Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Dilma faz parte da facção criminosa!


Não posso me calar diante de tudo que está acontecendo com o desgoverno do PT. O metalúrgico Lula ascendeu à presidência da República, após longos anos de pregação de direitos dos trabalhadores brasileiros. Fez discurso contra a "ideologia" neoliberal dos governos anteriores, não só do governo PSDB, mas também do governo PMDB. Elegeu-se presidente nas eleições de 2002. Mas, esqueceu-se da sua origem é tornou-se R$ bilionário com maracutaias na área do governo, assaltando os cofres públicos.



Para garantir a governabilidade e para demonstrar credibilidade aos credores internacionais, nomeou para presidência do Banco Central, um banqueiro, o Henrique Meirelles, presidente do Bank of Boston. Henrique Meirelles vendeu o seu banco para poder tornar-se presidente do Banco Central. De socialista virou neoliberal. Lula foi mais que ousado, nomeou o "lobo" para cuidar do "galinheiro", dizia-se à época.



Para garantir a sustentação do governo no Congresso Nacional, inventou o "mensalão". O seu chefe do gabinete "Zé Dirceu" operacionalizou a sustentação do governo com apoio financeiro aos parlamentares da base do governo, via empréstimo "fajuto" no Banco Rural. A história do "mensalão" todos sabem. O Lula se safou do processo que culminou com prisão do "Zé Dirceu" e do presidente do PT, o José Genuíno, alegando desconhecer o fato.



No ano de 2006, foi inventado "operação tapa buraco" para cobrir despesa de campanha da sua própria reeleição. A operação consistia em "obras de emergência" no DNIT - Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte. Contou com o apoio do cartel dos empreiteiros rodoviários, a ANEOR do "Zé Alberto".  



No ano de 2010, para eleição da atual presidente Dilma, lançou um programa de obras rodoviárias, no estilo da "operação tapa buraco" num montante inicial de R$ 20 bilhões que acabou terminando em R$ 46 bilhões no final do ano de 2010. Para tanto, o Lula escalou a própria chefe da Casa Civil a Dilma Rousseff para viabilizar a operação de financiamento da campanha Dilma 2010. 



Dilma Rousseff, na condição de Chefe da Casa Civil, viabilizou a operação DNIT, com o ministro Alfredo Nascimento, PR/AM. O combinado é que as obras do DNIT, daquele ano, a base do governo deveria ter "participação" de 3% do valor da obra como contribuição para campanha Dilma 2010, sob forma de Caixa 2. Após a renúncia da Dilma no início de abril de 2010, para desincompatibilizar-se, assumiu função de Chefe da Casa Civil, a amiga da Dilma, Erenice Guerra à partir de abril daquele ano. 



A parte da distribuição da "participação" de 3% sobre o faturamento ficaria com os 3 porquinhos da sua campanha, o José Dutra, José Eduardo Cardozo e Antonio Palocci. O Fernando Pimentel, hoje, governador eleito de Minas Gerais, também, tinha conhecimento do financiamento via Caixa 2 da campanha da Dilma 2010, por fazer parte do grupo de apoio. 




A parte operacional da viabilização das contribuições sob forma de Caixa 2, contou com a participação efetiva do Luis Antonio Pagot, diretor geral do DNIT e do "Zé Alberto", presidente da ANEOR. A escolha dos empreiteiros para cada obra ficaria com o "Zé Alberto", com o compromisso de "contribuição" de 3% do faturamento via Caixa 2 para quem os 3 porquinhos indicasse. A ordem para "Zé Alberto" era transmitido pelo Luis Antonio Pagot.   



Uma das beneficiadas do esquema do Dilma 2010, foi a atual senadora Gleisi Hoffimann, que fez campanha para o Senado pelo Paraná, com a doação dos 3% da empreiteira "ST" que construiu o contorno de Maringá.  As obras superfaturadas, devido ao acréscimo dos 3%, contou com veemente denúncia do senador Álvaro Dias, PSDB/PR, no plenário do Senado Federal. 



O patrono da nomeação do diretor geral do DNIT Luis Antonio Pagot foi o senador Blairo Maggi, PR/MT. O ministro Alfredo Nascimento, PR/AM foi nomeado para atender a cota de apoio do PR ao governo Dilma. Após denúncias de superfaturamento das obras do DNIT, o ministro Alfredo Nascimento, PR/AM, foi demitido do cargo juntamente com o diretor geral do DNIT. Tudo fazia parte do esquema para camuflar o esquema malfeito. Assumiu o ministério dos Transportes do Paulo Passos, secretário geral do ministério, para viabilizar a operação que arrecadou R$ 1,4 bilhões.



Apesar de demissão do ministro Alfredo Nascimento, PR/AM e do diretor geral do DNIT, Luiz Antonio Pagot sob suspeita de "malfeitos", não foram abertos inquéritos policiais competentes.  Para efeitos políticos, o Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, ouviu o Luiz Antonio Pagot, diretor geral do DNIT e o "Zé Alberto" do cartel de empreiteiros ANEOR e mandou arquivar por falta de provas para prosseguimento da investigação. Foi a contribuição para a Dilma, pela nomeação ao cargo de Procurador Geral da República, suponho. 



Como disse, o "Paulinho", Paulo Roberto Costa, operador do "petrolão", o esquema de 3% do faturamento não se resumia apenas na Petrobras, mas em áreas distintas como na área de energia e transportes.  É aqui fecha o esquema da "facção criminosa" comandada por Lula e participação efetiva da Dilma. 


A verdade terá que ser dita, o senador Alfredo Nascimento, PR/AM e o ex-diretor geral do DNIT estão "soltos". Não tem nenhum inquérito policial ou processo Judicial correndo contra os dois.  Enfim a "facção criminosa", demite mas não manda para cadeia, todo membro que faz parte da "facção criminosa". 



Com demissão do ministro Alfredo Nascimento, PR/AM, foi nomeado senador César Borges, PR/BA e posteriormente o Paulo Passos que era secretário geral do ministério dos Transportes à época do ministro Alfredo Nascimento, PR/AM, para operacionalizar reeleição Dilma 2014. 



Pelo jeito, a "facção criminosa" não só deixou solto os culpados pelo desvio de 3% do DNIT, mas fez apenas rodízio de cargos entre os membros do PR. O esquema de "participação" de 3% continua em pleno vapor, tanto no DNIT como na Petrobras. 



O caminho natural para a "facção criminosa" comandada pelos Lula & Dilma,  terá que tomar o rumo para a casa ou através de inquérito policial e processos judiciais serem mandados para a Penitenciária da Papuda. 



Os fatos narrados aqui foram objetos de matérias da imprensa, mas a Dilma na condição de presidente da República não mandou investigar com rigor.  A tolerância com que o assunto DNIT foi tratado, me leva a ter certeza de que Dilma faz parte da "facção criminosa".

Ossami Sakamori
@SakaSakamori




10 comentários:

  1. HELENO PINTO NOBRE17 de outubro de 2014 05:53

    QUE SUJEIRA E TUDO DEBAIXO DA PROTEÇÃO GOVERNAMENTAL E NINGUÉM TOMA NENHUMA PROVIDÊNCIA PARA COLOCAR ESTA CAMBADA DE GATUNOS FORA DE AÇÃO.!!!

    QUANTA SAFADEZA . QUE LIXO SE TORNOU ESTE BANANÃO ESPÚRIO ,!! QUE VERGONHA .

    COMO PODE ISTO TUDO EXISTIR E NEM UM PODER CONSTITUÍDO NESTE BANANÃO TOMAR ALGUMA PROVIDÊNCIA PARA ELUCIDAR TODO ESTE EMBRÓGLIO .!!!!

    OS CARAS TOMARAM CONTA E PARECE QUE NINGUÉM CONSEGUE PROVAR OU COLOCAR UM FIM NESTE CARRETEL OU CARTEL MAFIOSO .!!!!
    ATÉ QUANDO TUDO ISTO IRÁ CONTINUAR SENDO FEITO ????

    QUE VERGONHA E SERÁ QUE NÃO TEM NINGUEM COM VERGONHA NA CARA QUE VENHA A INTERCEDER NESTA BANDALHEIRA MUNDIAL ?????

    É REALMENTE LAMENTÁVEL TODA ESTA SUJEIRA . O PAÍS ESTA JOGADO NO LIXO .
    CHEGAMOS A CONCLUSÃO QUE O PAÍS É RIQUÍSSIMO MESMO POIS TODOS ESTES DESMANDOS E TODA ESTA ROUBALHEIRA E DESVIOS DE TODO TIPO E ELE CONTINUA AGUENTANDO .

    SINCERAMENTE É LAMENTÁVEL TODAS ESTAS DENÚNCIAS . QUE VERDADEIRO ABSURDO . NEM TEMOS MAIS NINGUÉM QUE TOME ALGUMA PROVIDÊNCIA QUANTO A TUDO ISTO ????.

    ATÉ QUANDO ? TODA ESTA SUJEIRA IRÁ CONTINUAR ????

    OS MAFIOSOS TOMARAM CONTA DO BANANÃO .!!!!

    ResponderExcluir
  2. Luiz Pereira Carlos.

    O que falta nesse pais é judiciário e Ministério Publico preparado e altura do combate a marginalidade, é nessa tecla que precisamos bater. Deixar que um demente como Aécio Neves faça do que fez ontem pro mundo assistir a autoridade máxima vitimada de bulling, ainda que parcialmente culpada, mas que não deveria ser apontada por um marginal de 5ª categoria, ainda mais sujo e pior que Presidenta. Quem perde com isso somos nós os Brasileiros do bem que sustentamos esses dementes do crime politico institucional.

    ResponderExcluir
  3. Quem chama Aécio de demente ou é do time dos petistas e se faz de bobo ou tem, como a Dilma, QI zero. No debate no SBT, Aécio respondeu a altura da provocação. Dilma atacou e Aécio rebateu. Quem dialoga com cascavel? O PT está perdendo o jogo e em vez de perder com elegância, sai chutando a canela e xingando o adversário. Tem tudo para sair ferido.
    Nessa altura do campeonato, aos 34min do 2º tempo só nos resta gritar bem alto o nome do nosso time: Aécio Neves, 45, para Presidente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoiado.
      AÉCIO 45.
      PRESIDENTE DO BRASIL.

      Excluir
    2. Muito boa a resposta.
      Quem fala o que quer,ouve o que não gosta.
      Bem feito para esse petista...

      Excluir
    3. Concordo totalmente.
      Mas só mesmo uma bosta de petista, ou bolivariano ou soviético consegue apoiar essa vaca bulgara que ontem demonstrou que sofre mesmo da doença das vacas loucas por não ter conseguido levar um teleponto na orelha. Por isso não dizia coisa com coisa.
      Ela è a incompetência e a estupidez personificadas. Abria a bocarra e só saia bosta.

      Excluir
    4. É isso aí!!!
      Aécio 45 para Presidente!!!

      Excluir
  4. tudo isso o Mercado já conhece quando a Bovespa sobe a gerentona desce...

    1 Dólar (US$) vale R$ 2,44 reais(R$) hoje*
    BOVESPA agora +2,11% +1147.82 pontos...

    ResponderExcluir
  5. Pelo modo como se exprime verbelmente, a vaca bulgara com a doença das vacas loucas è consumidora de crack?

    ResponderExcluir
  6. Pelo pouco tempo em que cheguei ao Brasil, eu estou aterrorizada com os últimos dois anos de conhecimento de tanta barbaridade que vem sofrendo o País nas mãos desse atual governo. Cheguei a conclusão que, ou o nosso País e um dos mais ricos do mundo, ou esse governo só está no Poder para ROUBAR, pois não vi nada de melhor desde que saí em 1998. Uma cidade que é considerada a maior do Brasil que é São Paulo, estar passando por tanto sofrimento que é a falta de água? No meu modo de ver isso, nem uma cidadezinha do interior em qualquer outro País, isso acontece! Tenho muita vergonha por saber que nada funciona, nem no executivo, legislativo e o judiciário, lamentávelmente.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.