Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Bye, bye, Dilma!


O TSE decidiu ontem à noite, abrir a ação de impugnação de mandato da chapa Dilma/ Temer, respectivamente, ao cargo de presidente e vice-presidente da República. É a primeira vez que a TSE autoriza a investigação contra os postulantes ao cargo de presidente da República. O processo desta natureza já foi julgado pelo TSE, para cassação de registro de chapa para cargos de governador e de prefeitos, portanto não é estranho julgar o registro da chapa de uma presidente da República. O mérito da iniciativa coube ao ministro do TSE, Gilmar Mendes.


O processo que é oriundo do pedido de anulação da chapa pelo PSDB e estava desde agosto nas mãos da ministra Luciana Losso, indicada para o cargo pela presidente Dilma, ainda no primeiro mandato. A advogada Luciana Lóssio teve vínculo profissional com a presidente Dilma, portanto deveria ter pedido seu afastamento no julgamento desta ação. No entanto, o Brasil é como república de banana, tudo pode.


O importante é que a votação pela continuidade do processo de investigação, para uma eventual cassação de mandato em decorrência da cassação de registro de chapa, foi o placar de votação 5 x 2. Votaram a desfavor apenas a ministra Luciana Lóssio e Maria Thereza, relatora do processo. O ministro Dias Toffoli, petista declarado, votou também à favor da continuidade do processo. 

O próximo passo é dar continuidade do processo, com nomeação do novo relator. A primeira medida se dará com pedido ao MPF, com assento no TSE, dar prosseguimento à investigação através da Polícia Federal, baseado em denúncias dos delatores colaborativos da Operação Lava Jato. Um dos delatores premiados afirmou ter feito doação à campanha da Dilma/ Temer, com dinheiro oriundo da "propina" da Petrobras. E tem provas materiais que comprovam a origem ilícitas da doação à campanha eleitoral da Dilma.

O processo é penoso e lento. Novamente, as ministras que são favoráveis à permanência da presidente Dilma no poder, poderão pedir novas "vistas" e o processo se arrastar por alguns meses. Dou como prazo preliminar, mínimo de 6 meses para conclusão e decisão do processo de pedido impetrado pelo PSDB. É provável que a chapa Dilma/Temer seja cassada pelo placar de 5 x 2, novamente.

Até o desfecho final, a Dilma continuará sangrando! Bye, bye, Dilma!

Ossami Sakamori













4 comentários:

  1. Dilma continuará sangrando nestes seis meses, até aí tudo bem. É até confortante para nós brasileiros.

    Entretanto nosso país ficará sangrando junto, e isso não é nada bom.

    ResponderExcluir
  2. O chato é que nós também já estamos sangrando. E a Presidanta não tem a ombridade de pedir pra cuspir e sair de campo, desaparecer.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom Sakamori! Triste a situacao de alguem nomeado e sem nenhuma hombridade porque fica numa situacao dificil quando tem que decidir uma coisa tao importante dessas optando por seguir ordens daquele que a nomeou, descumprindo acoes que deveriam ser proprias de sua funcao que sao do Direito e da Magistratura. Nesse caso, pelo menos ela devera ser afastada da Relatoria pois ja se mostrou inapta devido a sua subserviencia ao poder e seus pares estao certos em terem deixado ela sozinha na sua insignificancia.

    ResponderExcluir
  4. dilma continuará sangrando, o País afundando e se avacalhando até onde só apenas em regimes africanos é possível se assisir.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.