nem bandeira (nem mãe têm) e não vão se apiedar de ninguém que seja estorvo para eles.Por enquanto podemos falar o que sentimos,entre nós,pois em seus distantes tronos nunca irão nos ouvir.Mataram antes(basta ver a história brasileira nos últimos 50 anos)e vão continuar matando em nome de uma bandeira vermelha que,comprovadamente não deu certo,nos países onde ela tremula.O Foro de São Paulo já teria um modêlo novo,com novas cores para o novo país,que estão transformando?

    ResponderExcluir
  5. DEIXEM-ME SER APENAS BRASILEIRO

    É um grito de socorro que,vergonhosamente,nos bolivarianos travestidos de brasileiros,empoleirados em Brasilia e acantonados no Foro de São Paulo.
    O que mais temos a perder,nesta terra,nossa terra e que esses bastardos legalizados querem entregar aos abutres lesa-pátrias?
    Sinto cansaço e quase desânimo nessa frase,emitida por um corajoso brasileiro,nipo-descendente,que teve berço,educação oriental rígida,onde se valoriza a família,o trabalho e a pátria.É vergonhoso que esse bramido não tenha eco por saber,com absoluta certeza de que os crápulas,como sempre fizeram,vão continuar mudos e surdos às vozes que gritam pela livre pátria,mas sempre ativos como predadores que são,vendendo a vergonha,que nunca tiveram,o patriotismo,que não sabem o que é,nem o brio (só têm brilho,obtido com lustra-móveis).Os seguidores deste blog não percebem que precisamos ouvir e entender as mensagens do corajoso blogueiro.Em 1964 eu era um recruta e sei o que aconteceu de lá para cá.Hoje,beirando os 70 anos,não sirvo para bucha de canhão,mas estou disposto a derramar até a última gota de sangue pelo Brasil,pois,como o sr.Sakamori,queria só ter o direito de ser brasileiro.Nem como idoso,nem como brasileiro,nem como cidadão sou respeitado.Deve temer quem ou o quê?
    VIVA O BRASIL!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela matéria publicada. Infelizmente aqui no Brasil ainda somos perseguidos de várias maneiras por expomos a verdade. E isso não acontece só no plano federal. Dependendo do contexto no qual você esteja inserido, pode ser perseguido por autoridades federais, estaduais e municipais. Há pouco tempo, por exemplo, fiquei estarrecido com o relato de uma pessoa que me afirmou ter sido duramente perseguida porque ousou fazer uma representação contra um Juiz de Direito. Segundo ele, com a denúncia não conseguiu resolver nada, porque as Corregedorias de Justiça estaduais nem sempre funcionam como deveria, e o Juiz denunciado continuando atuando nos processos nos quais ele era parte, praticando as maiores arbitrariedades. Por essas e outras razões, lamentavelmente, muita gente opta pelo silêncio em detrimento da verdade. É uma pena. Não vamos mudar essa dura realidade facilmente. Somos ainda uma "republiqueta de banana".

    ResponderExcluir
  7. Vamos ter que aprender novo hino,falar nova língua,cultuar nova bandeira,se quisermos continuar aqui.
    Quem puder,vá logo para outro país(sério,fora da américa latrina-latrina,mesmo) e refaça sua vida...

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.